Itinerário de sete dias de carro na Região da Campânia?

Um tour de carro que nos levará às maravilhas da Campanha, aos tesouros do centro histórico de Nápoles – o maior da Europa – e ao inspirador e imponente Palácio Real de Caserta. Enfim, desde as belezas naturais da ilha de Capri até as vielas típicas da Costa Amalfitana.

6 870

VIAJANDO DE CARRO NA ITÁLIA: A CAMPÂNIA !

Itinerário de sete dias na Campânia (ou Campanha) com carro

Olá! Partecipo da revista Mala para Dois como convidado especial, não deixe de ler o meu primeiro post Uma viagem segura, conselhos para quem vai pela primeira vez”: a Itália!!

E os posts da seção: Viagem de carro na Itália: … onde a a cada mês estarei escrevo sobre um tour de carro em uma região Itália. Gostaram da idéia? Então não deixem de me seguir!!

Leia os últimos posts:

Vamos lá?

Uma semana em Campania com carro!!!

A Campanha é uma terra única. Seus incomparáveis cenários naturais, as suas infinitas belezas artísticas, a sua história milenar que aparece em cada esquina, suas temperaturas amenas e agradáveis em todas as estações, a sua cultura e a sua gastronomia… Tudo isso é uma fonte contínua de emoção para quem a visita e motivo de sobra para continuar voltando.

Quem não conhece a poliédrica e misteriosa Nápoles, com o seu imponente Vesúvio, as incríveis ruínas de Pompeia e Herculano, o encanto da Península Sorrentina e da Costa Amalfitana, o charme mediterrâneo das ilhas Ísquia, Capri e Prócida, a grandiosidade e magnificência do Palácio Real de Caserta? Isso sem falar de Salerno, do coração medieval, do litoral moderno, a imperdível Cilento com sua história e sua natureza selvagem, Benevento e Sâmnio com sua cultura antiquíssima, Avellino – o pulmão da região – e a Terra di Lavoro.

Vesuvio

A Campanha é um interminável mundo enogastronômico; é também as estâncias termais, é arte, é entretenimento… A Campanha é diversão para todos! É mar, é neve, é um sistema turístico completo. A Campanha é calorosa em acolhida e generosidade.

Estamos prontos para um percurso fascinante que desata entre cultura, arte e enogastronomia junto com os ricos panoramas da região.


Faça da sua viagem para Itália uma experiência única! Conheça os meus e-books com dicas exclusivas de quem conhece o melhor da Itália!


Um tour de carro que nos levará às maravilhas da Campanha, aos tesouros do centro histórico de Nápoles – o maior da Europa – e ao inspirador e imponente Palácio Real de Caserta. Enfim, desde as belezas naturais da ilha de Capri até as vielas típicas da Costa Amalfitana.

Capri

O Grande Tour pela Campanha prevê também algumas excursões particulares, como a subida ao Vesúvio e o passeio que tornará possível descobrir mais sobre o sítio arqueológico de Pastum – declarado Patrimônio Mundial pela UNESCO.

Após feita essa introdução, podemos passar para a realização da nossa viagem pela Campanha. O nosso roteiro terá início na capital da província, uma das cidades mais encantadoras e alegres da Itália, é ela: Nápoles. Como não se lembrar do ditado que diz: “ver Nápoles… e depois morrer”. Bem, agora chegou o momento de partir!

Veduta del Golfo di Napoli

1) Primeiro dia
   (chegada ao aeroporto, aluguel do carro e visita da bela Nápoles)

Nápoles é uma cidade onde as estratificações históricas e arqueológicas criam particulares e admiráveis roteiros turísticos – claro que em um dia só é possível ver apenas algumas das maravilhas que a cidade oferece, nem sete dias serviriam para vê-la por completo.

Um lugar mágico, onde os perfumes, cores, sabores, cultura e história se misturam entre si como se fossem um coquetel de conhecimento, alegria e diversão. Almas contrastantes que se encontram e convivem umas com as outras – e para compreender tudo isso basta colocar os pés na cidade.


Se você deseja viajar para a Itália, siga o canal Viajado Para Itália no YouTube e descubra as melhores dicas para sua viagem ser inesquecível.

Depois de termos alugado o carro, iniciaremos a visita pela cidade. Para conhecer Nápoles em um dia, é possível começar com a Piazza Garibaldi e iniciar o percurso até a galeria, em direção a Pozzuoli. Passando por Pignasecca, caímos na via Toledo. Daqui podemos visitar os característicos Quartieri Spagnoli, a linda Galleria Umberto I e também o majestoso Teatro Real de San Carlo, onde dá para recuperar as energias em um típico bar do centrinho, para saborear um delicioso espresso napolitano, acompanhado da lendária “sfogliatella”, tanto a liscia quanto a riccia, e depois seguir caminho para apreciar a Piazza del Plebiscito.

Napoli

Continuando pela via San Carlo, acessamos a Piazza Municipio, onde fica o Palazzo San Giacomo e o imponente Maschio Angioino. Depois de recarregados, tornamos com o nosso passeio pela cidade, visitando a Cappella di San Severo e o Cristo Velato, uma das obras mais encantadoras e misteriosas que podem ser vistas em Nápoles.

Cappella Sansevero Interni Cristo Velato
Cappella Sansevero Interni Cristo Velato

A capela merece uma visita não só pelo Cristo, mas também pelas outras obras presentes neste tesouro, escondido entre as vielas de Nápoles: um lugar rico de símbolos exotéricos e religiosos. Daqui, seguimos até a catedral, famosa nas crenças populares por abrigar o sangue de São Januário.

Depois de ter visto tanta arte, vamos relaxar fazendo compras, conforme o bolso de cada um, dá para escolher entre as lojas das grandes marcas na via dei Mille, via Chiaia, Via Poerio e via Calabritto, ou então pelas ruas comerciais mais econômicas: Via Roma e Corso Umberto, e também as características feiras populares. Quando chegar a noite, iremos jantar e depois dormir – amanhã ainda tem tanto para se ver!


PASSEIOS EM GRUPO EM LÍNGUA PORTUGUESA NAS PRINCIPAIS CIDADES ITALIANAS? RESERVE AGORA CLICANDO AQUI!


Dez coisas para se saber durante uma visita à Capella di San Severo: Quando? Todos os dias úteis (exceto terça-feira) das 10:00h às 17:40h e domingos e feriados das 10:00h às 13:10h.


SAIBA TUDO SOBRE NÁPOLES


Como chegar? Pelo aeroporto de Capodichino, pegar o Alibus até o ponto da Piazza Municipio, depois o ônibus 1, 4 ou C 82 descendo na parada via Nuova Marina. Da estação central, pegar a linha 2 do metrô até a estação Cavour.

2) Segundo dia
   (partida de Nápoles para a Ilha de Capri)

Depois de ter tomado um bom café da manhã na nossa pousada, é hora de partir para a belíssima e tão aclamada Ilha de Capri.

Nosso conselho é sempre de procurar permanecer pelo menos uma noite em Capri, para aproveitar bem o dia e torcer para voltar logo!Caso não possa vale a pena pegar o primeiro ferry boat do dia para poder aproveitar o máximo possível a ilha maravilhosa!

Chegamos a tempo para iniciar nossa visita, com o passeio pela ilha e pela Gruta Azul. No porto de Marina Grande haverá a bilheteria para os passeios de lancha em Capri, das empresas Motoscafisti e Laser, que oferecem passeios pela ilha, visita aos faraglioni (aqueles três picos de rocha que surgem do mar) e uma parada na Gruta Azul – ou também dá para comprar os ingressos pela Internet com antecedência, assim economizamos tempo e evitamos filas.

Depois de termos feito o passeio pela ilha e visto tanta coisa bonita, retornamos à Capri para aproveitar o centrinho e almoçar em um dos deliciosos restaurantes típicos (porém nada econômicos). Após o almoço continuamos a nossa visita com uma caminhada espetacular pela Via Krupp, uma das ruas mais lindas de Capri, trilha que se estende da lateral da montanha no centro de Capri até a Marina Piccola.

Capri, Italia

A vista que se aproveita dali é a mesma do Giardini di Augusto, mas sem nenhum bilhete de entrada. Depois de tanto caminhar, mas com alegria, voltamos à pracinha principal, para observar os artistas famosos, entre as mesinhas da Piazzetta com a via Camerelle. Ou senão podemos também apenas apreciar as belas vitrines das lojas de luxo e observar o trabalho dos artesãos fazendo sandálias, sem dúvidas muito bonitas e singulares!


O QUE VER EM CAPRI EM UM DIA?


O melhor horário para ver as “estrelas, pessoas VIPS” que lotam a ilha, principalmente nos meses de julho a agosto, é à noite após às 18h (quando todos os turistas já foram embora de Capri). Agora é uma boa hora para jantar e enfim descansar.

3) Terceiro dia
   (partida de Capri até Sorrento, Amalfi)

Depois de um farto café da manhã, deixamos a bela Capri para um destino tão fascinante quanto: Sorrento. Dedicaremos toda a manhã a Sorrento, a tarde será para Amalfi. Sorrento é um dos destinos turísticos mais encantadores de se visitar, é a linda cidade dos citrinos, onde a paisagem é caracterizada por uma mistura de mar e montanha.

A visita à cidade pode começar pelo coração do centro histórico, ou seja, da importante Piazza Tasso, dedicada ao grande poeta e autor de “Jerusalém Libertada” – que nasceu bem aqui em Sorrento. Dentre os lugares para se conhecer não pode faltar a igreja de São Francisco de Assis, com seu mosteiro do século XIV, e a Basílica de Santo Antônio, conhecida pelo seu presépio do século XVIII. Além disso, não dá para perder a encantadora Belvedere, que fica de frente à estradinha sentido ao vilarejo de Marina Grande; já a via della Pietà leva ao bairro medieval da cidade. Depois de ter visto tanta coisa bonita, merecemos um almoço para nos recarregar para seguir até Amalfi.

Amalfi
Amalfi

Amalfi, agarrada ao magnífico Golfo de Nápoles, com certeza merece uma visita também, porém por pouco tempo.

A primeira coisa com que damos de cara é o centro histórico, com sua enérgica e coloridíssima Piazza Duomo. É sempre na praça que impera a catedral, de frente para o mar. E é exatamente daqui que sai nosso passeio turístico.


SAIBA TUDO SOBRE A COSTEIRA AMALFITANA


Comecemos com a visita à majestosa catedral, com sua interminável escadaria e arquitetura árabe-siciliana – é impossível não nos encantar! Concluída a visita à catedral, somos conquistados pelas vielas da cidade, onde o perfume dos limões impregna nossas narinas.

Amalfi
Amalfi

Com muita calma e tranquilidade, passeamos entre as pequenas casas brancas, presas nas encostas rochosas, até a Piazza Municipio – onde fica a Prefeitura, um palácio do século XVI que antes era um mosteiro. Ao fim do passeio turístico, não pode faltar uma merecida pausa em um dos tantos restaurantes presentes na região, para saborear uma deliciosa refeição à base de peixe e frutos do mar. Depois do jantar, iremos dormir – cansados, mas contentes.

4) Quarto dia
   (partida de Amalfi para Positano)

Depois de um delicioso café da manhã, partimos para Positano. Quando se fala de Positano, o pensamento inevitável é: o mar – mas também nos lembramos da moda, que sempre escolhe Positano como palco perfeito para os desfiles do início de verão. Este alegre lugar náutico da Costa Amalfitana é realmente pitoresco, acolhedor e colorido. Recebe a cada ano milhares de turistas provenientes do mundo inteiro. E dentre as suas inúmeras qualidades está o conforto (seu tamanho reduzido faz dela um vilarejo possível de ser visitar a pé), e é isso que faremos.

PositanoA característica que faz dela um vilarejo encantador é a grande quantidade de becos e vielas que se cruzam pela cidadezinha, dando vida a um percurso labiríntico, mas também tão particular e fascinante.

O centro do vilarejo fica em volta da Piazza Flavio Gioia, com a igreja do século XIII dedicada a Nossa Senhora da Assunção, cuja cúpula é feita de majólica. Dizíamos que Positano é famosa pela moda, portanto é normal dar de cara com várias butiques e alfaiatarias pelas ruazinhas – lá estão as criações originais da linha Moda Praia de Positano, como vestidos, túnicas, saídas de praia, cangas bordadas com pedrarias tais como conchas, turquesas e pérolas.

Positano, Costiera Amalfitana, Italia

Após um almoço leve, seguimos com uma caminhada pela Via Fornillo, essa rua estreita que rodeia a costa, tendo assim um lindo panorama, e que leva a uma pequena baía onde, se quisermos, podemos mergulhar no mar paradisíaco ou então aproveitar um momento de relax. À noite é praticamente obrigatório terminar esse dia inesquecível com uma vista para o mar saboreando um peixe fresco (talvez até experimentar o famoso peixe goraz com a iguaria “pezzogne all’acqua pazza”, um dos pratos típicos locais). E, finalmente, o merecido descanso.

5) Quinto dia
   (partida de Positano para o Vesúvio e as ruinas de Pompeia)

Deixamos Positano, lugar encantador, rumo ao Vesúvio e depois à tarde para as ruínas de Pompeia. O Vesúvio é um dos vulcões mais famosos e visitados do mundo. A última erupção do Vesúvio foi há pouco tempo, no ano de 1944. Agora, o vulcão está adormecido, mas é acompanhado constantemente por meio de um sistema de monitoramento regular do Observatório de Vulcanologia.

Vesuvio
Vesuvio

A visita ao vulcão, de 1.281 m de altura, é com certeza uma oportunidade imperdível! Com a sugestiva caminhada em volta da cratera, onde podemos observar um pedacinho da vista sensacional do Golfo de Nápoles e as incríveis fumarolas deste vulcão – que é o único ainda ativo em toda a Europa continental. Além disso, o Vesúvio faz parte de um fabuloso Parque Nacional, que oferece vários percursos em contato com a fauna e a flora do complexo “Somma – Vesúvio”.

Pompei
Pompeia

A visita ao Monte Vesúvio dura em média duas horas, por isso é possível fazê-la em conjunto com a visita do sítio arqueológico vizinho, o de Pompeia (que tem a mesma duração). É necessário vestir uma roupa confortável com calçados fechados e antiderrapantes, pois o percurso pode ser repleto de pedras. Além disso, é bom estar equipado de uma jaqueta quebra vento, chapéu, óculos escuros e uma garrafa d’água. Uma vez que estivermos lá em cima, podemos fazer um lanchinho na área de descanso, onde tem alguns bancos de madeira. A subida até o topo custa cerca de 6 euros.


O QUE VISITAR EM POMPÉIA?


Antes de seguir para Pompeia, vamos descansar uma horinha e depois continuamos, as ruínas nos esperam! A cidadezinha, famosa no mundo inteiro pelo seu sítio arqueológico, foi soterrada por um mar de lava que escorreu na última erupção do Vesúvio. As ruínas são visitadas todos os anos por milhares de turistas.

Famosas em nível mundial, as ruínas de Pompeia e de Herculano são os únicos sítios arqueológicos no mundo capazes de trazer de volta um centro habitacional romano cuja vida se manteve estagnada naquela manhã de 79 d.C., época na qual o Vesúvio decidiu remover Pompeia da face da Terra.

Pompei

As ruínas de Pompeia representam um incrível testemunho da vida cotidiana que se passava em uma cidade romana de 2.000 anos atrás. As ruínas se estendem em uma área arqueológica de mais de sessenta e seis hectares. Mais à frente, chegamos ao ginásio e logo depois ao imponente anfiteatro que recebia cerca de 22.000 pessoas, onde aconteciam as cruéis lutas entre gladiadores. Saindo de lá, conheceremos a via dell’Abbondanza, a rua mais importante de Pompeia, que vai até o Foro (a praça da cidade). Depois de alguns metros está a entrada da Casa de Vênus, famosa pelos seus afrescos no jardim e a casa de Octavius Quarto, pertencente a um sacerdote de cultos egípcios.

Alguns conselhos úteis: Vestir calçados confortáveis e levar pão, água, smartphone para as fotos, protetor solar no verão e guarda-chuva no inverno (há muito o que ver, e é necessário caminhar bastante).

6) Sexto dia
   (partida de Pompeia para Salerno)

Depois de um bom café da manhã, deixamos Pompeia para chegar à bela cidade de Salerno. Como passar um belo dia nesta cidade? Onde arte, história e natureza se misturam para nos presentear com uma estadia inesquecível. Salerno é uma agradável província da Campanha que com certeza merece uma visita. Deixamos o carro no enorme estacionamento na Via Alfonso Alvarez (1 euro a cada três horas até às 19h, a partir daí é 1 euro por hora).

Salerno

Depois de andar um pouco, chegamos na avenida da praia, Trieste. O extenso litoral (cerca de 3 km) oferece um lugar onde dá para passear de forma agradável, até porque possui vários jardins com banquinhos e palmeiras. Entre uma passeada e outra, e um lanchinho rápido, chegamos ao centro histórico e logo atrás está a Piazza Portanova, onde pegamos a Via dei Mercanti. Aqui existem vielas e becos interlaçados, com várias lojinhas e mercados – este é o verdadeiro coração de Salerno. Um lugar que merece ser visitado é a catedral, logo adiante de uma escadaria de mármore com duas estátuas de animais que guardam a igreja (um leão e uma peculiar leoa). A catedral tem arquitetura gótica e revoca o estilo angevino da época. Tendo atingindo a este ponto, nos resta a saborear um jantar delicioso e dar uma boa dormida!

Salerno1

7) Sétimo e último dia
   (partida para o Palácio Real de Caserta e retorno à Nápoles)

Chegamos à última parte do nosso belo tour, o roteiro prevê a visita a um dos mais inspiradores monumentos da Campanha: o Palácio Real de Caserta. Idealizado pelo Rei Carlos de Bourbon e construído pelo famoso arquiteto Luigi Vanvitelli, a partir do ano de 1752, o Palácio de Caserta é um dos maiores edifícios reais da Campanha e relembra em sua arquitetura o francês Versailles.


SAIBA TUDO SOBRE O PALÁCIO DE CASERTA?


Visitar Reggia de Caserta

O complexo, além do palácio, constitui de um enorme parque de 3 km de comprimento, adornado em sua maioria com belíssimas fontes. A imensa moradia possui 1.200 aposentos, 34 escadarias e 1.742 janelas – além de quatro pátios e centenas de ambientes (como capelas, museus e teatros). Depois de termos descansado e almoçado em uma ótima trattoria, é de praxe um passeio à Città Vecchia que, dentro do vilarejo, apresenta uma linda catedral em estilo siciliano e mulçumano, com um campanário de clara influência gótica. Após pegar um aperitivo no bar, nos dirigimos ao aeroporto de Nápoles, onde devolveremos o carro e retornamos à vida de todos os dias.

Visitar o Palácio de Caserta

Conclusão

Quem decide passar as férias em Campanha terá a difícil tarefa de escolher as atrações, são tantas as opções! Sem dúvidas, não dá para deixar de ver os cinco sítios arqueológicos declarados Patrimônio Mundial da UNESCO.

A Campanha dispõe de uma infinidade de maneiras para vivenciar e descobrir a beleza de sua terra, uma perfeita harmonia entre história, natureza, cultura, folclore e sabores genuínos. Para você passar as suas férias, esta região oferece lugares que envolvem cultura, esporte e divertimento, mas sobretudo onde recuperar suas energias e encontrar equilíbrio psíquico e físico, ao mimar-se em um dos tantos estabelecimentos termais que há nesta região.

DICA: Vai viajar pela Itália de carro? Não sabe onde alugar o carro? Nós temos um parceiro que pode te ajudar: Rent Cars! Já pensou em alugar um carro na Itália, sem sair de casa, com atendimento em português, pagando em Real, sem cobrança de IOF e ainda poder parcelar em 12x sem juros no cartão? E que tal um desconto de 5% para pagamento à vista? Gostou da idéia? Então clique no banner abaixo Pesquise, compare e escolha! : )

Como chegar na Campânia?

 Nápoles é uma cidade bem conectada ao resto da Itália e é facilmente acessível via aéreo, automóvel e trem.

De avião

O Aeroporto Internacional de Nápoles Capodichino é um dos mais importantes da Itália. De Nápoles partem e chegam aviões de todos os destinos italianos, europeus e internacionais. Todas as companhias aéreas, inclusive as de baixo custo, fazem escala em Capodichino

De carro

Para quem vem do Norte, a estrada principal que leva à Nápoles é a Autostrada del Sole Milano-Napoli. Passado o pedágio de Caserta Sud, há um trevo de cerca de 8 km que leva às diversas saídas para a cidade. Para quem deve vir do Centro, é aconselhável seguir as placas para Napoli Centro Porto Stazione Marittima, Stazione Centrale.

Quem vem do Sul por Salerno-Reggio Calabria deve acessar o mesmo cruzamento e seguir as placas para Napoli Centro Porto Stazione Marittima, Stazione Centrale ou Marginal. Também, pela rodovia sentido Bari-Napoli é possível chegar ao trevo, que dá acesso às saídas para ao trevo que dá acesso à marginal e ao centro de Nápoles.


VIAJANDO DE CARRO NA ITÁLIA: EXEMPLO DE ROTEIROS


De trem

Nápoles possui três estações principais de onde partem e chegam trens provenientes de tantas cidades italianas e estrangeiras.

A Estação Central (na Piazza Garibaldi) é a mais importante, aonde chegam os trens de todos os destinos italianos.

Napoli Centrale é a estação aconselhada a quem deve acessar o centro da cidade ou o Molo Beverello para se dirigir às ilhas.

Napoli Mergellina é a estação intermediária, próxima ao Molo di Mergellina, de onde partem os barcos hidrofólios para as ilhas do Golfo. Napoli Campi Flegrei é a estação fora do centro da cidade e é a mais perto do Estádio. É ideal para quem vai ficar hospedado em Fuorigrotta, Bagnoli, Pozzuoli e Campi Flegrei.

Todas essas três estações são interligadas com o metrô e são pontos de partida e chegada dos ônibus de linha.


QUAL É A DIFERENÇA DOS TRENS NA ITÁLIA?


Então boa viagem!

E até o próximo mês onde estaremos falando de outra região super especial e ainda pouco conhecida: a Apúlia!

Não deixe de me seguir:)

E boa viagem!!!

Veja a revista de Novembro!!

Até o proximo post!! “

Visite o site do nosso parceiro e siga todas as matérias das revistas ( você poderá abaixar gratuitamente) que são super especiais e conheça e faça parte da comunidade de Mala para Dois!

O próximo mês te espera: Viajando de carro na Itália: A Puglia!  🙂


Não deixe de ler:

Como Chegar na Itália?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

   Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Itália

  1. Qual é o gasto médio em um dia na Itália?
  2. O que visitar na Itália em 10 dias?
  3. Os dez lugares imperdíveis da Toscana?
  4. As melhores dicas para economizar na sua viagem para Itália?
  5. Aeroportos da Itália? Como chegar no teu hotel? Veneza, Milão, Roma, Florença? Saiba como agora!
  6. O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias nas principais cidades italianas? Conheça itinerários em cada cidade que você vai visitar!
  7. As melhores dicas sobre alimentação na Itália? Vinho? Comida típica em cada lugar?Economizar? Roteiros de enogastronomia? Descubra tudo!
  8. Viagem de carro na Itália: Exemplos de roteiros nas principais regiões italianas!
  9. Quais são os principais monumentos turísticos na Itália? Quais são os monumentos imperdíveis e que você deve colocar no teu roteiro?
  10. Qual é a melhor época para ir para Itália? O melhor período? O clima na Itália?
  11. Saiba tudo sobre o Transporte na Itália? Trem? Carro? Como se deslocar? Comprar passagem de trem? Metro?
  12. Os melhores exemplos de roteiros turísticos na Itália? Monte o seu roteiro seguindo os meus conselhos!

Grande abraço da Itália,

Ana Patricia

6 Comentários
  1. Adriana Diz

    Parabéns Ana Patricia,eu amo as suas dicas.

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Obrigada querida! 🙂

  2. Jovânia Diz

    Muito obrigada pelas informações. Ótimo material. Parabéns.

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      🙂 que bom que vc gostou do nosso blog! 🙂 obrigada pelo carinho!

  3. Suzana Milanez Diz

    Boa tarde, Ana. Gostei muito do seu roteiro pela Campanha; sem correrias, com o tempo certo. Porém, fico na dúvida se é viável alugar um carro pois vejo duas desvantagens: dirigir em Nápoles, cidade grande, difícil de estacionar e segundo, as estradas estreitas da Costa Amalfitana. Pretendo ir em outubro com meu marido mas ele não dirige mais, seria só eu; não sou mais jovem e ficaria cansativo. O que você sugere? Contratar um automóvel com motorista? Aventurarmos pelos ônibus da SIGA? Aguardo um retorno, obrigada desde já.

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Querida nesse caso te aconselho a contratar o serviço de um motorista para visitar as principais localidades.. não te aconselho a usar o ônibus, vão perder tanto tempo e vai ser cansativo.. Caso precise de algum orçamento de tour basta me avisar.. um abraço, Ana Patricia

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

BAIXE AGORA MESMO O

E-BOOK GRÁTIS!