Quais são as trinta cidades mais visitadas da Itália?

Quais são as 30 localidades que você absolutamente deve conhecer na Itália? Este post é dedicada a todas as cidades e todos os destinos da Itália que ao longo do tempo conquistaram uma importância turística em nível nacional e também internacional.

10 3.423

Quais são as 30 localidades imperdíveis da Itália?

Quais são as 30 localidades que você absolutamente deve conhecer na Itália? Este post é dedicada a todas as cidades e todos os destinos da Itália que ao longo do tempo conquistaram uma importância turística em nível nacional e também internacional.

Antes de continuar a ler esse post eu te aconselho a ler “rapidinho” todas razões porque você deve absolutamente pelo menos uma vez na vida fazer uma viagem para a Itália!!!


Faça da sua viagem para Itália uma experiência única! Conheça os meus e-books com dicas exclusivas de quem conhece o melhor da Itália!


A escolha foi feita com base não apenas no fluxo de pessoas, mas também conforme fatores históricos, artísticos, arquitetônicos e naturais que caracterizam os lugares.Esta seção propõe um guia para visitar e explorar os destinos mais bonitos da Itália, onde é possível observar as típicas belezas italianas que tornaram o nosso país um dos destinos turísticos mais populares do mundo.

Fórum Romano em Roma15

A seguir, farei quase que uma classificação das trinta cidades mais visitadas do nosso Bel Paese. Para as primeiras vinte, farei uma síntese rápida, pois já havia descrito de modo mais detalhado nos textos anteriores.



Já para as últimas dez serei mais específica. Agora só nos resta começar nosso percurso pelas trinta cidades da Itália que merecem uma visita.

Pronto para fazer as malas para viajar para Itália? Saiba o que colocar na tua mala!

1) Roma

Vamos começar com a primeira cidade, que não podia deixar de ser: Roma – a capital da Itália. É fácil imaginar as razões pelas quais esta cidade bate qualquer concorrência e deixa todos sem fôlego. Em Roma, se respira arte e história em cada canto, é considerada um museu a céu aberto e eu concordo plenamente.


Se você deseja viajar para a Itália, siga o canal Viajado Para Itália no YouTube e descubra as melhores dicas para sua viagem ser inesquecível.

Desde os Foros Imperiais até o Panteão, passando pela Fonte de Trevi, para depois ficar de boca aberta diante do Coliseu ou da Praça Navona e, finalmente, admirar a beleza da Basílica de São Pedro no Vaticano. Roma é tudo isso e mais um pouco.


LEIA TODOS OS NOSSOS POSTS SOBRE ROMA E ORGANIZE A TUA VIAGEM DO MELHOR MODO POSSÍVEL!!


Roma panoramica
Roma panoramica
2) Veneza

Também é fácil descobrir qual é a segunda, a cidade romântica por excelência, estamos falando de Veneza.

Uma cidade encantadora que é sem dúvidas uma das mais importantes da Itália e do mundo, do ponto de vista histórico e artístico. Um verdadeiro orgulho da nossa maravilhosa península, uma joia com uma beleza estonteante. O centro estratégico de Veneza fica na Praça São Marcos, onde encontramos alguns dos monumentos mais conhecidos da cidade, como a Basílica de São Marcos e o Palácio Ducal. Já o Grande Canal atravessa o coração da cidade e passa por pontos turísticos famosos no mundo inteiro, como a Ponte Rialto, a Ponte dos Suspiros, o Cà d’Oro, a Basílica de Nossa Senhora da Saúde, a Torre do Sino de São Marcos, entre outras atrações arquitetônicas como igrejas, basílicas e edifícios históricos.


SAIBA TUDO SOBRE VENEZA!!


Viajar para Veneza

3) Milão

A terceira cidade que merece um ponto de destaque é Milão. Capital italiana da moda e dos negócios, é muito amada pelos jovens e pelos estrangeiros, que encontram aqui o paraíso das compras e a maior obra gótica da Itália: a imponente Catedral.

Milão pode não ter o patrimônio artístico de Roma, mas com certeza encontrou a receita certa para o sucesso: a moda. Essa característica deu a Milão o título de “cidade fashion”.


SAIBA TUDO SOBRE MILÃO


Visitar Milao

4) Florença

Outra cidade que pode ser considerada fundamental para uma visita quando se vem para a Itália é o grande berço da Renascença: Florença. Uma cidade encantadora que não se cansa de surpreender com suas obras-primas, os mármores coloridos das igrejas e todos os tipos de arquitetura que tiveram um papel muito importante no desenvolvimento da cultura e da arte renascentista.


PASSEIOS EM GRUPO EM LÍNGUA PORTUGUESA NAS PRINCIPAIS CIDADES ITALIANAS? RESERVE AGORA CLICANDO AQUI!


O coração de Florença está na Praça Domo, com um complexo monumental da Basílica de Nossa Senhora das Flores (coberta pela majestosa cúpula de Brunelleschi), junto com o Batistério de São João e a Torre do Sino de Giotto – uma obra de arte da arquitetura gótica florentina.


SAIBA TUDO SOBRE FLORENÇA


Visitar Florença em um dia


DESCUBRA MINHAS DICAS DE ROTEIROS NA ITÁLIA


5) Bolonha

Passamos agora para outra cidade importante: Bolonha – sede da universidade mais antiga do mundo. Não podia deixar de ser uma cidade voltada à cultura, e por tal motivo também é chamada de “A Erudita”.

O centro de Bolonha é um lugar que dá para ficar passeando por horas, na sombra fresca, típica da cidade: nas esquinas, torres e nas igrejas de grande interesse. Foi capital europeia da cultura em 2000 e em 2006 foi declarada a “cidade criativa da música” pela UNESCO.


SAIBA TUDO SOBRE BOLOGNA


Bolonha na Itália
Bolonha na Itália

QUAIS SÃO AS PRINCIPAIS ATRAÇÕES TURISTICAS DA ITÁLIA?


6) Nápoles

A sexta cidade que merece uma visita fica no Sul da Itália: Nápoles.

Vigiada pelo Vesúvio e de frente para um lindo golfo, sua beleza já foi fonte de inspiração para muitos artistas. Um lugar encantador, onde as cores, os sabores, os perfumes, a cultura e a história se misturam entre si para formar um agradável coquetel de conhecimento, alegria e diversão. Uma cidade de várias facetas. Com uma variedade de paisagens que é capaz de conquistar qualquer turista, desde o fã de arte e de história até o amante da natureza e do mar. Agrada a quem gosta de uma comida fina, apaixonado pela gastronomia e também quem prefere as tradições mais antigas.


SAIBA TUDO SOBRE NÁPOLES


 

ir em napoles a partir de roma

7) Sorrento

Permanecemos ainda nas redondezas para admirar outra obra-prima: a cidade de Sorrento.

Um pedacinho da costa que, pela sua beleza natural e majestosa, ganhou fama no mundo inteiro. A Península Sorrentina é com certeza um dos lugares para se visitar quando vier para a Itália. A sua elegância recebeu moradores famosos como poetas, artistas, filósofos e personagens ilustres do ponto de vista cultural europeu, dentre eles: Goethe, Keats, Nietzsche, Lord Byron, Dickens, Wagner e Ibsen. Também é a terra natal de Torquato Tasso. Com sua costa, Sorrento pode ser considerada a verdadeira vista do paraíso.


SAIBA TUDO SOBRE AS CIDADES DA COSTEIRA AMALFITANA


Costa Amalfitana

8) Verona

Voltamos ao Norte para admirar a cidade de Romeu e Julieta: Verona. Famosa no mundo inteiro também por ser a cidade dos apaixonados; tudo começou com a casa de Julieta e a famosa sacada, que relembra a atormentada história de amor contada pelo grande Shakespeare.

Contudo, o cartão postal de Verona é a Arena, o terceiro maior anfiteatro romano da Itália, que durante o verão se transforma no palco de grandes espetáculos, concertos e temporadas de ópera. Listada pela UNESCO desde 2000, Verona é um grande exemplo de integração urbana, arquitetônica e artística dos diversos períodos históricos que se passaram ao longo desses dois mil anos. A grande prova é a Praça das Ervas, com arquiteturas romanas, medievais e renascentistas perfeitamente integradas uma com as outras.


SAIBA TUDO SOBRE VERONA


Verona
Verona
9) Siena

Agora vamos fazer uma parada em um destino particularmente interessante, me refiro a Sena. Uma linda arte-cidade com típicos bairros, vielas, torres, ateliês de artesanato e edifícios históricos que fazem de Sena um destino imperdível tanto para os turistas italianos quanto para os estrangeiros.


O QUE FAZER NA ITÁLIA EM 15 DIAS?


Sena é famosa pelo seu Pálio, reconhecida pela UNESCO como patrimônio histórico da humanidade pela sua grande riqueza artística. A Praça del Campo domina o centro histórico, uma das maiores praças medievais, em forma de concha, palco da famosa competição. Aqui aparecem vários monumentos de grande valor histórico, como o Palácio Público (do século XIII-XIV), um verdadeiro tesouro da arte gótica. Também tem o Museu Cívico, tão interessante quanto à capela da praça, ao lado da Torre de Mangia e da maravilhosa Fonte Gaia, de Jacopo della Quercia.


SAIBA TUDO SOBRE SIENA


piazza del campo, Siena
piazza del campo, Siena
10) Siracusa

Outro lugar que vale a pena visitar na Itália é a linda cidade siciliana Siracusa. Uma viagem nesta ponta da Sicília proporciona sensações profundas, como atravessar os confins do tempo e voltar ao passado, milênios atrás.

Pelo menos é assim que parece ao caminhar pelas ruas de Siracusa, onde as preciosas relíquias nos fazem lembrar o esplendor da Magna-Grécia e, pé ante pé, acompanham o visitante nas épocas seguintes que tiveram um forte impacto na história de Siracusa. Praças, ruas e vielas desenham o emaranhado deste pequeno tesouro, com palácios, igrejas, templos, muralhas e fachadas que decoram cada cantinho.


SAIBA TUDO SOBRE SIRACUSA


Duomo di Siracusa
Duomo di Siracusa

Antes de continuar o texto, lembre-se de ler este post:


AS DEZ CIDADES MAIS VISITADAS NA ITÁLIA


11) Palermo

Permanecemos na Sicília para visitar sua capital: Palermo. Localizada no Golfo homônimo, ela é cercada pelos laranjais de Conca d’Oro. É uma cidade pitoresca, repleta de cores nos mármores dos palácios, nas cúpulas árabes, nas alegres feiras de Vucciria e Ballarò e nas áreas verdes sempre floridas (como os Parques da Favorita e Villa Giulia e o Jardim de Garibaldi).

Guia Sua Viagem Para a Italia Gratuito Viajando Para Italia

No centro histórico há monumentos incríveis, relíquias do seu ilustre passado, dentre eles o suntuoso Palácio Normando (ou Palácio Real – com a Capela Palatina, repleta de mosaicos decorações antigas), a igreja de San Giovanni degli Eremiti (coberta por cinco cúpulas vermelhas), a catedral (uma imponente estrutura, cheia de obras de arte, que abriga as Tumbas Imperiais e Reais).


DICAS SOBRE PALERMO?


The Cathedral of Palermo is an architectural complex in Palermo (Sicily, Italy). The church was erected in 1185 by Walter Ophamil, the Anglo-Norman archbishop of Palermo and King William II's minister, on the area of an earlier Byzantine basilica. The present neoclassical appearance dates from the work carried out over the two decades 1781 to 1801, and supervised by Ferdinando Fuga.
The Cathedral of Palermo is an architectural complex in Palermo (Sicily, Italy). The church was erected in 1185 by Walter Ophamil, the Anglo-Norman archbishop of Palermo and King William II’s minister, on the area of an earlier Byzantine basilica. The present neoclassical appearance dates from the work carried out over the two decades 1781 to 1801, and supervised by Ferdinando Fuga.

QUANTOS DIAS EU PRECISO PARA CONHECER A ITÁLIA?


12) Algueiro

Agora vamos para a perfeita Sardenha e visitar a cidade de Algueiro. Algueiro é uma cidade perfeita. Com seus conjuntos habitacionais em estilo catalão, suas ruas repletas de história, as praias de areia branca e água cristalina que rodeia a cidade, com certeza é um lugar ímpar na Sardenha.


DICAS SOBRE ALGUEIRO?


Alghero
Alghero
13) Turim

Voltamos agora para o Norte para descrever a cidade de Turim. Todo o território é recheado de lembranças do reino da família Savoia, evidentes nas maravilhosas mansões da Casa de Savoia, cercadas por imensos parques e reconhecidas pela UNESCO na lista de patrimônio histórico da humanidade.


DICAS SOBRE TORINO?


A marca mais forte do poder dos Savoia com certeza fica em Turim, essa cidade eclética que como um museu a céu aberto reúne palácios barrocos, monumentos ligados aos tempos áureos e de arquitetura contemporânea – um lugar dinâmico onde diversas realidades convivem de forma harmoniosa. São inúmeras as surpresas que esta terra reserva, onde a história, a cultura e a natureza criam um conjunto encantador.

Torino o que visitar

14) Gênova

Permanecemos no Norte, onde iremos aproveitar a cidade de Gênova. O mar tem uma ligação muito profunda com Gênova. A Lanterna, com seus 76 metros de altura, é talvez o símbolo que mais representa a rotina marítima de antigamente, o elemento dominante da história de Gênova e dos genoveses.

Um dos tesouros da cidade, que todos os anos atrai milhares de visitantes, é o Aquário de Gênova, onde a diversão e o espetáculo se unem em prol do conhecimento e da educação ambiental, para oferecer um programa completo, apropriado para todas as idades.


DICAS SOBRE GÊNOVA?


Genova
Genova

QUAL É O MELHOR PERÍODO PARA VIAJAR PARA ITÁLIA?


15) Trieste

Vamos um pouco mais ao Norte para visitar a cidade de Trieste. A província de Trieste se estende ao longo de toda extremidade sudeste de Friul-Venezia Júlia, entre o Mar Adriático e a divisa com a Eslovênia. A peculiaridade do lugar, os tesouros históricos, a arte, o caráter fortemente centro-europeu, tudo isso faz com que Trieste seja um destino extraordinário.

Canal Grande in Trieste, Italy
Canal Grande in Trieste, Italy

Trieste é uma arte-cidade encantadora de frente para o mar, rodeada por um espetacular relevo cárstico. O centro histórico tem à sua disposição muitas relíquias e obras de arte, dentre elas o Arco de Ricardo, o Teatro Romano, a Catedral de São Justo (do século XIV, toda decorada em mosaico) e o Castelo de São Justo. A Praça da Unificação da Itália tem um encanto especial, com visível influência vienense, cercada por três lados de edifícios neoclássicos, sendo que o quarto lado fica de frente para o mar.

16) Ferrara

Outra cidade italiana que merece uma visita é Ferrara. Estar na cidade de Ferrara é viajar na elegância da arquitetura refinada e das obras de arte, máxima expressão do período medieval e renascentista.

Desde 1995, o centro histórico de Ferrara foi incluído pela UNESCO na lista de Patrimônio Histórico Mundial. O centro histórico é o point dos maiores eventos culturais da região, sempre foi conhecido no mundo inteiro como o cartão postal desta cidade. Ferrara deve ser “saboreada”, descobrindo os produtos de sua gastronomia secular, uma cidade que vale o preço da passagem, para ser visitada com calma e tranquilidade, deixando o relógio em casa.


DICAS SOBRE FERRARA?


Castelo em Ferrara
Castelo em Ferrara
17) Pisa

Permanecemos na Toscana para visitar uma cidade muito bonita: Pisa – às margens do rio Arno. Pisa conserva em sua preciosa arquitetura as marcas de seus tempos áureos de República Marítima. Essa paisagem linda e versátil abriga achados arqueológicos, arquitetura em estilo romântico, vilarejos históricos e monumentos incríveis. Dentre todos os monumentos, o mais característico é a Torre de Pisa, a torre pendente que é o símbolo da cidade.


DICAS SOBRE PISA?


O Complexo da Praça dos Milagres (declarado pela UNESCO “Patrimônio Histórico Mundial”) trata-se de um espaço monumental de grande valor e apelo turístico que reúne as construções mais representativas da cidade. Dentre elas, podemos citar os edifícios brancos da Catedral e do Batistério (ambos em estilo românico de Pisa), o Cemitério Monumental e a Torre do Sino (conhecida como Torre de Pisa). A inclinação do campanário (causada porque uma parte do terreno cedeu um pouco) tornou o monumento famoso no mundo inteiro, e até hoje é o símbolo da cidade.

The hanging tower of Pisa and cathedral after sunset
The hanging tower of Pisa and cathedral after sunset
18) Lecce

Voltamos ao Sul para descrever esta linda cidade de Salento: Lecce. Um dos lugares mais interessantes da região de Apúlia, tanto pela estrutura arquitetônica quanto pelo seu estilo típico do século XVII.


SAIBA TUDO SOBRE LECCE


A cidade é conhecida por dois momentos áureos: um na época romana e o outro durante o Reino de Nápoles. Foi nesse período em que aconteceu um grande desenvolvimento em relação à construção de edifícios, monumentos e mansões, todos caracterizados por uma rica arquitetura de decoração luxuosa, conquistando o título de “barroco de Lecce”.

Lecce
Lecce
19) Catânia

Vamos voltar para a bela Sicília para visitar a cidade de Catânia – pérola da Sicília Oriental. Localizada em uma vasta área verde, a cidade de Catânia se destaca pelas suas praças grandiosas e ruas largas, com a sua arquitetura toda em pedra vulcânica e com tons de cinza. Um patrimônio histórico e artístico fantástico que, junto com a recepção calorosa do povo de Catânia, faz desta cidade um lugar especial para todos os visitantes.


DICAS SOBRE CATÂNIA?


Nos centrinhos desta terra, encontramos sinais de diversas culturas. Vestígios de uma história que absorveu influências de vários domínios, como mostram os traços arquitetônicos dos palácios, das igrejas e dos monumentos.

catania

20) Mântua

Voltamos agora para o Norte para aproveitar a linda cidade de Mântua. Sob o domínio da dinastia da família Gonzaga, que a tornou uma cidade real de grande esplendor, conserva as lembranças dos anos de glória. A cidade fica à margem direita do rio Mincio. Graças a Luiz Gonzaga, Mântua iniciou um período de grande desenvolvimento cultural e artístico.


10 dicas para viajar para a Itália!


Repleta de tesouros artísticos de valor inestimável e cidade natal do poeta Virgílio, Mântua precisa ser apreciada com cuidado, pois cada rua do centro antigo abriga vestígios da poderosa família Gonzaga, que a presenteou com palácios com uma decoração elegante, feita pelos maiores mestres da arte, dentre eles: Mantegna. Também vale a pena visitar o Palácio Ducal, o Palácio Te, a Rotunda de São Lourenço e a Catedral.


DICAS SOBRE MÂNTUA?


Mântua
Mântua

Antes de continuar o texto, lembre-se de ler este post:


Quais são as 20 cidades mais visitadas na Itália?


21) Matera

Após termos analisado rapidamente as primeiras vinte cidades italianas, agora vamos nos aprofundar de modo mais específico para as outras dez maravilhas da nossa península, começando pela cidade de Matera.

Estamos no Sul novamente, na Basilicata, para aproveitar a cidade de Matera –  Capital da Cultura de 2019. Quando se trata de Matera, não podemos deixar de citar os famosos “sassos”, que fizeram de Matera uma cidade famosa no mundo inteiro e por si só já valem a viagem à Basilicata.

Na lista dos patrimônios históricos da humanidade pela UNESCO desde 1993, os “Sassos de Matera” são casas sobrepostas uma em cima da outra, ligadas por ruas curvas e enormes escadarias, habitadas desde a antiguidade até a metade do século passado. Apenas a fachada é de alvenaria, o resto da construção foi escavada na rocha. Em frente aos sassos, há uma imponente ravina que oferece um espetáculo inesquecível. Além das casas, a vista arquitetônica se completa com uma série de igrejas, também escavadas na rocha.


SAIBA MAIS SOBRE MATERA


Entre os monumentos mais relevantes temos: a Igreja de São Pedro Caveoso, a igrejinha de pedras de Santa Luzia das Malvas (fundada por uma comunidade beneditina por volta do século VIII), a igreja de Nossa Senhora do Caminho (que vai até a cripta de São João em Monterrone, repleta de afrescos de destaque de diversas épocas), o Cemitério no bairro de Malve e as quatro igrejas de pedra do Convicinio de Santo Antônio. Em Matera, também vale a pena visitar a Catedral (construída entre 1268 e 1270 em estilo românico), o Palácio Lanfranchi (máxima expressão da arquitetura do século XVII em Matera) e os inúmeros museus da cidade, dentre eles o Museu Arqueológico Nacional.

Matera
Matera
22) Perúgia

Vamos agora um pouco mais ao centro para conhecer a cidade de Perúgia. Nesta cidade se respira um ar antigo, entre as estreitas ruas dos vilarejos medievais, os palácios, os castelos e as rochas das encantadoras aldeias. Localizada no centro da Itália, esta é a maior província de Úmbria e ocupa dois terços do território regional.

A cidade de Perúgia já teve vários domínios, todos eles testemunhados pelos vários achados arqueológicos. Os primeiros foram os Etruscos, que fundaram a cidade. As influências do domínio seguinte, da época romana, estão presentes nas ruas da cidade, pelo material que foram feitos o chão, o foro, o anfiteatro romano, as termas e um suposto mausoléu sob a Torre do Sino da igreja de São Pedro.


SAIBA MAIS SOBRE PERUGIA


Perúgia fica em cima de uma colina a 500 metros do nível do mar e parte do centro histórico é cercado por uma muralha etrusca e a outra parte por uma muralha medieval. A muralha externa, medieval, permanece intacta por alguns quilômetros e ao longo de todo o percurso encontram-se várias portas, como a Ponte da Porta Sant’Angelo. Mais para dentro, há uma cerca etrusca construída com enormes rochas. Contudo, da cidade antiga sobraram apenas as ruínas, grande parte do centro urbano já é em estilo medieval. O centro histórico é por si só um vilarejo medieval, um dos mais bonitos da Itália.

Perugia
Perugia
23) Assis

Continuamos na região para fazer uma parada em um dos vilarejos mais bonitos da Itália: Assis. É a terra do homem que renunciou tudo para se dedicar e ajudar aos mais necessitados, estamos falando de São Francisco – o padroeiro da Itália.

A linda basílica é dedicada justamente a São Francisco, símbolo do cristianismo, localizada no Monte Subásio, com vista para o grande vale. Além de ser um grande apelo turístico para milhões de fiéis, a basílica também é um complexo monumental de grande importância artística. A Basílica de Assis é composta por duas igrejas sobrepostas e de uma cripta com o túmulo do santo. Na igreja superior é possível observar o ciclo de vida de São Francisco (obra do grande Giotto), as Passagens do Antigo e do Novo Testamento (que cobrem toda a nave) e outros três lindos afrescos feitos por Cimabue e Torriti.


SAIBA TUDO SOBRE ASSIS


Outra personagem que caracteriza profundamente este lugar é Santa Clara. Há uma basílica dedicada a ela com uma fachada em pedra branca. Os afrescos na parte interior da basílica são muito interessantes, há também uma a cripta, onde é possível ver os restos mortais da santa, através de uma redoma.

Dentre as várias belezas que Assis oferece, o Templo de Minerva com certeza merece uma visita, por dois motivos: primeiro, porque se trata de um monumento do século I a.C.; segundo, porque a construção está em perfeita harmonia com os demais edifícios que a rodeiam.

Basilica de São Francesco em Assis, Umbria
Basilica de São Francesco em Assis, Umbria
24) Urbino

Agora vamos visitar outro vilarejo especial e muito interessante: Urbino. É uma cidade de imensa riqueza histórica e artística. É fácil se perder por lá com a cabeça nas alturas ao passear pelo centro histórico.

A cidade é cercada por uma muralha de tijolos e é repleta de construções em arenito. Graças ao trabalho de importantes artistas, de um simples vilarejo, Urbino se torna o “berço da Renascença” e, ainda hoje, passeando pelo seu centro histórico, é possível respirar o ar do século XV. Característica essa que conquistou a honra de entrar para lista do “Patrimônio Histórico da Humanidade” em 1998.

Não é à toa que a cidade foi considerada um ponto de encontro dos ilustres estudiosos e artistas do Renascimento, tanto italianos quanto estrangeiros, que a transformaram em um complexo urbano excepcional.

Foi principalmente graças à contribuição de Federico di Montefeltro, que Urbino conquistou uma posição de destaque monumental e artístico, conhecido por toda a Europa. Durante seu ducado, Federico foi capaz não só de transformar Urbino em uma magnífica corte real, mas também de trazer melhor da cultura e os grandes nomes das ciências humanas da época da renascença italiana. Entre eles, podemos citar: Piero della Francesca, Luciano Laurana, Leon Battista Alberti, Francesco di Giorgio Martini, Girolamo Genga e o pai de Raffaello, Giovanni Santi.

Ao passear pelas íngremes e estreitas ruas de Urbino, é possível ver vários edifícios da época renascentista: o antigo Mosteiro de Santa Clara, a igreja de São Domingos, o Mausoléu dos Duques na igreja de São Bernardino de Sena, o Palácio Boghi e o majestoso Palácio Ducal, que abriga os maiores tesouros de Urbino.

Urbino
Urbino
25) San Gimignano

Voltamos para a Toscana para admirar outro vilarejo encantador: San Gimignano. Considerado um dos centros históricos mais bonitos e conhecidos da Itália e do mundo, localizado na colina de Val d’Elsa, na província de Sena, foi declarado Patrimônio Histórico da Humanidade pela UNESCO.

São vários os tesouros que San Gimignano guarda em seu centro histórico; desde o antigo Conservatório de Santa Clara até as igrejas de São Francisco e São Pedro. Além dos locais religiosos, no vilarejo também é possível visitar vários edifícios públicos como a Casa Salvestrini, o Palácio Público e o Palácio del Podestà (hoje sede do museu cívico e da pinacoteca).

Este lindo vilarejo medieval toscano é visitado por vários turistas do mundo inteiro. As pessoas vão a San Gimignano para admirar a sua beleza singular e as inconfundíveis torres como a Torre Rognosa (de 51 metros de altura), a Torre del Podestà (a mais alta de todas, conhecida também como “Torre Grossa”, com 54 metros de altura) e as duas Torres degli Ardinghelli (do século XIII, localizadas na Praça Cisterna).


SAIBA MAIS SOBRE SAN GIMIGNIANO


Além de ser um dos lugares mais bonitos da Toscana, este vilarejo encantará a todos com a sua beleza artística e natural, proporcionando uma viagem no tempo, com todo o esplendor da época medieval.

No geral, a grande riqueza de San Gimignano permite ao turista mergulhar numa série de eventos, belezas artísticas, culturais e tradições jamais esquecidas que oferecem momentos inesquecíveis.

San Gimignano na Toscana
San Gimignano na Toscana
26) Pádua

Vamos para a região de Vêneto para visitar Pádua, uma das cidades mais antigas (e ao mesmo tempo dinâmica) da Itália. Fundada há mais de 3.000 anos, hoje se mostra como uma cidade moderna e cosmopolita, especialmente conhecida pela sua gloriosa Universidade e pelas inúmeras obras de arte.

A melhor forma para se visitar o centro histórico é se locomover a pé, passeando pelas ruas com os famosos pórticos, a fim de atravessar as lindas praças e as antigas pontes. O ponto de partida perfeito são as praças: principalmente a Praça das Ervas e a Praça das Frutas. Essas duas praças abrigam um dos monumentos símbolos de Pádua: o Palácio da Justiça (também conhecido como “Salone”), uma singular obra de seu gênero.

Bem perto também está a Praça dei Signori, elegante praça com toque renascentista, cercada por monumentos famosos como a igreja de São Clemente, o Palácio do Comandante e a imponente Torre que abriga o famoso Relógio astral, projetado no século XIV para marcar as horas e os minutos, mas também o mês, o dia, a fase da lua e o “local” astrológico. Ainda nas redondezas, temos a Praça Domo, caracterizada pela majestosa Catedral e pelo antigo Batistério dedicado a São João Batista.


SAIBA MAIS SOBRE PÁDUA


Outro lugar que é símbolo de Pádua é o famoso Caffè Pedrocchi, inaugurado no início do século XIX a pedido de Antonio Pedrocchi, ainda hoje um lugar amado pelos moradores locais e sede de mostras e eventos culturais de grande apelo turístico. Em frente à cafeteria, temos o Palácio Bo, sede da prestigiosa Universidade de Pádua – a segunda universidade mais antiga da Itália, onde lecionou o grande Galileo Galilei, símbolo da ciência e da cultura.

Durante a visita desta linda cidade, não pode ficar de fora a famosa Capela dos Scrovegni, obra-prima do grande Giotto, que com este projeto atingiu o ponto mais alto de sua carreira.

 Pádua
Pádua
27) Bérgamo

Continuamos na parte central da Itália para visitar a cidade de Bérgamo. É um destino ideal para quem ama arte e cultura, mas também para os fãs de esporte, graças a sua eficiente infraestrutura turística.

A cidade é toda fechada por muralhas e fica sobre uma colina. Até hoje Bérgamo conserva o estilo de vilarejo medieval no design de suas ruas, cercada por fortes paredes construídas pelos venezianos no século XVI.


SAIBA MAIS SOBRE BÉRGAMO


Uma época que se faz presente nos palácios, igrejas e praças bem conservadas, como o centro formado pela Catedral, a Capela Colleoni e o Batistério, apenas para citar alguns (assim como a Praça Velha e o Palácio da Justiça).

Também imperdível é a Academia Carrara (uma das principais pinacotecas italianas) e o Teatro Donizetti (dedicado ao mais famoso cidadão de Bérgamo: Gaetano Donizetti). Nas demais regiões de Bérgamo, a alma medieval se alterna com as construções mais recentes, ainda assim conservando relíquias de grande valor.

Bergamo na Itália
Bergamo na Itália
28) Espoleto

Agora visitaremos um município de Úmbria, pertencente à província de Perúgia: Espoleto. Um destino interessante para os turistas que desejam relaxar e que procurarm uma oportunidade de experienciar uma viagem dedicada à diversão de todos os gêneros.

Prepare-se para fazer uma viagem de volta no tempo, que irá superar as expectativas dos turistas mais curiosos e amantes da história local. Uma cidade encantadora, onde a natureza e a arte encontraram um lugar perfeito para mostrar o melhor do legado umbro.

Espoleto, que mostra também no âmbito urbano influências visíveis da época romana, mantém praticamente intacto o aspecto medieval, devido ao período quando o Ducado Lombardo estava em alta e era um importante centro do Estado Pontifício.

Outra atração de grande interesse é a Basílica de São Pedro, principalmente pela técnica de baixo-relevo que decora a fachada do século XIII. Sem dúvidas, será inesquecível para quem tiver a sorte de visitar esses lugares de todo o complexo da Catedral, construído no século XII, caracterizado também pela riqueza de detalhes da decoração interna e pelos mosaicos bizantinos de sua fachada, junto à igreja românica de Santa Eufêmia.

Espoleto
Espoleto
29) Luca

Voltamos para a Toscana para conhecer Luca, uma cidade de origens antigas, cercada por uma muralha do século XVI-XVII. Esta grandiosa obra da engenharia militar, com suas terraplanagens e baluartes, constitui hoje um singular espaço panorâmico, com vista para toda a cidade.

O centro histórico é bastante atraente e conserva o aspecto medieval com as vielas típicas e as praças com as torres e casas-torre feitas de pedra, moradias construídas com tijolos, além das galerias e dos palácios. Dentre as ruas mais características estão a via Fillungo (avenida principal do vilarejo medieval, cercada por mansões e torres antigas – como, por exemplo, a famosa Torre das Horas) e a Via Guinigi (onde fica o complexo habitacional da época medieval).


SAIBA MAIS SOBRE LUCCA


Como destaque da arquitetura religiosa estão a Catedral de São Martinho (com a magnífica fachada e com um interior repleto de obras preciosas), o Museu da Catedral (que abriga pinturas, artigos litúrgicos e esculturas), a igreja de São Miguel no Fórum (singular exemplo de arquitetura de Pisa-Luca) e a linda Basílica de São Frediano. Dentre os monumentos de maior destaque, você não pode perder a casa do músico Giacomo Puccini, transformada em um museu que contem relíquias e documentos do maestro.

Lucca
Lucca
30) Ravena

Agora vamos para a Emília-Romanha para visitar a trigésima cidade italiana da nossa lista: Ravena. É uma cidade que teve muita importância no século I a.C., quando Ravena se torna a capital do Império Romano do Ocidente em 402 d.C. Ainda nos séculos seguintes (de V a VI d.C.) desenvolveu um papel de grande destaque, tanto durante o domínio dos Ostrogodos quanto sob o Império Bizantino.

A prova desse ilustre passado permanece em um complexo de monumentos religiosos paleocristãos de extraordinário valor artístico, reconhecido pela UNESCO como Patrimônio Histórico da Humanidade. Um elemento comum de todos eles é a preciosa decoração em mosaico, que dão a Ravena o título de “Cidade dos Mosaicos”.

Poucas pessoas sabem que Ravena tem oito monumentos que fazem parte da UNESCO. Além disso, os restos mortais de Dante não estão em Florença, mas sim conservados nesta cidade.

Come-se muito bem em Ravena e é ótimo viajar para a praia no verão, ao logo dos trinta e cinco quilômetros de costa.

Você não pode deixar de visitar a Basílica de São Vital, um templo de planta arquitetônica octogonal que está entre os monumentos mais importantes da arte paleocristã do nosso país. Nesta basílica, entre as coisas mais bonitas de se ver estão os maravilhosos mosaicos. Outra basílica que merece uma visita é a Basílica de São Apolinário em Classe, que está entre as basílicas mais imponentes desta cidade.

Ravena é uma cidadezinha linda que atrai muitos turistas do mundo inteiro, principalmente os apaixonados pela arte.

Ravenna
Ravenna
Considerações Finais

Para concluir, podemos apenas dizer que devemos programar a viagem no nosso bel Paese. De certo, não vão faltar oportunidades, diversão, arte, cultura e tradições. Esperamos por você!

E você concorda comigo? quais cidades acha que faltam nessa lista???


Não deixe de ler:

Como Chegar na Itália?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

   Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Itália

  1. Qual é o gasto médio em um dia na Itália?
  2. O que visitar na Itália em 10 dias?
  3. Os dez lugares imperdíveis da Toscana?
  4. As melhores dicas para economizar na sua viagem para Itália?
  5. Aeroportos da Itália? Como chegar no teu hotel? Veneza, Milão, Roma, Florença? Saiba como agora!
  6. O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias nas principais cidades italianas? Conheça itinerários em cada cidade que você vai visitar!
  7. As melhores dicas sobre alimentação na Itália? Vinho? Comida típica em cada lugar?Economizar? Roteiros de enogastronomia? Descubra tudo!
  8. Viagem de carro na Itália: Exemplos de roteiros nas principais regiões italianas!
  9. Quais são os principais monumentos turísticos na Itália? Quais são os monumentos imperdíveis e que você deve colocar no teu roteiro?
  10. Qual é a melhor época para ir para Itália? O melhor período? O clima na Itália?
  11. Saiba tudo sobre o Transporte na Itália? Trem? Carro? Como se deslocar? Comprar passagem de trem? Metro?
  12. Os melhores exemplos de roteiros turísticos na Itália? Monte o seu roteiro seguindo os meus conselhos!

Grande abraço da Itália,

Ana Patricia

10 Comentários
  1. Olga Milani Diz

    A Itália é deslumbrante! Já estive lá por 2 vezes;60 dias deste país espetacular!Fiquei apaixonada!Voltarei!

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      🙂 ual 60 dias.. você é sortuda que pode viajar mais do que muita gente!! 🙂 grande abraço querida, Ana Patricia

  2. Fatima Marinho Diz

    ola….. O pouco que conheci amei tudo….. Roma-Vaticano, Napoli, Florença e Veneza…. para conhecer melhor somente morando tudo belissimo

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Verdade!! 🙂

  3. Angelica Diz

    Olá vi que você não recomenda hospedage na zona perto do metro vittorio emanuele em Roma (que é o metro do lado da estação termini), e gostaria de saber o motivo, pois fiz uma reserva em um hotel na área, sendo que essa reserva pode ser cancelada sem custos. Aguardo seu retorno.Grata

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Angelica porque em uma parte daquela area é invadida por comunidades estrangeiras (não tenho nada contra), mas sabemos que isso as vezes pode aumentar o perigo de furtos; de qualquer forma não é em toda a zona, para vc ficar tranquila te aconselho a colocar o nome do teu hotel no google e ver as recensões do trip e do booking para verificar se as pessoas falaram se é uma zona tranquila? Boa viagem, Ana Patricia

  4. Denise Lopes Diz

    Nenhuma das cidades/Burgos de Cinque Terre estão na lista. Achei que fosse mais visitada do que muitas outras. Estou decidindo entre Cinque Terre e Verona, partindo de Florença. O percusso me faz escolher Verona, mas julgava Cinque Terre como algo mais interessante e deslumbrante. Estou confusa agora. Rsrs. Parabéns pelo blog! Leio sempre.

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Cara Cinque terre é uma zona formada de vários burgos.. a idéia desse post é falar das cidades… Cinque terre vale muito a pena visitar, até mesmo em um tour de um dia.. Sinceramente as duas opções são ótimas.. mas Verona é cultura e arte enquanto cinqueterre natureza…:) assim fica mais fácil decidir.. abraços, Ana Patricia

  5. Angelo Bevilacqua Diz

    Acho que para eu e minha mulher conhecermos a Italia inteira – precisaremos de mais uma vida- porque o que nos resta desta não conseguiremos – Não existe País mais lindo, agradável e procuramos ir sempre – economizar no indispensável e gastar no “supérfluo”. só depois de atingirmos a maturidade descobrimos a beleza que é viajar.
    Só de estarmos lá na nossa cara Itália,sem termos nada para fazer, só respirar, olhar, sentir o aroma e ouvir a lingua que tanto amamos já nos deixa bem e em paz.

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Verdade querido!! 🙂 A Itália é fantastica:) e fica no coração da gente:) Grande abraço, Ana Patricia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

BAIXE AGORA MESMO O

E-BOOK GRÁTIS!