Vamos conhecer a Basílica de São Pedro?

A Basílica de São Pedro é uma das mais famosas e visitadas do mundo. Neste post te contamos tudo sobre ela!

4 4.094

Vamos visitar a Basílica de São Pedro “a mais conhecida do mundo”?

A grande Basílica de São Pedro, com sua esplêndida e imponente cúpula que paira sobre os tetos de Roma, é a mais importante do mundo cristão. É o monumento que consegue reunir, em um único lugar, fiéis e amantes da arte. É dedicada a São Pedro, principal dentre os apóstolos, primeiro Papa e Chefe da Igreja. Representa um dos locais mais visitados da cidade eterna, seja por sua beleza artística ou por sediar as principais manifestações da fé católica.


COMO IR NAS LOCALIDADES MAIS BELAS PERTO DE ROMA? BATE E VOLTA A PARTIR DE ROMA? CONHEÇA COMIGO OS MELHORES BATE E VOLTA A PARTIR DE ROMA!


Basilica de São Pedro
Basilica de São Pedro

Na sua imponente praça são celebradas as lotadas missas de Natal, de Páscoa, os ritos da Semana Santa, a proclamação e os enterros dos Papas, a abertura e encerramento dos jubileus e a canonização dos santos. Por isso, para quem vai a Roma, a visita não se conclui até não aproveitar a oportunidade de admirar a basílica, a praça e as colunas que a abraçam. Destino dos peregrinos vindos de todos os cantos da Terra, encontro de fiéis, artistas e estudiosos, ela é conhecida no mundo todo, e é a maior basílica papal de Roma, está entre as maiores igrejas jamais construídas.

Breve história

Para conhecer as origens da basílica, é preciso voltar no tempo em quase dois mil anos. Não é por acaso que a basílica está neste local, ela foi construída exatamente onde o apóstolo foi morto e sepultado. A obra foi iniciada pelo Papa Júlio II, no ano de 1506, e concluída em 1602 por Paulo V. O novo edifício, porém, estava em cima de uma outra construção preexistente, erguida no século IV por Constantino, precisamente onde existia o Circo de Nero, lugar onde São Pedro teria sido crucificado e enterrado.

 

san pietro

A grande Basílica de São Pedro, a mais importante do mundo cristão, é dedicada, como já mencionamos anteriormente, a Pedro, o principal dentre os apóstolos, primeiro Papa e Chefe da Igreja. Chamado Pedro pelo próprio Jesus, porque o escolheu para ser “a pedra” sobre qual edificaria Sua Igreja, foi o maior empreendedor dentre os discípulos. Foi preso e milagrosamente liberado e deixou Jerusalém para ir até Roma (que era o centro do Império Romano).


5 IGREJAS QUE VOCÊ DEVE CONHECER EM ROMA?


Basilica de São Pedro
Basilica de São Pedro

Aqui foi bispo e primeiro Papa por 25 anos, durante a feroz perseguição ordenada por Nero, acabou sendo preso junto com milhares de outros cristãos e morreu crucificado, por volta de 64 d.C. na colina do Vaticano. Ao contrário do que se acredita, os cristãos não eram sentenciados no Coliseu, como é frequentemente retratado no cinema, mas dentro dos circos.


Se você deseja viajar para a Itália, siga o canal Viajado Para Itália no YouTube e descubra as melhores dicas para sua viagem ser inesquecível.

E foi aqui mesmo, onde se estendia o gigantesco complexo do Circo de Nero, rodeado de palácios, templos e jardins, que foi feita a execução e o sepultamento de Pedro. A área ao redor do Circo de Nero, longe do centro habitado, era considerada insalubre e adequada somente como cemitério. Aqui, logo após o martírio de Pedro, começou a crescer uma forte veneração. Com o passar dos séculos, quando as grandiosas estruturas do circo entraram em ruína, se desenvolveu uma grande necrópole com sepulturas pagãs e cristãs.

 

st-peters-basilica-511754_1920

Quando o Imperador Constantino decidiu erguer uma grande basílica dedicada a São Pedro no século IV, se fez necessária uma fundação sólida: os seus arquitetos criaram um jeito de debulhar a colina do Vaticano, pavimentando a terra sobre as tumbas. Nasce assim a primeira catedral que, desde então, representava o centro físico e espiritual do cristianismo.


Guia Sua Viagem Para a Italia Gratuito Viajando Para Italia


Ao longo dos séculos, passando por vários pontificados, se deu início ao longo processo que, por volta de 200 anos (e com a ajuda de muitos artistas como Bramante, Michelangelo e Bernini), completou a reconstrução da primitiva igreja Constantina. Do ponto de vista artístico, a basílica de São Pedro representa o triunfo do admirável barroco romano, que traçava claramente o desejo da Cúria de se apresentar ao mundo em toda a sua magnificência.

Descrever esta obra de arte

Em poucas palavras, acredito ser impossível descrevê-la, procuremos fazer então um apanhado desta soberba obra de arte. A Basílica de São Pedro é um reservatório de obras de arte, nela contém centenas de primorosas esculturas de mármore e requintadas tumbas de personagens ilustres (dentre os autores incluem Canova e Bernini).


VAMOS CONHECER A ROMA RELIGIOSA?


conhecer a basilica de São Pedro

A fachada do templo é toda em mármore branco com colunas e pilastres devidamente ordenadas, que emolduram o pórtico central. Delas se abrem dois arcos laterais: o da esquerda vai em direção à Cidade do Vaticano. Beirando o pórtico, há nove janelas com sacadas; a mais importante fica no centro, conhecida como Janela da Bênção Papal, onde o Papa se expõe para falar com os fiéis. Acima das janelas, há uma balaustrada que serve de suporte para treze estátuas.

O pórtico que dá para o interior tem cinco portas de acesso, cada uma delas tem uma história diferente. A mais conhecida é a “Porta Santa”, que é aberta apenas nos anos de Jubileu, enquanto a Porta de Filarete, com mais de sete metros de altura, é uma das poucas maravilhas que permaneceram da basílica medieval. E, claro, a grandiosa cúpula de Michelangelo, com 119 metros de altura, cobre a basílica – rodeada também por abóbodas menores das capelas Gregoriana e Clementina.


TURISMO RELIGIOSO NA ITÁLIA? DESCUBRA AS PRINCIPAIS LOCALIDADES E ORGANIZE O TEU ITINERÁRIO AGORA MESMO:)


E por fim, há a Cúpula de São Pedro, que é um dos símbolos de Roma. Para admirar a Cidade Eterna do alto é necessário subir por volta de 133 metros. Isso é uma coisa que se deve fazer pelo menos uma vez na vida!

A cúpula idealizada por Michelangelo surpreende por sua dimensão e harmonia, características apreciadas na cansativa – porém gratificante – subida à cúpula, que permite admirar de perto sua beleza, seja por dentro ou por fora.

Cupola da basilica de São Pedro
Cupola da basilica de São Pedro
A cúpula de São Pedro

A cúpula de São Pedro constitui em uma obra-prima de espírito criativo do homem e, com o passar do tempo, tornou-se o símbolo da Igreja de Roma. Local aonde chegam, a cada dia, numerosos peregrinos e visitantes vindos de todas as partes do mundo.


TURISMO RELIGIOSO NA ITÁLIA? DESCUBRA AS PRINCIPAIS LOCALIDADES E ORGANIZE O TEU ITINERÁRIO AGORA MESMO:)


A Cúpula de São Pedro em Roma é aberta ao público durante o ano inteiro, de 1º de outubro a 31 de março das 8h às 17h e de 1º de abril até 30 de setembro das 8h às 18h.

O acesso a ela fica no pórtico da Basílica de São Pedro. Diferentemente da entrada da igreja, que é gratuita, é cobrada uma taxa para subir até o topo da cúpula. É possível subir pelas escadas por €5, por elevador já custa €7 (permite acesso ao piso do terraço, depois é preciso subir a pé os 320 degraus). As escadas são muitas, mas a vista de Roma sobre a Cúpula de São Pedro é sem igual!


RESERVE O BILHETE PARA ENTRAR NA BASILICA SEM FAZER FILA


A Pietà de Michelangelo

Dentre as tantas obras de arte presentes dentro e fora da basílica, tem uma que não dá para perder: a Pietà de Michelangelo (obra que surpreende há séculos, por sua técnica e emoção).

Pietá di michelangelo
Pietá di michelangelo

E também, claro, o maravilhoso arco de 284 colunas dóricas e 88 pilastras em mármore que circundam a Basílica de São Pedro, como se quisessem acolher os fiéis que a visitam, em um ato simbólico de abraço.

Rome, Italy. Famous Saint Peter's Square in Vatican and aerial view of the city.
Rome, Italy. Famous Saint Peter’s Square in Vatican and aerial view of the city.

A brilhante arquitetura dos arcos foi comandada pelo Papa Alessandro VII e desenhada por Bernini. Os arcos dispõem-se radialmente em quatro fileiras de 284 colunas, cujo diâmetro aumenta de forma gradativa, conseguindo assim manter invariável a relação proporcional entre os espaços e as colunas, também nas fileiras externas. Graças a essa façanha, o expectador, ao acessar os discos de pórfiro em volta do obelisco, consegue ver os arcos como se fosse uma única fila de colunas, um espetáculo de arquitetura dos mestres da arte.

Basilica de São pedro
Basilica de São pedro

Por dentro da Basílica

Ao atravessar pela porta de entrada, a emoção é palpável, a magnitude e o esplendor da grandiosa construção são de tirar o fôlego! A imensidão dos espaços é tão enorme a ponto de perder o senso das proporções, como os dois anjinhos segurando a água benta logo na entrada (à primeira vista parecem pequenos, mas depois que se aproxima é possível perceber que eles têm mais de dois metros de altura). É uma espécie de miragem que se manifesta em todas as obras de arte espalhadas pela basílica.


5 IGREJAS QUE VOCÊ DEVE CONHECER EM ROMA?


the-vatican-322053_1920

No corredor esquerdo, o sugestivo (e ao mesmo tempo inquietante) monumento fúnebre do Papa Alessandro VII, que é um espetáculo da inteligência de Bernini, representa um esqueleto gigante que levanta um véu feito inteiramente de mármore, descobrindo a porta do além, enquanto a outra mão segura uma ampulheta, relembrando quanto é efêmero o tempo da existência humana. É muito emocionante mesmo, tanto a obra quanto o significado que ela exprime.

basilica san pietro5

Imagem do interior da Basílica de São Pedro.

Do centro da basílica é possível ver, em um dos lados, uma escultura em bronze de São Pedro, relativamente pequena, um contraste perante a magnitude colossal das maravilhas que estão à sua volta. A estátua ilustra o apóstolo sentado rezando e tem os pés literalmente gastos de tanto os peregrinos passarem as mãos, tocando a escultura em devoção há tantos séculos. A enorme cúpula da basílica é revestida por um mosaico imenso, esplêndido em sua totalidade, como um radiante estuque dourado. Também, embora difícil ver lá de baixo, quase todas essas decorações são mosaicos de cerâmica, tão pequenos que de longe parecem verdadeiras pinturas.

Essas não são as únicas decorações preciosas. Abaixo de nossos pés, o chão é uma sinfonia de tons diversos, cravejados como por mágica, refletindo exatamente as cores radiantes dos mosaicos ao redor. Não existe no mundo um piso tão vasto e tão bonito quanto este. Logo perto da entrada está incorporado também no chão um grande disco de pórfiro vermelho do Egito, que vem ainda da antiga basílica de Constantino. Na época havia seis desses discos, este foi o único que sobreviveu. Foi ali que Carlos Magno se ajoelhou, na noite de Natal dos anos ’800, para ser coroado imperador.

basilica san pietro7

Para relembrar que estamos dentro da maior igreja do cristianismo, no chão do corredor central tem várias estrelas douradas que mostram exatamente o quanto de espaço que ocupariam as maiores igrejas do mundo inteiro se fossem instituídas na basílica. A Basílica de São Pedro é fruto da criatividade e do esforço de um grande número de artistas, com os seus 45 altares, 11 capelas, 390 estátuas e 10 mil metros quadrados de mosaicos. Há séculos, este é o lugar mais importante de fé e, sobretudo, o mais conhecido do mundo.


VAMOS CONHECER A ROMA RELIGIOSA?


basilica san pietro6

Visita à tumba de São Pedro e à necrópole abaixo da Basílica Vaticana

O caminho pelo cemitério do Vaticano é, na realidade, uma caminhada através dos séculos; e constitui um outro aspecto importante da visita à Basílica. Isso porque significa visitar a tumba de São Pedro, percorrendo a antiga estrada de terra batida que conduz à tumba do Príncipe dos Apóstolos e que atravessa uma necrópole romana localizada sob o chão das Grutas do Vaticano, bem abaixo do corredor central da basílica.

A pesquisa arqueológica foi um feito inédito que permitiu localizar sobre o altar principal da basílica a tumba de Pedro, que permaneceu inacessível e intocada por quase dois mil anos.

tomba giovanni paolo
Tumolo de Giovanni Paolo

Foi numa humilde cova, escavada sobre as encostas ao sul das colinas do Vaticano, bem em frente ao circo, o palco das ferozes perseguições contra os cristãos na época do imperador Nero.

Uma modesta sepultura sobre a qual, cem anos após o martírio do apóstolo, foi construído um pequeno santuário funerário (antes denominado “troféu de Gaius”), indicava aos primeiros cristãos a tumba de Pedro. A tumba, antes já de Constantino, era destino dos devotos peregrinos, testemunhada por várias gravuras pintadas em uma parede, local destinado para cultos (no “muro G”).

Em um pequeno pedaço de gesso, foram gravadas as seguintes letras gregas: PETR[…] ENI. A gravura interpreta a frase “Pétr[os] enì”, que queria dizer “Pedro está aqui”.

  • A visita especial ao cemitério abaixo da basílica, onde está a Tumba de São Pedro, é uma concessão que a igreja faz perante agendamento, preparado pelo Departamento de Escavação.
  • Devido à grande atenção pela conservação do sítio arqueológico, onde está a tumba original do Apóstolo Pedro, a basílica concede a visita de apenas 250 visitantes ao dia.
  • Os turistas (permitido somente acima de 15 anos) são divididos conforme seu idioma, cada grupo é composto de mais ou menos 12 participantes. A duração da visita é por volta de uma hora e meia.
  • A reserva deverá ser solicitada pelo próprio visitante e pode ser efetuada através de mensagem (pelo e-mail [email protected] ou pelo fax +39 06 69873017), ou ainda pessoalmente, direto do Departamento de Escavações (entrada à esquerda do arco da praça).
  • O custo do ingresso é de €13,00 (pelo fato de o número de acessos ser limitado, a empresa não concede qualquer desconto no preço do bilhete).

 Informações úteis

AUDIÊNCIA COM O SANTO PADRE

Para participar da Audiência Geral às quartas-feiras de manhã e de outras cerimônias papais, é necessário reservar o ingresso (completamente gratuito) na Prefeitura Pontifícia. A entrada acontece pelo Portão de Bronze e a bilheteria abre de segunda-feira das 9h às 13h e terça-feira das 9h às 18h.


COMO PARTECIPAR DA AUDIÊNCIA PAPAL?


BASÍLICA DE S. PEDRO

A Basílica fica aberta todos os dias das 7h às 19h no período de abril a setembro e das 7h às 18h de outubro a março. Não é permitida a entrada para pessoas vestidas de maneira indecente. A entrada é gratuita, mas é possível pagar um bilhete para a entrada prioritária sem filas.


RESERVE O BILHETE PARA ENTRAR NA BASILICA SEM FAZER FILA


 VISITA À CÚPULA

A visita à Cúpula é possível todos os dias das 8h às 18h no período de abril a setembro e das 8h às 16:45h de outubro a março. A entrada é pelo pórtico da Basílica.

GRUTAS DO VATICANO

As Grutas do Vaticano ficam abertas todos os dias das 7h às 18h no período de abril a setembro e das 7h às 17h de outubro a março. O acesso se dá pelo transepto da Basílica.

VISITA AOS MUSEUS DO VATICANO

Os Museus do Vaticano ficam abertos de segunda a sábado das 9h às 18h (última entrada às 16h). Fecha aos domingos (com exceção do último domingo do mês, quando a entrada é gratuita das 9h às 14h – última chamada às 12:30h).


SAIBA TUDO SOBRE O MUSEU VATICANO


 Conclusão

Terminando, podemos afirmar que a Basílica de São Pedro é patrimônio da história da humanidade e não existe lugar no mundo tão carregado de memórias, de fé e de arte. O evento trará a este lugar mágico milhões de fiéis, curiosos, turistas e amantes da arte.

 Como chegar no VATICANO?

De avião: Aeroporto L. Da Vinci, Fiumicino / Aeroporto GB. Pastine, Ciampino

De trem: Estação San Pietro / Estação Termini / Estação Tiburtina

A partir da estação Termini ou da Estação Tiburtina:

METRÔ: Chegando em Roma, a parada do metrô mais perto é o OTTAVIANO, linha A, localizado há 10 minutos de caminhada do Museu Vaticano e 12 minutos da Basilica de São Pedro.

De ônibus: Existem várias conexões das principais cidades italianas até Roma. Quase todos os serviços de longa distância têm como último destino um ponto em frente a estações de metrô, dentre as quais as principais são Tiburtina e EUR Fermi.

Já esteve na Basilica de São Pedro? Deixe o teu comentário ou dica:)


Não deixe de ler:

Como Chegar na Itália?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

   Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Itália

  1. Qual é o gasto médio em um dia na Itália?
  2. O que visitar na Itália em 10 dias?
  3. Os dez lugares imperdíveis da Toscana?
  4. As melhores dicas para economizar na sua viagem para Itália?
  5. Aeroportos da Itália? Como chegar no teu hotel? Veneza, Milão, Roma, Florença? Saiba como agora!
  6. O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias nas principais cidades italianas? Conheça itinerários em cada cidade que você vai visitar!
  7. As melhores dicas sobre alimentação na Itália? Vinho? Comida típica em cada lugar?Economizar? Roteiros de enogastronomia? Descubra tudo!
  8. Viagem de carro na Itália: Exemplos de roteiros nas principais regiões italianas!
  9. Quais são os principais monumentos turísticos na Itália? Quais são os monumentos imperdíveis e que você deve colocar no teu roteiro?
  10. Qual é a melhor época para ir para Itália? O melhor período? O clima na Itália?
  11. Saiba tudo sobre o Transporte na Itália? Trem? Carro? Como se deslocar? Comprar passagem de trem? Metro?
  12. Os melhores exemplos de roteiros turísticos na Itália? Monte o seu roteiro seguindo os meus conselhos!

Grande abraço da Itália,

Ana Patricia

 

 

 

4 Comentários
  1. rosangela Diz

    Amo essa basílica ! A Pietá é a minha imagem favorita!!! Me emocionou cada vez que visito o Vaticano

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Verdade querida! è uma obra prima maravilhosa! 🙂

  2. José Carlos Ricardo Diz

    Ana Boa noite.

    Eu José Carlos e minha esposa Bernandete, estamos preparando as malas pra viajar em fevereiro pra li. Estou lendo seu blog. é maravilhoso.

    Parabéns.

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Muito obrigada querido:) Boa viagem.. Ana Patricia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.