Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília?

Uma bela cidadezinha com nome de Praça. Hoje vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília. Preparamos uma pequena lista com as atrações dessa cidade encantadora.

0 479

Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília?

Uma cidade pouco conhecida pelos brasileiros é, sem dúvida, a Piazza Armerina na Sicília. A cidade é discreta, mas abriga belos exemplos arquitetônicos e história que merece ser conhecida. E agora o nosso post do dia: Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Piazza Armerina é uma comuna italiana da Região da Sicília, província de Enna, a cidade tem cerca de 20.700 habitantes e está localizada a quase 700 metros acima do nível do mar. Aqui estamos nas montanhas do sul de Erei, em uma área totalmente imersa na natureza, circundada por bosques de eucaliptos e pelas águas do Lago d’Olivo, criados artificialmente para favorecer a agricultura. Fica perto também do Lago Pergusa, outra pérola da província de Enna. O Parco della Ronza, fica a somente 8 km da Piazza Armerina e é um convite velado para que esqueçamos do caos das grandes cidades. Que tal um tour saindo de Taormina para um dia inteiro em Agrigento & Piazza Armerina, clique aqui para saber mais!

1) Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? CONHEÇA A CATEDRAL E A TORRE

Começamos o passeio pela Catedral da Piazza Armerina. A Catedral é um edifício colossal que fica no ponto mais alto da cidade e demorou mais de um século para ser finalizado, foi construído entre 1604 a 1719. A Catedral é dedicada a Maria Santissima delle Vittorie, e é caracterizada por uma arquitetura que reúne vários estilos, desde o gótico até o barroco.

A Torre

Aqui fica também uma torre sineira de 40 metros de altura em estilo gótico-catalão, belíssima. O exterior, de arenito, é amarelo e permite que sua gigantesca cúpula verde água, que é também a mais alta da Sicília – com 76 metros de altura – se destaque ainda mais, mesmo à distância. Dentro da igreja você verá uma cruz de madeira pintada nos dois lados, que representa a crucificação e a ressurreição de Cristo. O batistério foi idealizado por Antonello Gagini e o altar principal é todo em prata, abrigando a imagem de Nossa Senhora delle Vittorie.

2) Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? CONHEÇA O PALAZZO TRIGONA DELLA FLORESTA

Dali você pode seguir para o Palazzo Trigona della Floresta. O desejo de construir este palácio foi de Matteo e Ottavio Trigona, em 1690, durante o reinado do rei Martin I. Não há documentação sobre sua planta original, mas o arquiteto Orazio Torriani, que também cuidou da catedral, é um dos nomes que, dizem, teria os méritos na idealização. O Palazzo possui três andares e escondem um grande pátio interno. Na varanda central você pode ver o brasão da família Trigona. Hoje o Palácio abriga o Museu Arqueológico da cidade.

3) Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? CONHEÇA O CASTELO ARAGONÊS

Imperdível também é o Castelo Aragonês, que fica na encosta sul do Monte Mira. Construído no século XIV, também sob o reinado do rei Martin I, o Castelo se apresenta de maneira imponente, com muralhas poderosas e quatro torres nos cantos. Se você não encontrar a entrada, não se preocupe: você só precisar seguir para o lado oposto, é lá que fica o acesso. Ao longo dos séculos o Castelo, que tinha um objetivo defensivo, passou por vários donos para, em 1812, se transformar em prisão. Hoje é um edifício privado, mas muito querido pelos habitantes de Piazza. Abriga vários eventos, principalmente no verão.

4) Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? CONHEÇA A IGREJA DE SAN ROCCO

Outra igreja imperdível é a Igreja de San Rocco. A igreja é conhecida pelos habitantes como Fundrò e esse apelido remonta às próprias origens da igreja: Fundrò era uma vila que ficava a dez quilômetros da cidade. Lá havia uma igreja e um convento com monges beneditinos e, após a destruição da vila, no final do século XIV, os monges se refugiaram na Piazza Armerina e foram para a Igreja de San Rocco.

Fora da igreja, você pode admirar a fachada em tufo amarelo, e no interior as pinturas do século XVII e uma imagem de Nossa Senhora de mármore, que veio da antiga abadia de Fundrò. Ao visitá-la, repare na fachada: perto do portal fica um relógio de sol. Uma curiosidade: essa igreja tem uma gêmea na praça, que é o palácio da cidade, do outro lado da calçada. À primeira vista, os dois edifícios são iguais.

5) Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? CONHEÇA O  TEATRO MUNICIPAL E O COMANDO DOS CAVALEIROS DE MALTA

Veja também o Teatro Municipal. Datado do século XVIII, este teatro inclui 320 lugares que ficam divididos entre barracas, há no teatro três andares de caixas e uma galeria, é um dos teatros municipais mais antigos da Sicília. Hoje abriga eventos culturais, shows e uma espécie de cinema. O teto do teatro foi completamente afrescado por Giuseppe Paladino. A fachada é decorada com baixos-relevos e mostra os rostos de Alfieri, Bellini, Goldoni e Verdi.

Comando dos Cavaleiros de Malta

Perto do Teatro fica o Comando dos Cavaleiros de Malta. Construído no século XII, foi originalmente concebido como um hospital para os cruzados que viajavam da Sicília para Jerusalém. No interior, não há muito para ver: há uma igreja e alguns objetos, mas seu significado é enorme para seus habitantes.

6) Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? CONHEÇA A FONTANA DEI CANALI

Outro ponto imperdível da cidade é a Fontana Dei Canali, que é a fonte mais importante da cidade com bebedouro. No coração do distrito de Canali e construída no século XIX, a Fonte dos Canais apresenta quatro máscaras das quais a água da nascente sai. Não há registros do que as máscaras representam, há quem diga que elas representam quatro homens importantes do Risorgimento Italiano: Mazzini, Camillo Benso, Conde de Cavour, Vittorio Emanuele II e Giuseppe Garibaldi.

7) Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? CONHEÇA A VILLA ROMANA DEL CASALE E O MUSEU

Visite também a Villa Romana del Casale que é, sem dúvida, a principal atração da cidade e um dos lugares mais importantes de toda a Sicília. Com 60 salas e 3.500 metros quadrados de piso totalmente feitos com a técnica de mosaico, esta Villa faz parte da Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1997. Aqui estão os famosos mosaicos das “garotas de biquíni”, a “grande caçada” e a “cena erótica”. Foi descoberta em 1950 e, desde então, as escavações vêm trazendo à tona toda a sua beleza. A Villa Romana del Casale, provavelmente, remonta ao século IV, mas o nome do proprietário é desconhecido, mas acredita-se que ela pertenceu a um dos muitos comerciantes de animais exóticos de Roma. Daqui siga para um dos museus privados mais importantes da cidade.

O Museu da Família Cammarata

Não muito longe da Villa Romana del Casale o museu abriga a coleção de arte da família Cammarata. Nascida da ideia de Enzo Cammarata, neste museu você poderá ver descobertas históricas de todos os tipos: vasos antigos, cerâmica, móveis, pinturas, esculturas, bolinhas de gude e tantos outros itens que você nunca nem imaginou ver de perto. Vale a pena a visita!


Assista esse vídeo e saiba: Hábitos dos italianos: verdade e mitos – 1? Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Vamos conhecer Piazza Armerina na Sicília? SIM!!! Tranquilidade, história e belas construções: uma visita à Piazza Armerina pode ser surpreendente. E se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?