Quais são os 10 principais monumentos de Nápoles?

Pouco explorada por turistas, a cidade guarda tesouros únicos e dignos de visita.

2 1.991

Quais são os 10 lugares imperdíveis de Nápoles?

O que visitar em Nápoles?  Quais são as 10 principais atrações de Nápoles?

Nápoles deve as suas origens a sereia Partênope.. Não é por acaso que o seu caráter tem a extravagância do híbrido, como bem e o mal, a alegria e a tristeza, a beleza e a deterioração. Almas contrastantes que se encontram e convivem uma ao lado da outra, se nota assim que coloca os pés nessa fascinante cidade. E depois vistas de um panorama sem igual, regras de vida que valem somente aqui em Nápoles e em nenhum outro lugar da Terra. Tem tantas coisas para ver, e não é fácil escolher o que.


Faça da sua viagem para Itália uma experiência única! Conheça os meus e-books com dicas exclusivas de quem conhece o melhor da Itália!


Nápoles é um verdadeiro teatro da vida, a céu aberto, grátis e acessível a todos. Em todos os casos não esperem somente cenas divertidas e fundos de cartões postais. Tudo ao redor se move, em um vértice continuo de cores, vozes, cheiros, brilho e esbarros, e mesmo assim a alma dessa cidade é antiga assim como a sua fundação. Supertições e fantasias vão lado a lado, assim como a realidade de uma natureza humana extraordinária e única.


COMO IR EM NÁPOLES A PARTIR DE ROMA?


Para descobrir a cidade pode bastar simplesmente dar uma volta, mas se não quiser perder o melhor, pode começar dessas 10 imperdíveis coisas.

Veremos agora os monumentos mais bonitos dessa cidade, entre os olhares piscando orgulho dos seus habitantes, porque não são somente os napolitanos que são orgulhosos dessa cidade, mas toda a Itália e a UNESCO, que inscreveu o centro histórico de Nápoles na lista do patrimônio da humanidade.

BAIRRO DE SPACCANAPOLI

1) Iniciamos a visita no bairro de Spaccanapoli (que significa Divide Nápoles), porque significa apreciar logo não só os monumentos históricos da cidade, mas também a sua realidade mais pitoresca. Porque Spaccanapoli? Spaccanapoli é a estrada que vai dos Quartieri Spagnoli ao bairro de Forcella, cortando em linha reta a cidade de Nápoles. O nome está compreendido subindo em San Martino e observando do alto como esta estrada corta os dois corações dessa cidade. Esta artéria tem origens antiguíssimas, na verdade é um dos 3 “decumani” onde os romanos, baseando-se nas construções gregas, organizaram a cidade.

Nápoles
Nápoles

O bairro é riquíssimo de monumentos, mas aqui não têm somente edifícios antigos, as igrejas; tem também os lendários e inconfundíveis cheiros da cozinha napolitana. Não se surpreenda de nada, no decorrer do percurso de Spaccanapoli podemos encontrar esplendidas igrejas e famílias que vivem embaixo, artistas, artesãos e ambulantes que vendem de tudo e mais um pouco. Não tem um lugar da cidade que poderá te contar melhor a alma de Nápoles, a sua essência que aqui se revela sem maquiagens, o bairro Spaccanapoli não é um cartão postal: é Nápoles.

CAPELA DE SAN SEVERO

2) A nossa viagem entre belezas de Nápoles segue em direção a “Capela di San Severo”, e o Cristo Velato, uma das obras mais fascinantes e misteriosas que se possam ver em Nápoles. Muito, ao contrário, afirmam que o véu de mármore sobre o corpo de Cristo, seja na realidade um véu em tecido transformado em rocha, graças a um especial líquido inventado do sinistro Príncipe de San Severo, ilustre alquimista. Muitos, ao invés, dizem que seja tudo fruto do talento de Giuseppe Sanmartino, o escultor que realizou o Cristo Velato.

Cappella Sansevero Interni Cristo Velato
Cappella Sansevero Interni Cristo Velato

Em todo o caso, a Capela di San Severo, merece certamente uma visita, não só pelo Cristo, mas também por todas as obras presentes nessa pequena jóia escondida entre os becos de Nápoles.


Se você deseja viajar para a Itália, siga o canal Viajado Para Itália no YouTube e descubra as melhores dicas para sua viagem ser inesquecível.

PRAÇA DO PLEBICITO E PALAZZO REALE

3) Continuamos o passeio para chegar em um lugar símbolo de Nápoles, Praça do Plebiscito e Palácio Real. O Palácio Real é o monumento histórico mais conhecido da cidade, sede dos mais importantes soberanos do Reino das Duas Sicílias e depois a “Unità d’Italia”, sede napolitana dos Savoia.


COMO IR NA COSTA AMALFITANA A PARTIR DE ROMA?


O Palácio tem origem em 600 d. C. e é bastante admirado pelo seu estilo elaborado de grande escadaria, pela pompa dos apartamentos, em um estilo dos anos 700 d. C. e pela capela real. De dimensões notáveis, o palácio majestoso fica em frente a uma área monumental da Praça do Plebiscito, o amplo e cenográfico pórtico semi-elíptico (que é inspirado no pórtico da basílica de San Pietro em Roma, e dá a praça o seu aspecto característico), foi requisitado por Gioacchino Murat em 1809, e é suportado por 38 enormes colunas dóricas. Este lugar é circundado de outros importantes e imponentes edifícios como o Palazzo Salerno, a Basílica de San Francesco e o Palácio da Prefeitura. Essa maravilhosa praça representa o mais indiscutível símbolo de Nápoles que muda e se renova.

Napoli, Piazza del Plebiscito
Napoli, Piazza del Plebiscito

Graças a tantos edifícios de grandíssima importância histórica e artística, representa uma das metas obrigatórias dos turismos, um amplo espaço aberto que serve também para hospedar manifestações de massa e concertos. Hoje, a Praça Plebiscito é completamente estruturada para pedestres.


PASSEIOS EM GRUPO EM LÍNGUA PORTUGUESA NAS PRINCIPAIS CIDADES ITALIANAS? RESERVE AGORA CLICANDO AQUI!


TEATRO SAN CARLO

4) Nos movemos de pouco em pouco e chegamos em um outra obra prima, o Teatro San Carlo. É o mais antigo teatro de ópera na Europa ainda ativo, fundado em 1737. Um dos mais espaçosos teatros ao estilo italiano da península. Pode hospedar mais de dois mil espectadores e uma ampla plateia, cinco fileiras de palcos dispostos em formato de ferradura mais um amplo palco real, uma galeria e um palco cênico.

TEatro san carlo napoli

Para a sua dimensão e estrutura, foi o modelo para os seguintes teatros da Europa. De frente à homônima rua e, lateralmente, na Praça Triste e Trento, o teatro San Carlo, na linha com as outras grandes obras arquitetônicas do período, como o grande Bourbon real, sempre representou o símbolo de uma Nápoles que remarcava o seu status de grande capital europeia.


PRESENTE EXCLUSIVO PARA OS MEUS LEITORES. FICOU CURIOSO? EU QUERO O MEU PRESENTE!


DUOMO DE NÁPOLES

5) Como visitar Nápoles sem dar, pelo menos, uma olhada nos lugares do celebrado milagre de San Gennaro? Ao longo da Via Duomo dos anos 1800 aparece majestosa a fachada do Duomo de Nápoles, lugar dado principalmente ao culto de San Gennaro. Para os napolitanos, o Duomo é, primeiramente, o lugar onde tem a Capela e o Tesouro de San Gennaro.

duomo-di-napoli

O Duomo é dedicado a Madonna dell’Assunta, popularmente intitulada a San Gennaro, a Catedral foi erguido por Carlo II d’Angiò ao final do século XIII na Basilica di S. Restituta. No interno, a cruz latina, é as 3 naves, na nave a direita tem a Capella di San Gennato ou do Tesouro, onde chega diretamente ao Museu do Tesouro, que além de objetos preciosos vários, conserva o busto do Santo e as duas ampolas que contém o seu sangue. Segundo o costume popular, o bom presságio diz que se deve derreter o sangue duas vezes ao ano (maio e setembro), um milagre esperado por milhares de crentes.

NÁPOLES SUBTERRÂNEA

6) Prosseguimos o nosso passeio pelos monumentos mais bonitos da cidade visitando Nápoles Subterrânea e a Galeria Borbonica. A cidade de Nápoles encontra-se um labirinto denso de ravinas, grutas e túneis que contam uma história paralela à vida na Nápoles da superfície. A cidade subterrânea é servida aos napolitanos em muitos modos, como refugio durante os bombardeios, como fonte de água, da ponta ao lugar onde se escondiam os delinquentes. Nos últimos dez anos, estão recuperando a Nápoles Subterrânea que pode ser visitado de dois percursos principais, pela Via dei Tribunali chega ao percurso clássico que atravessa o aqueduto grego-romano, com refúgios antiaéreos, o Museu da Guerra, jardins subterrâneos e a Estação Sísmica “Arianna”.

Nápoles subterranea. Foto de Andrea Tosato
Nápoles subterranea. Foto de Andrea Tosato

Sempre escavada no subsolo, mas por motivos diversos é a Galeria Borbonica, requerida em 1853 por Ferdinando II di Borbone. O objetivo era o viaduto subterrâneo que une o Palácio Real com a Praça Vittoria para permitir um acesso rápido ao Palácio Real da parte das tropas e uma rua de fuga em direção ao mar para os soberanos napolitanos. A Galeria teve a função de refúgio antiaéreo e depósito judiciário, no percurso, então, se encontram poços, cisternas, cavidades, restos da vida cotidiana durante a guerra e enormes fragmentos de estatuas e velhos veículos daqueles anos.

Guia Sua Viagem Para a Italia Gratuito Viajando Para Italia

CASTELO DO OVO

7) O nosso passeio prossegue seguindo as ondas do mar, onde surge a antiga ilhota de Megaride, o Castelo do Ovo. Um passeio na beira do mar mais fascinante da Itália, que permite admirar esse lindo castelo. Foi construído em tufo e caracteriza o golfo desde o I século a. C.. O nome deriva de uma antiga lenda que via o poeta Virgilio esconde um ovo em segredo, de modo a manter em equilíbrio a fortificação. A subida em direção à parte alta do castelo presenteia pedaços muito fascinantes, mas o ponto mais bonito é certamente a Terrazza dei Cannoni, que se localiza na parte mais alta do castelo e onde se pode desfrutar de uma vista maravilhosa sob o Golfo.

Castel dell'Ovo

Contornando o Castelo do Ovo, tem uma aldeia de estrutura característica e de atmosfera espetacular, o Borgo Marinari di Nápoles, construído para dar uma casa aos pescadores, e se transformou com os séculos, um lugar para cafés, restaurantes e círculos náuticos. Esse microcosmo é de uma beleza surpreendente, mas fique atento aos preços, só um café pode custar muito caro!

PALÁCIO E GALERIA NACIONAL DE CAPODIMONTE

8) O Palácio e A Galeria Nacional de Capodimonte

O Palácio di Capodimonte é uma das maiores atrações de Nápoles e é localizada nas alturas da cidade. Hoje é o Museu Nacional de Capodimonte. Surge ao interno do grande e homônimo bosque da coleção de propriedades da família Farnese, importante família do mecenato italiano. Apresenta uma coleção notável que varia de armas à pinturas, da desenhos à decorações. Estão presentes obras de artistas napolitanos e de fama internacional como Tiziano, Botticelli, Mantegna, Goya e Caravaggio.

Reggia-di-Capodimonte Fonte paese online.it
Reggia-di-Capodimonte Fonte paese online.it

O rei não parou no museu, mas para o seu querer foram também criados os laboratórios de Capodimonte, oficinas de cerâmica artística. A visita ao complexo se concentra nos apartamentos reais, em particular no célebre Gabinetto, com as paredes de porcelana, e a Pinacoteca di Cappodimeonte, entre elas a famosa Galleria Farnese. Na galleria Napoletana estão presentes, entre outras, obras de Martini, Colantonio, Caravaggio, Ribeira e Giordano. Na saída tem um esplêndido parque com um Belvedere magnífico na cidade, chamado pelos napolitanos de “la veduta di Napoli” (“a vista de Nápoles”).

MASCHIO ANGIOINO

9) O edifico símbolo da Nápoles histórica é o Maschio Angioino (Castel Nuovo), que revela a sua imponência dominando a inteira vista da baía. Iniciou em 1282 e o estilo arquitetônico conta ao longo do período necessário à sua finalização, e seja aquele medieval que aquele do renascimento. O nome pelo qual é mais bem conhecido, Maschio Angiolino, deriva do Angiò, Carlo I foi quem comissionou a construção. Agora o Maschio Angioino é a sede do Museo Cívico e, sobretudo no verão, lugar de espetáculos e eventos culturais.

Napoli, Castel Nuovo, Maschio Angioino
Napoli, Castel Nuovo, Maschio Angioino

O percurso de museus atravessa entre a Sala dell’Armenia, a Cappella Palatina ou de Santa Barbara. O primeiro e o segundo plano da cortina meridional junto com a Sala Carlo V e a Sala della Loggia que hospedam as manifestações e as atividades artísticas. Não pode perder a Cappella Palatina do ano de 300 d. C. que foi afrescada por Giotto e de seus alunos com as histórias do Velho e Novo Testamento. Na entrada do Maschio Angioino, não pode se esquecer de levantar os olhos para admirar o arco triunfal, requisitado por Alfonso d’Aragona para celebrar a sua conquista do Reino de Nápoles em 1443. Nas arquibancadas do Castello e dos seus terraços se desfruta de uma vista encantável do golfo, que oferece aos visitantes um panorama único da cidade onde a nossa vista observará da direita à esquerda, da Capri até Capo Posillipo.

SAN GREGORIO ARMENO

10) San Gregorio Armeno

No final chegamos a uma das ruas mais características, a célebre estrada dos presépios e dos artesãos napolitanos. A sua celebridade cruza o confim urbano e aquele italiano, chegando a todo o mundo. Queremos especificar que San Gregório Armeno não é uma estrada que existe só no mês de dezembro e que no resto do ano some quase magicamente.

Napoli san gregorio Armeno Foto di Umberto Rotundo
Napoli san gregorio Armeno Foto di Umberto Rotundo

San Gregório Armeno, com os seus pastores, os seus apaixonados artesãos e a sua atmosfera antiga, é sempre ali, para contar quanto essa rua une de tradições mais verdadeiras dessa cidade: aquelas dos presépios napolitanos, arte e artesanato que se passa de geração em geração por séculos. A beleza e o fascínio da arte do presépio napolitano estão no simples fato que a natividade encontra o seu cenário na cidade de Nápoles. Na rua é situada a igreja de San Gregorio Armeno para visitar para o elaborado interno Barroco.

Conclusões

Nápoles é uma cidade que fez das contradições e dos contrastes o seu ponto forte e a sua originalidade criando atmosferas emocionantes e difíceis de esquecer. Esses são só algumas das inúmeras belezas que possamos admirar em Nápoles, um itinerário não vinculativo, mas sem dúvida fascinante, assim como é toda a cidade partenopea.

Como Chegar em Nápoles?

Nápoles é uma cidade bem colegada ao resto da Itália e é facilmente de chegar de avião, automóvel ou com o trem.

De avião

O Aeroporto Internacional de Nápoles Capodichino é um dos mais importantes da Itália. Em Nápoles partem e chegam aviões de todas as destinações italianas, europeias e internacionais. Todas as companhias de linha e low cost fazem escala em Nápoles

Do aeroporto em direção ao centro da cidade com o ônibus:

Existem duas linhas principais que levam ao centro da cidade: a linha 3S que liga a Praça Garibaldi (Estação Central) de onde é muito fácil pegar todos os ônibus ou metrô que conduzem em direção as diversas partes da cidade. A linha 3S sai a cada 30 minutos aproximadamente das frentes de chegada, das 5h20 até as 23h20. O bilhete (único) custa € 1,10 por passageiro.

De trem

Nápoles tem três estações principais da ontem chegam e saem trem proveniente de outras cidades italianas e do exterior. A Estação Central (Praça Garibaldi) é aquela mais importante, vinte e dois binários aonde chegam os trens de todas as destinações italianas. Nápoles Central é aconselhável a quem deve chegar ao centro da cidade ou o Molo Beverello para embarcar para as ilhas. Nápoles Mergellina é a estação intermediária, próxima ao Molo di Mergellina da onde partem os aerobarcos para as ilhas do Golfo. Nápoles Campi Flegrei é a parada fora do centro da cidade e mais próxima ao estádio. É a ideal para quem está hospedado em hotéis em Fuorigrotta, Bagnoli, Pozzuoli e Campi Flegrei. Todas as três estações são integradas com as linhas do metrô e são os pontos de partida e chegada dos ônibus da cidade.


QUAL É A DIFERENÇA DOS TRENS NA ITÁLIA?


De carro

Para quem chega do norte, a estrada principal que leva a Nápoles PE a Autoestrada do Sol Milano-Napoli. Passando o castelo di Caserta Sul tem uma junção de aproximadamente 8 km que leva às diversas saídas em direção à cidade.

Para quem deve chegar ao centro, é aconselhável seguir as indicações para Nápoles Centro – Porto – Estação Marítima – Estação Central. Poucos km depois se encontra uma bifurcação onde deve pegar a direção para o porto, que passa pela Via Marina ou a direção Estação Central, que leva sempre ao centro, mas passa pelo congestionado Corso Umberto. Se você precisa chegar às zonas que ficam longe do centro (Fuorigrotta, Bagnoli) convém pegar a saída tangencial.

Quem chega do sul pela Salerno- Reggio Calabria chega no mesmo cruzamento e deve seguir as indicações Nápoles Centro – Porto – Estação Marítima – Estação Central ou Tangencial.

A Bari-Napoli também chega à junção onde depois haverá as saídas para a Tangencial ou Nápoles Centro.


VIAJANDO DE CARRO NA ITÁLIA: EXEMPLO DE ROTEIROS


De navio

Nápoles tem um dos portos mais importantes do Mediterrâneo. Aqui chegam toda semana navios de cruzeiro de todo o mundo, mas principalmente conexões em navios de todo o sul da Itália. Os barcos da TTTLines ligam Nápoles com a Catania com viagens quotidianas. A Tirrenia liga Nápoles com Palermo (Sicília) e Cagliari (Sardenha) com viagens quiotidianas.

Espero que isso tenha sido útil para você!


Não deixe de ler:

Como Chegar na Itália?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

   Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Itália

  1. Qual é o gasto médio em um dia na Itália?
  2. O que visitar na Itália em 10 dias?
  3. Os dez lugares imperdíveis da Toscana?
  4. As melhores dicas para economizar na sua viagem para Itália?
  5. Aeroportos da Itália? Como chegar no teu hotel? Veneza, Milão, Roma, Florença? Saiba como agora!
  6. O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias nas principais cidades italianas? Conheça itinerários em cada cidade que você vai visitar!
  7. As melhores dicas sobre alimentação na Itália? Vinho? Comida típica em cada lugar?Economizar? Roteiros de enogastronomia? Descubra tudo!
  8. Viagem de carro na Itália: Exemplos de roteiros nas principais regiões italianas!
  9. Quais são os principais monumentos turísticos na Itália? Quais são os monumentos imperdíveis e que você deve colocar no teu roteiro?
  10. Qual é a melhor época para ir para Itália? O melhor período? O clima na Itália?
  11. Saiba tudo sobre o Transporte na Itália? Trem? Carro? Como se deslocar? Comprar passagem de trem? Metro?
  12. Os melhores exemplos de roteiros turísticos na Itália? Monte o seu roteiro seguindo os meus conselhos!

Grande abraço da Itália,

Ana Patricia

2 Comentários
  1. Elizabeth Diz

    Adorei,vc descreveu muito bem obrigada.

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Obrigada querida:)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

BAIXE AGORA MESMO O

E-BOOK GRÁTIS!