Vamos visitar os Museos Capitolinos em Roma?

0 792

Conhecer os Museus Capitolinos em Roma?

Ir para o Capitólio significa estar em cima da colina onde se passou tanta história, com H maiúsculo. Aqui, na Praça do Capitólio, estão os Museus Capitolinos, estar aqui é como fazer uma viagem ao passado, como sentir todas as histórias que foram contadas aqui.

Os Museus Capitolinos fazem parte da história de Roma. Localizados no coração da cidade, eles representam um patrimônio de extrema importância. É o primeiro museu público do mundo, existe desde 1471, quando o Papa Sisto IV doou algumas esculturas de bronze ao povo romano, e as estátuas foram colocadas na frente do Palácio dos Conservadores, no pátio (de modo que a arte estivesse acessível a todos os cidadãos). As estátuas do Palácio de Latrão eram: a Loba Capitolina, o Menino com o Espinho, o Camilo, e a Cabeça de Constantino com a mão e o globo.


Recomendo a leitura

Quais são os 10 principais monumentos turísticos de Roma?


Os Museus Capitolinos formam o principal complexo de museus públicos em Roma e fazem parte do “Sistema Municipal de Museus”. A entrada para os Museus Capitolinos é pelo Palácio dos Conservadores, na Praça do Capitólio (de Michelangelo, sede da Prefeitura desde o período medieval). O Museu Capitolino fica na Praça dos Conservadores e no Palácio Novo, é o museu público mais antigo do mundo, graças às contribuições do Papa Sisto IV em 1471, do Papa Leão X e do Papa Pio V, que no século XVI implementaram o acervo. Contudo, foi principalmente no ano de 1734, com a aquisição da coleção de esculturas de mármores antigos dos Albani que o museu se expandiu de maneira notável. Com Roma capital, tratou de ocupar também o Palácio dos Conservadores e criar o Museu Novo (1925) e o Braço Novo (1952). Os museus constituem um acervo de clássicas esculturas em mármore e bronze, fora a pinacoteca e a coleção de moedas e medalhas.

 

Museu Capitolino na praça Campidoglio

Agora vamos conhecer mais de perto os museus, procurando fazer uma descrição mais detalhada.

Os Museus Capitolinos foram efetivamente abertos ao público no ano de 1734, após terem enriquecido o seu acervo. Alguns anos depois, foi criada a Pinacoteca, com as grandes obras de Pio e Sacchetti. Com o passar dos séculos, acrescentaram várias salas além das que já havia, crescia cada vez mais o número de itens adquiridos para os Museus.


O QUE VISITAR PERTO DE ROMA? COMO IR NAS LOCALIDADES MAIS BELAS PERTO DE ROMA? BATE E VOLTA A PARTIR DE ROMA? CONHEÇA COMIGO OS MELHORES BATE E VOLTA A PARTIR DE ROMA!


Foi feita a Sala Octogonal, por exemplo, no primeiro andar do Palácio dos Conservadores. Lá, esculturas, estátuas, vasos antigos e louças enfeitam as redomas dos museus. Outro orgulho dos Museus Capitolinos é a coleção de moedas e medalhas, um importante acervo de relíquias que pertenciam aos escravos romanos. Em 1925, foi instituído no Palácio Caffarelli o Museu Mussolini e em 1952 o Braço Novo. Mais tarde, agregaram a Galeria Lapidária, com mais de 1.500 epígrafes em latim e em grego.


Se você deseja viajar para a Itália, siga o canal Viajado Para Itália no YouTube e descubra as melhores dicas para sua viagem ser inesquecível.


Recentemente, o percurso foi ampliado ao público, com a abertura da ala do Tabulário (onde antigamente funcionava o depósito, agora é um lindo terraço panorâmico). Além disso, houve a aquisição do Palácio Clementino, que hoje fica reservado para as exposições temporárias do Museu.

Em 1997, foi aberta uma sede separada na antiga Usina Termelétrica Giovanni Montemartini, no bairro de Ostiense, criando assim uma solução original de fusão entre a arqueologia industrial e a clássica. Em 2005, agregou-se uma nova ala ao museu, chamada “Êxedra de Marco Aurélio”.

museo capitolino2

Como estão distribuídos os museus capitolinos?

Os Museus Capitolinos são considerados o primeiro complexo de museu do mundo e é o principal acervo público de Roma, com 12.977m2 de área expositiva. O delicado plano de reestruturação exigiu que fosse criado um percurso bem articulado, com novos espaços expositivos e a reorganização de alguns setores do museu. O percurso foi ampliado de forma significativa com a abertura do Tabulário ao público, cujos arcos proporcionam uma vista para o Foro Romano e dá acesso a outros edifícios através da Galeria de Ligação. Além disso, foi feita uma nova diagramação do Palácio Caffarelli e a aquisição do Palácio Clementino, até então Sede da Prefeitura.


Guia Sua Viagem Para a Italia Gratuito Viajando Para Italia


Como as coleções estão distribuídas nos museus?

No Palácio Novo está conservado o acervo de esculturas antigas, coleção das famílias nobres. Em destaque temos os bustos de imperadores romanos e filósofos e as estátuas do Gálata Moribundo, da Vênus Capitolina e de Marfório (que domina o pátio).


DICAS SOBRE O QUE FAZER EM ROMA? LEIA TODOS OS NOSSOS POSTS SOBRE ROMA


No Palácio dos Conservadores, decorado com afrescos sobre a história de Roma, estão conservadas as famosas estátuas de bronze do museu, como a Loba, o Menino com o Espinho e o Brutus. A grande sala de vidro do primeiro andar do palácio abriga a estátua de Marco Aurélio em cima do cavalo, disposta bem no centro, e as ruínas do Templo de Júpiter.
No segundo andar está a Pinacoteca Capitolina, com obras de grande relevância, expostas em um percurso cronológico que vai desde o fim da Idade Média até o século XVIII.

museo capitolino1

No Palácio Caffarelli-Clementino está colocado também o medalhário, com a coleção de moedas, medalhas e joias. Além disso, também há um espaço dedicado às mostras temporárias.

Também de grande importância está a Praça do Capitólio, de Michelangelo, Sede da Prefeitura desde o período medieval, é também a entrada de acesso aos Museus Capitolinos.

O Palácio dos Conservadores foi mandado construir pelo Papa Nicolau V, por Rossellino, na metade do século XV, onde antigamente ficava a Sede da Justiça. Na metade do século XVI, Michelangelo Buonarroti ficou encarregado do projeto de reestruturação da praça e da fachada do palácio.

No centro da praça, que também tem o chão desenhado pelo grande mestre, foi colocada a estátua equestre de Marco Aurélio. Até então, ela ocupava o lugar do atual obelisco de Latrão, agora há uma réplica na praça (a original se encontra na grande sala de vidro do primeiro andar do Palácio dos Conservadores).

Michelangelo não conseguiu concluir sua obra, com sua morte o projeto foi passado para Giacomo della Porta. No interior desses palácios, há salas com estátuas e obras de perder o fôlego. É impossível listar todas elas, seria preciso uma porção de páginas, vou apenas selecionar algumas para dar uma ideia da grandeza deste complexo, pois é preciso visitá-lo para ficar encantado com tanta arte e história. Como um exemplo, podemos ver a Sala de Aníbal, com decorações das primeiras décadas do século XVI feitas por Jacopo Ripanda.

museo capitolino

A Sala das Tapeçarias leva este nome por abrigar os tapetes de fabricação romana do Hospício de São Miguel, com algumas obras-primas de Rubens, Poussin, entre outros artistas famosos. Os tapetes representam episódios lendários da Roma antiga.

Depois damos lugar para a Sala dos Triunfos com a grande obra Menino com o Espinho, estátua em bronze de um garoto tentando tirar um espinho do pé (do século I a.C.).

Considerações Finais

Para concluir, a posição deste grande complexo de museus na região do Capitólio pode ser tudo, menos aleatória. A alma e a história de Roma encontraram sede no coração de Urbe, entre as raízes de uma civilização e os fundamentos de uma cidade que é eterna.

Museu Capitolino na praça do Campidoglio
Museu Capitolino na praça do Campidoglio
Informações Úteis

Dentro dos museus não é permitido:

  • tirar fotos com flash ou tripé;
  • em caso de exposições, não é possível fotografar, nem utilizar câmera de vídeo;
  • entrar com bolsas e mochilas grandes, nem guarda-chuva;
  • levar animais de estimação;
  • comer, beber ou fumar.
Horários:

Todos os dias das 9:30h às 19:30h (exceto nos dias 24 e 31 de dezembro, que funciona das 9:30h às 14:00h).

Bilheteria:
  • A bilheteria fica na Praça do Capitólio, no piso térreo do Palácio dos Conservadores. Em mostras temporárias e eventos culturais, o valor do bilhete pode sofrer variação.
  • A bilheteria fecha uma hora antes.
  • O preço é de euro 12,50.

Obs.:
Para eventuais detalhes sobre os horários de abertura e de encerramento, visitar a página dedicada aos avisos.

Feriados:
Nos dias 1º de janeiro, 1º de maio e 25 de dezembro, os museus permanecem fechados.

Como Chegar no Museu Capitolino

Uma viagem na capital não fica completa se não passar pelos Museus Capitolinos, localizados na Praça do Capitólio.

O jeito mais rápido para ir até lá é de táxi; é só chamar pelo número direto 060609 e pronto – o único problema é que o táxi não é muito barato, é preciso ter isso em mente.

Uma boa alternativa é o ônibus. Há várias linhas que dão acesso aos Museus Capitolinos ou param nas proximidades, tudo depende do local de partida. Por isso, a melhor coisa é saber onde tem ponto perto dos museus (para então avaliar qual é o ônibus mais prático, conforme o lugar em que está). São eles: Teatro Marcello-Ara Coeli, Teatro Marcello, Piazza Venezia, Piazza Venezia-Ara Coeli, Fori Imperiali e Plebiscito (que ficam cerca de cinco minutos de distância a pé do Capitólio).

E por último, caso prefira pegar o metrô, você precisa saber qual é a estação mais próxima: é a Colosseo, que dá mais ou menos quinze minutos de caminhada.

 


Não deixe de ler:

Como Chegar na Itália?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

   Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Itália

  1. Qual é o gasto médio em um dia na Itália?
  2. O que visitar na Itália em 10 dias?
  3. Os dez lugares imperdíveis da Toscana?
  4. As melhores dicas para economizar na sua viagem para Itália?
  5. Aeroportos da Itália? Como chegar no teu hotel? Veneza, Milão, Roma, Florença? Saiba como agora!
  6. O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias nas principais cidades italianas? Conheça itinerários em cada cidade que você vai visitar!
  7. As melhores dicas sobre alimentação na Itália? Vinho? Comida típica em cada lugar?Economizar? Roteiros de enogastronomia? Descubra tudo!
  8. Viagem de carro na Itália: Exemplos de roteiros nas principais regiões italianas!
  9. Quais são os principais monumentos turísticos na Itália? Quais são os monumentos imperdíveis e que você deve colocar no teu roteiro?
  10. Qual é a melhor época para ir para Itália? O melhor período? O clima na Itália?
  11. Saiba tudo sobre o Transporte na Itália? Trem? Carro? Como se deslocar? Comprar passagem de trem? Metro?
  12. Os melhores exemplos de roteiros turísticos na Itália? Monte o seu roteiro seguindo os meus conselhos!

Grande abraço da Itália,

Ana Patricia

 

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

BAIXE AGORA MESMO O

E-BOOK GRÁTIS!