Devo andar com meu passaporte na Itália?

As dúvidas mais comuns entre os viajantes são: devo andar com meu passaporte na Itália? Posso levar uma cópia comigo e deixar o original no hotel? Preciso, realmente, sempre estar com o meu passaporte? Pois bem: hoje vou te responder tudo!

0 147

Devo andar com meu passaporte na Itália?

Quando estamos fora do nosso país de origem, nosso passaporte é o documento mais importante que temos. É ele que vai te permitir entrar e sair dos países, é ele que vai servir como sua identidade e é ele que vai ser solicitado caso aconteça algo com você durante sua viagem. Uma dúvida que sempre surge entre os viajantes é: preciso estar sempre com meu passaporte durante minha viagem internacional? Hoje vamos saber tudo sobre o assunto! Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Um passaporte todo carimbado, com visto de diversos países e bem cuidado! Esse é o sonho de quem ama viajar, não é mesmo? Mas esse documento, ainda, causa algumas dúvidas em alguns viajantes: devo, mesmo, sempre estar com o meu passaporte? Não é perigoso? E se eu perder? Vamos por partes!

O passaporte, quando estamos fora do nosso país de origem, é o documento que nos identificada como cidadão. Quando estamos viajando para o exterior, onde o passaporte é exigido, é esse pequeno documento que vai atestar às autoridades de que você é você, e de que está tudo certo para que você possa estar ali. Encontre tudo sobre documentação em nossa Seção: Documentação para entrar na Itália!

Pra começarmos: você sabe quando e como surgiu o passaporte?

Por mais incrível que possa parecer, o primeiro registro de um documento parecido com o passaporte, aparece na Bíblia! Como? Sim! O ano? 450 a.C.! Esse registro surge quando é citada a história de Neemias, que era um oficial do Império Persa, e precisava ir para Judeia. Para que ele pudesse viajar em segurança, o rei Artaxerxes lhe entregou um documento assinado por ele, solicitando de que Neemias pudesse passar, em segurança, pelas fronteiras, ou seja, ele lhe deu uma autorização, que hoje seria o visto ou o carimbo da imigração. Evidente que, o que conhecemos atualmente, passa longe do que Neemias recebeu.

O passaporte que temos hoje nasceu por volta de 1920

O passaporte que temos hoje nasceu por volta de 1920, por solicitação da ONU (Organização das Nações Unidas) que queria “organizar” a maneira como as pessoas viajavam; a ideia era de que os países pudessem ter mais controle sobre quem entrava e saia de suas fronteiras. Inicialmente 42 países, incluindo o Brasil, aderiram ao ‘padrão’ do passaporte: um pequeno livro, com 15,5 cm de altura e 10 de largura, contendo dados pessoais, como nome, data e local de nascimento, foto de identificação, 32 páginas e escrito na língua local e em uma língua internacional – que, na época, era o Francês. Hoje há até uma espécie de ‘ranking’ que ‘mede’ a ‘força’ do passaporte de cada país.

Caso você esteja se perguntando:

O Brasil aparece na lista em décimo quarto lugar entre os passaportes mais ‘fortes’ do mundo. Em primeiro lugar? O passaporte da Alemanha; o passaporte italiano surge na lista em terceiro lugar! O que ‘mede’ essa força? A não necessidade/obrigatoriedade de visto para outros países do mundo. Se tiver curiosidade e quiser dar uma olhadinha no ranking total, que muda todos os anos, você pode clicar aqui!

Vamos ao que interessa!

Devo andar com meu passaporte na Itália?

Preciso, mesmo, andar sempre com meu passaporte enquanto eu estiver na Itália?

Não necessariamente, mas sim! Hahaha… Não entendeu nada? Te explico! De acordo com a lei DLGS N.286 de 25 de julho de 1998, é obrigatório que você sempre leve um documento internacional de identificação (seu passaporte) sempre que estiver na Itália, MAS, não precisa ser o documento original, pode ser uma cópia.

Precisa ser uma cópia autenticada?

Não! Basta uma cópia simples, porém, sempre importante lembrar que uma cópia autenticada acaba sendo muito mais ‘segura’ caso aconteça algo com você, então, melhor prevenir do que remediar, não é mesmo? Para que complicar se podemos facilitar!?

Outra coisa importante:

Tenha sempre a cópia de TODOS os seus documentos digitalizados e salvos no seu e-mail, para que você tenha acesso a eles facilmente; além disso, sempre deixe uma cópia dos seus documentos com uma pessoa de sua confiança no Brasil, bem como com uma procuração para que, caso aconteça alguma coisa, você possa solicitar auxílio a ela, mesmo estando na Itália! Isso vale para passaporte, cartão internacional, RG, PID (Permissão Internacional para Dirigir), CPF… enfim, todos os documentos de identificação que você possua. Leia também: perdi meu passaporte na Itália! O que fazer?

Quem pode solicitar meu passaporte na Itália?

Qualquer autoridade italiana; inclua nessa lista também o pessoal do aeroporto, dos portos, do hotel, das estações de trem e de metrô, e também outros órgãos, como, por exemplo, funcionários de monumentos, repartições públicas, etc. Claro que, vale ter em mente de que esse é o único documento internacional que te identifica, por isso é até normal que, em algumas situações, possam te solicitar o passaporte.

Lembre-se…

  • Lembre-se sempre de, educadamente, solicitar identificação a quem estiver fazendo a solicitação para ver seu passaporte, e o motivo, caso você esteja em uma situação onde acredite que não há necessidade de apresentar o documento. Pessoal, é quase impossível um policial te parar e pedir sua identificação no meio da rua, por exemplo, mas pode acontecer. Veremos mais sobre isso abaixo.

Sou obrigado a apresentar meu documento em caso de solicitação?

Outra pergunta que me fazem muito e eu respondo: Não! Mas você é obrigado a se identificar e a informar seu nome, sobrenome, país de origem e local de hospedagem. Mas se você não tem nada a esconder, não há problemas em apresentar sua documentação caso seja solicitado, né?!

Bom Saber…

  • Caso você se recuse a se identificar, você pode ser preso: o Art. 651 do Código Penal italiano é válido para cidadãos e turistas e dá o poder às autoridades de dar voz de prisão para quem se recusar a se identificar em caso de solicitação. Por isso: mostre seu documento.

É difícil um policial pedir sua identificação enquanto você passeia?

Sim, mas não é impossível! Caso isso aconteça, saiba que não é nada pessoal, que o policial não ‘cismou’ com você e que, vira e mexe, eles podem pedir para qualquer pessoa! Afinal de contas, eles estão trabalhando, não estão fazendo nada de errado, então pode acontecer de, ao acaso, as autoridades escolherem algumas pessoas para fazer verificação de documentos e, se você for um dos ‘sorteados’, fique tranquilo, apresente seus documentos e, quando eles terminarem a análise, siga seu caminho.

DICA DE OURO:

  • A gente espera que nada de ruim aconteça durante uma viagem de férias, mas sabemos que pode acontecer, então: SEMPRE tenha um documento de identificação com você! Sempre! Mesmo que você vá somente dar uma volta no quarteirão depois do jantar: leve seu documento, O.K.?!

Sou cidadão italiano, qual documento preciso levar comigo em um passeio pela Itália?

Se você é cidadão italiano e possui a Carta D’Identità, você não precisa andar nem com seu passaporte, nem como cópia dele, a carta de identidade é suficiente.

DICAS:

  • Sempre, sempre, sempre leve com você, escrito em um papel e em um lugar seguro, (não só no celular) alguns dados importantes como: o nome do seu hotel, o endereço, o telefone, seu nome completo, o número do seu passaporte e sua nacionalidade.
  • Leve também anotações como seu tipo sanguíneo, se você tem alguma doença crônica, alergia a algum medicamento e/ou se toma algum medicamento de uso contínuo. Por que não no celular? Porque se você perder seu celular, ou se acontecer algo com você e você não estiver com o aparelho (vai que está sem bateria!), ao chamarem o socorro, os socorristas precisarão de alguns dados, especialmente no caso de precisarem te medicar ou fazer uma transfusão de sangue, por isso é importante você ter informações do gênero sempre com você. Gente, pode parece bobagem, mas isso pode, literalmente, salvar a sua vida! E, infelizmente, ou felizmente, tudo pode acontecer, então: esteja sempre pronto para imprevistos!

O hotel pode reter meu passaporte no momento do check in?

Outra dúvida comum, e eu respondo que SIM! Eles podem reter seu passaporte e te devolver no momento do check out. Não é mais uma prática tão comum (embora ainda seja usada por alguns hotéis), e você pode solicitar o passaporte original para eles quando precisar, mas eles têm autorização de reter seu passaporte na recepção durante seu período de hospedagem.


Assista esse vídeo em nosso Canal no YouTube e saiba o que fazer se roubarem seu passaporte na Itália!



Conclusão

Devo andar com meu passaporte na Itália? Nosso passaporte é nosso bem mais precioso durante uma viagem e, por isso, é importante cuidar dele como se cuida da própria vida, como cuidamos de um filho, pois é esse documento que diz para o mundo quem você é enquanto cidadão! Cuide bem dele e de você! Boa viagem!

Está inseguro para viajar?

Se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!