Itinerário de sete dias de carro na região de Apúlia?

Esta viagem nos permite descobrir uma das regiões mais fascinantes, a região dos trulli monumentais, das grutas subterrâneas, dos castelos medievais fredericanos, dos corais mergulhados no mar Adriático e das delicadas praias douradas que desaguam no mar Jônico.

0 1.824

VIAJANDO DE CARRO NA ITÁLIA: A APÚLIA  !

“a chamada Califórnia do Sul”

Olá! Partecipo da revista Mala para Dois como convidado especial, não deixe de ler o meu primeiro post Uma viagem segura, conselhos para quem vai pela primeira vez”: a Itália!!

E os posts da seção: Viagem de carro na Itália: … onde a a cada mês estarei escrevo sobre um tour de carro em uma região Itália. Gostaram da idéia? Então não deixem de me seguir!!


Leia os últimos posts:


Vamos lá?

Itinerário de sete dias de carro na região de Apúlia?

A Apúlia é uma região muito grande, se calcularmos os mais de 400 km de extensão, é natural que o deslocamento seja um pouco longo e explorar a região inteira em uma semana é quase impossível. Por isso é necessário deixar para trás algumas coisas. Este itinerário foi idealizado para um período de viagem de sete dias e, para tornar o percurso mais ágil, o faremos de carro.


POR QUE CONHECER A PUGLIA?


Esta viagem nos permite descobrir uma das regiões mais fascinantes, a região dos trulli monumentais, das grutas subterrâneas, dos castelos medievais fredericanos, dos corais mergulhados no mar Adriático e das delicadas praias douradas que desaguam no mar Jônico. Enfim, desvendar desde o exacerbado barroco de Lecce até as simplórias criptas bizantinas.

Polignano. Apulia.
Polignano. Apulia.

Este itinerário é dedicado a quem não se contenta em uma zona apenas de Apúlia, mas gostaria de um aproveitamento mais global. O tempo mínimo para dedicar a este roteiro, para desfrutar todos os cantos, é de uma semana – suficiente para percorrer os vários destinos que sugerimos, para visitar os monumentos em termos gerais, para apreciar a vista e almoçar nos restaurantes típicos – com o devido respeito que merece a gastronomia apuliense.

Afinal, o que estamos esperando? Vamos começar com o nosso tour de carro em Apúlia.

1) Primeiro dia
(chegada ao aeroporto de Bari, locação do automóvel e visita à cidade de Bari – grutas de Castellana e Alberobello)

O nosso itinerário parte de Bari, dentre todos o mais simples, pois vamos alugar o carro no próprio aeroporto da cidade. No primeiro dia, o roteiro prevê um passeio que vai de Bari a Alberobello, por 75 quilômetros, parando em Bari no período da manhã. A cidade de Bari merece uma visita principalmente pelo seu centro histórico que, nos últimos anos, foi revitalizado. Também não dá para deixar de visitar as senhoras que fazem as massas “orecchiette” pelas ruas da cidade, além de admirar a Basílica de São Nicolau e comer uma focaccia sob o castelo. A viagem segue para Alberobello, percorrendo devagarinho a longa avenida da praia e, por volta de meio-dia e meia, é possível fazer um lanchinho nas vielas de Monopoli, debaixo da sombra fresca e azul que vem das antigas casas revestidas de cal. Mais tarde, seguimos para Castellana a tempo de descer até as profundezas das grutas.

 

grotte di castellana
grotte di castellana

Para ver o pôr do sol escolhemos Alberobello, pelo mirante de Aia Piccola, chegando a tempo de assistir ao espetáculo do sol que incendeia o céu por de trás das cúpulas cinza dos trulli sobre as colinas de Monti. Depois teremos o jantar e o pernoite.

2) Segundo dia
(Alberobello e visita ao Valle dell’Itria)

A segunda parada será feita pela manhã, a fim de escapar do calor escaldante da tarde. Iremos percorrer 46 quilômetros a partir de Alberobello e depois retornamos a tempo para o almoço. Será um passeio na região dos trulli, onde veremos desde os trulli branquinhos aos bem coloridos, dos simples aos conjuntos habitacionais. Alberobello é uma verdadeira cidade “cartão postal”, os trulli foram em sua maioria restaurados, suas pedras estão limpas e branquinhas.

Alberobello
Alberobello

O caminho a seguir é o que nos leva a Selva di Fasano e depois para Fasano – um lindo terraço em Murgia com vista para o mar Adriático. Logo após, vamos em direção a Locorotondo e Martina Franca, cidadezinha barroca do século XVIII, para então subir novamente a Alberobello através do encantador Valle d’ltria.


Faça da sua viagem para Itália uma experiência única! Conheça os meus e-books com dicas exclusivas de quem conhece o melhor da Itália!


O Valle d’ltria está localizado no coração de Apúlia, trata-se de um vale fértil que se estende até o norte do município de Bari, entre Brindisi e Taranto (mais precisamente de Putignano a Ostuni).

Alberobello, Apúlia
Alberobello, Apúlia

É caracterizado por uma vegetação florida, contém uma grande quantidade de olivais, dos quais se obtém um dos mais prestigiados azeites italianos. Outros atributos do Valle d’Itria são os trulli, as inúmeras e acolhedoras fazendas e os vinhedos de onde conseguimos os vinhos brancos mais renomados.

3) Terceiro dia
(partida de Alberobello a Ostuni e Lecce)

Agora o trajeto é de 108 quilômetros. Neste terceiro dia partimos de Alberobello, claro, até Ostuni – uma das mais características cidades apulienses, imersa entre a limpeza de suas ruas e suas paredes brancas.


Se você deseja viajar para a Itália, siga o canal Viajado Para Itália no YouTube e descubra as melhores dicas para sua viagem ser inesquecível.

Denominada a “cidade branca”, Ostuni é um dos vilarejos mais belos de Apúlia, fica em cima de uma colina com vista para o mar – é mesmo um sonho! Tão linda que se analisássemos bem merecia um pouco mais de tempo. Seria aconselhável deixar o carro na praça central e subir a pé, durante o horário mais fresco da manhã, em direção à parte antiga e mais alta da área residencial, até chegar à Catedral. Ostuni fica a trinta e três quilômetros de Brindisi. De Brindisi a Lecce são apenas 40 quilômetros, quase todos retilíneos, que dá para percorrer em meia hora. Nós faremos uma parada em Lecce, na chamada “Florença do Sul”. Essa cidade incrível e encantadora é um dos lugares para se visitar em Apúlia, pelo menos uma vez na vida.

Ostuni
Ostuni

Ostentando vários exemplos de arquitetura e obras de arte do período Barroco, Lecce também pode ser definida por excelência como a “cidade barroca”. Ela possui um centro histórico maravilhoso, inúmeras igrejas e praças como a de Santa Maria della Provvidenza, a admirável Piazzetta dell’Addolorata e a Basilica di Santa Croce. Uma das peculiaridades de Lecce é a sua pedra típica, exatamente: sua pedra, utilizada durante os séculos para construir grande parte dos prédios do centro histórico. Além disso, Lecce é destino indiscutível para os amantes da boa comida, saboreando os deliciosos pratos típicos, como o “rustico leccese”. Após termos degustado um ótimo jantar, podemos repousar para estar recarregados para a manhã seguinte, e prontos para partir para a quarta etapa do nosso tour.

Vieste, Apúlia
Vieste, Apúlia
4) O quarto dia
(iremos de Lecce a Santa Maria di Leuca)

Iremos atravessar a costa adriática, um longo penhasco com pequenas e agradáveis marinhas. O panorama proporciona uma vista linda para o mar, mas que também pode ser muito estreito e congestionado. Após termos visitado o castelo e a catedral de Otranto, e também de fazer uma pausa em Porto Badisco (onde, segundo a lenda, Eneas teria desembarcado), seguimos por volta do meio dia para a gruta Zinzulusa, um pouco antes de Castro Marina.

Otranto, linda cidade na costa adriática de Salento, é conhecida pelo seu antigo e encantador vilarejo. A estrutura urbanística da cidadezinha, na verdade, é original. Trata-se de um intercalado de trilhas, um labirinto de vielas, curvas e ruas sem saída.

Lecce
Lecce

Na extrema ponta da Itália, surge um santuário no qual, conforme a crença popular, se não vai ainda vivo precisa voltar quando morto, para então merecer o paraíso. É o santuário que recorda a passagem de São Pedro, que teria feito uma parada ali quando vinha da Galileia.

5) O quinto dia
(partida de Santa Maria di Leuca, Gallipoli, chegada a Taranto)

A quinta parte é também a mais longa, pois deveremos percorrer 150 quilômetros. Sairemos de Santa Maria di Leuca até Taranto, onde se prevê uma pausa em Gallipoli (que é imperdível, principalmente a parte antiga da cidade). Gallipoli, adorável cidadezinha do município de Lecce, sempre conquistando turistas e visitantes de qualquer parte do mundo.

Gallipoli, Apúlia
Gallipoli, Apúlia

Não é por acaso que seu nome, de origem grega, significa “cidade bela” e também não por acaso, durante os séculos foi definida como a “pérola do Jônico”. Nas tortuosas vias e labirintos dá para ouvir os sons e as vozes da vida cotidiana – que é bem devagar, se comparada ao ritmo mediterrâneo. Em qualquer canto há algo surpreendente: uma edícula, testemunhos de religiosidade popular, uma porta escondida, uma janelinha inesperada, uma igrejinha… Aqui faremos uma parada maior, não apenas pela beleza, mas também pela qualidade e pelo frescor do peixe que se pode provar. Depois de Gallipoli, iremos percorrer um trecho de costa entre Nardò e Manduria (cidade que por si só já é uma joia, infelizmente esquecida) no Sul da Itália. A seguir retornamos pela costa para os últimos 40 quilômetros, até chegar a Taranto, onde faremos o jantar e depois iremos dormir.


PASSEIOS EM GRUPO EM LÍNGUA PORTUGUESA NAS PRINCIPAIS CIDADES ITALIANAS? RESERVE AGORA CLICANDO AQUI!


 6) O sexto dia
(visita à cidade de Taranto)

Para a sexta fase de nossa viagem, sugerimos o interior da cidade de Taranto – seguindo a pé para visitar o Museu Arqueológico (de grande interesse está a ala de joalheria grega) e também um passeio no labirinto de vielas na parte antiga da cidade – desde a via Cariati (característico mercado de crustáceos) até a catedral.

Taranto mar, Apúlia
Taranto mar, Apúlia

No fim de tarde, se quiser, você pode até fazer um passeio de carro beirando o Mar Piccolo (ou senão ir até a ponta de San Vito, ao sul de Taranto), para o espetacular por do sol nas ilhas Cheradi.

 7) O sétimo dia
(partida de Taranto para retornar a Bari)

A sétima e última etapa nos leva de Taranto a Bari. São 90 quilômetros de estrada boa, porém de tráfico intenso, pois é por esta rota que circulam os utilitários que ligam as indústrias de Taranto e Bari (e é esta estrada que dá acesso à nova rodovia para Canosa). Portanto, recomendamos muita atenção, principalmente quando passar Massafra. Em Massafra faremos uma pausa para visitar as criptas bizantinas abertas nas laterais da “gravino” durante os séculos X e XVI, e que fazem da cidadezinha a mais importante concentração de cavernas apulienses. Poderíamos também fazer outra parada em Gioia del Colle para visitar o lindo castelo, construído (assim como todos aqueles do sul da Itália) pelo imperador Frederico II. Depois disso, nosso tour acaba e retornamos ao aeroporto. Deixamos o carro na locadora e voltamos à vida de todos os dias, mas sem dúvidas com um novo entusiasmo, com energias positivas e agradáveis recordações.

Bari, Apúlia
Bari, Apúlia

DICA: Vai viajar pela Itália de carro? Não sabe onde alugar o carro? Nós temos um parceiro que pode te ajudar: Rent Cars! Já pensou em alugar um carro na Itália, sem sair de casa, com atendimento em português, pagando em Real, sem cobrança de IOF e ainda poder parcelar em 12x sem juros no cartão? E que tal um desconto de 5% para pagamento à vista? Gostou da idéia? Então clique no banner abaixo Pesquise, compare e escolha! : )

Conclusão

Apúlia, principalmente quando se viaja de carro, pode parecer infinita – afinal é a região mais longa da Itália. Ensolarada e cheia de vida e tradições milenares (mas não apenas), esta é Apúlia. Terra sugestiva, onde a natureza virgem das ilhas Tremite se encontra com a espiritualidade de San Giovanni Rotondo, e o encanto barroco do centro histórico de Lecce intercala com o misterioso símbolo do Castel del Monte. Sem falar dos trulli de Alberobello e a vista do litoral de Salento.

Castelo do Monte Sant'Angelo, Apúlia
Castelo do Monte Sant’Angelo, Apúlia

Uma viagem em sinergia com a diversão e a cultura, no coração de uma região surpreendente e dinâmica. Qual é a chave do sucesso? Além das longas costas apulienses com suas praias e encostas, a arte urbanística, o acervo arqueológico dos povos que ali habitavam antigamente, a atratividade dos produtos enogastronômicos e o turismo de negócios (devido à Fiera del Levante di Bari e das inúmeras feiras especializadas que ocorrem durante o ano).

Como chegar na Apúlia?

De avião

Pela sua posição geográfica (na extremidade sudeste da Itália), Apúlia possui várias infraestruturas aeroportuárias que permitem ligação a outros locais, tanto nacionais como internacionais. De maneira especial, nos últimos anos, graças ao aumento do número de turistas na região, foram feitas melhorias nas opções de locomoção para Apúlia. No momento, são três os aeroportos presentes na região que podem ser utilizados para voos diretos, pertencentes à Sociedade de Aeroportos de Apúlia.

Castelo do Monte Sant'Angelo, Apúlia
Castelo do Monte Sant’Angelo, Apúlia

Os aeroportos estão dispostos de maneira estratégica pelo território e conseguem cumprir de forma significativa todos os municípios apulienses – facilitando, neste sentido, as conexões aéreas tanto pelo turismo comercial quanto para o recreativo.

Pelo Aeroporto de Bari, por exemplo, é possível ter acesso a toda zona central da região. Já o Aeroporto de Foggia é dedicado às conexões pela zona norte de Apúlia. Por fim, pelo Aeroporto de Brindisi (ou de Salento) é possível ter acesso aos principais centros localizados no interior da área geográfica da península salentina.

Então boa viagem!

E até o próximo mês onde estaremos falando de outra região super especial e ainda pouco conhecida: a Apúlia!

Não deixe de me seguir:)

E boa viagem!!!

Veja a revista de Dezembro!!

Até o proximo post!! “

Visite o site do nosso parceiro e siga todas as matérias das revistas ( você poderá abaixar gratuitamente) que são super especiais e conheça e faça parte da comunidade de Mala para Dois!

O próximo mês te espera: Viajando de carro na Itália: A Basilicata! 🙂

Espero que isso tenha sido útil para você!

 

Guia Sua Viagem Para a Italia Gratuito Viajando Para Italia

Não deixe de ler:

Como Chegar na Itália?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

   Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Itália

  1. Qual é o gasto médio em um dia na Itália?
  2. O que visitar na Itália em 10 dias?
  3. Os dez lugares imperdíveis da Toscana?
  4. As melhores dicas para economizar na sua viagem para Itália?
  5. Aeroportos da Itália? Como chegar no teu hotel? Veneza, Milão, Roma, Florença? Saiba como agora!
  6. O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias nas principais cidades italianas? Conheça itinerários em cada cidade que você vai visitar!
  7. As melhores dicas sobre alimentação na Itália? Vinho? Comida típica em cada lugar?Economizar? Roteiros de enogastronomia? Descubra tudo!
  8. Viagem de carro na Itália: Exemplos de roteiros nas principais regiões italianas!
  9. Quais são os principais monumentos turísticos na Itália? Quais são os monumentos imperdíveis e que você deve colocar no teu roteiro?
  10. Qual é a melhor época para ir para Itália? O melhor período? O clima na Itália?
  11. Saiba tudo sobre o Transporte na Itália? Trem? Carro? Como se deslocar? Comprar passagem de trem? Metro?
  12. Os melhores exemplos de roteiros turísticos na Itália? Monte o seu roteiro seguindo os meus conselhos!

Grande abraço da Itália,

Ana Patricia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

BAIXE AGORA MESMO O

E-BOOK GRÁTIS!