Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão?

Capital da moda italiana, Milão é cosmopolita, cheia de charme e encanta seus turistas! Hoje vamos conhecer os seis pontos turísticos imperdíveis de Milão.

2 7.201

Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão?

Milão é uma das cidades mais belas e visitadas da Itália: e não é difícil entender o motivo! Milão é uma cidade que mantém suas tradições mais antigas e as mescla com uma modernidade que fascina. É uma cidade ativa, cheia de vida e, claro, pontos turísticos imperdíveis. Hoje vamos saber quais são os seis pontos turísticos imperdíveis de Milão. Vamos o listar o melhor dessa cidade para você leito que tem pouco tempo por aqui! Vamos então saber quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão? Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Milão é uma das cidades mais antigas do mundo, foi fundada por volta de 590 a.C. e seu nome era Medhelan. A cidade foi fundada perto de um santuário de uma tribo celta do grupo Insubri, pertencente à cultura Golasecca, mas em 222 a.C. foi dominada pelos romanos, sendo chamada de Mediolanum. Com o passar dos séculos, Milão passou por grande expansão e se tornou capital do Império Romano Ocidental. Foi nesse período também que Milão concedeu a todos os cidadãos, incluindo cristãos, a liberdade e o direito de exercer sua fé.

Principal Centro Italiano

Nas últimas décadas, Milão se tornou um importante centro comercial, financeiro e industrial e possui grande importância não só para a Itália, mas também para a União Europeia e para o resto do mundo. Milão é também o principal centro italiano da moda e do design. Sua importância financeira se concentra, principalmente, por ser a cidade escolhida para abrigar a Bolsa de Valores da Itália, que fica na Piazza degli Affari.

Como se não bastasse, Milão é um dos maiores centros universitários italianos, editoriais e televisivos da Europa e é o lar da Feira de Milão, a maior área de exposições de toda Europa e que recebe eventos como a Feira de Design, Arquitetura, Salão do Automóvel entre outros. Como pudemos notar, Milão é uma cidade repleta de atrações e apresenta uma infinidade de opções aos seus visitantes nas mais diversas áreas, mas seis delas são, realmente, imperdíveis. A seguir vamos saber quais são os seis pontos turísticos imperdíveis de Milão.

1) Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão? A ÚLTIMA CEIA

Il Cenacolo di Leonardo da Vinci – A Última Ceia de Leonardo da Vinci – Uma das obras de arte mais famosas do mundo ‘mora’ em Milão. É um dos pontos mais visitados da cidade e é imprescindível comprar o ingresso com muita antecedência, mesmo! Não é exagero! O Cenacolo é uma pintura (impressionante!) feita na parede do antigo refeitório do convento adjacente ao santuário de Santa Maria delle Grazie (Santa Maria das Graças). Leia também A Última Ceia de Leonardo da Vinci!

Sobre a Pintura

A pintura foi feita com uma técnica de pintura a seco sobre gesso e mede 460 × 880 cm. A obra começou em 1495 e foi concluída dois anos mais tarde, em 1498. Dizem que demorou tanto tempo porque Da Vinci era perfeccionista e não se dava por satisfeito até ver todos os detalhes do jeito que ele desejava, porém, ao terminar a obra, notou que a umidade do local já começava a deteriorar sua obra.

Em 1978 começou um processo de restauração que foi considerado o mais longo da história da arte, pois os trabalhos terminaram somente em 1999. Por sua delicadeza e importância artística, é proibido fotografar a obra e há um limite de permanência ali dentro (15 minutos), onde são admitidos grupos de 25 pessoas por vez. A obra é, sem dúvida, uma das mais reproduzidas no mundo e sua beleza é, realmente, única!

Endereço

Piazza Santa Maria Delle Grazie, 2 – Milão.

Horários

De terça a domingo, das 8h15 às 19h00. Não abre as segundas, nos dias 01 de Janeiro, 01 de Maio e 25 de Dezembro.

2) Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão? DUOMO

Duomo di Milano – A Catedral de Milão – Seu nome oficial é Catedral Metropolitana da Basílica da Natividade da Bem-Aventurada Virgem Maria, mas é conhecida como o Duomo di Milano (Dòmm de Milan no dialeto milanês). O Duomo é a catedral da arquidiocese de Milão, é  o símbolo mor da capital lombarda, localizado na praça de mesmo nome no centro da cidade. Ele é dedicado a Santa Maria Nascente e é uma das maiores igrejas da Itália, sendo a quarta maior do mundo em área e a sexta em volume. Leia também  Por que conhecer o Dumo de Milão?

Sobre o Duomo

A fachada, originalmente, foi desenhada por Pellegrino Tibaldi, em 1580 e era baseada em dois andares, com gigantes colunas coríntias e com um nicho na nave central, ladeado por obeliscos, porém, com a morte de Carlo Borromeo, em 1584, o projeto de seu protegido, Pellegrino, foi para as mãos de seu rival, Martino Bassi, que enviou um novo desenho para a fachada ao Papa Gregorio XIV.

Inspiração

No século XVII foram convocados os melhores arquitetos disponíveis em Milão para que o projeto fosse continuado. Nesse meio tempo, em 1628, o portal central foi construído e em 1638 o trabalho da fachada prosseguiu com o objetivo de criar um efeito inspirado na Santa Susanna de Roma. Os desenhos de Luigi Vanvitelli e Bernardo Antonio Vittone chegaram no século XVIII e entre entre 1765 e 1769. Francesco Croce completou a coroação da lanterna e da torre principal, onde foi construída, cinco anos depois, uma imagem de Nossa Senhora, feita em cobre dourado e chamada localmente de Madunina, hoje símbolo da cidade.

Napoleão Bonaparte

Já em 1805, a pedido direto de Napoleão Bonaparte, Giuseppe Zanoia iniciou as obras para a conclusão da fachada, pois Bonaparte queria ser coroado Rei da Itália na nova Catedral. A coroação foi em 06 de maio de 1805, mas o Duomo só foi totalmente concluído em 1813, por Carlo Amati. Durante todo o século XIX, foram incluídas estátuas e as torres, sendo a parte mais ‘moderna’ da construção. E foi durante o século XIX que começaram os primeiros trabalhos de restauração na parte interna da Catedral, já que, além de receber muitos turistas, o metrô, que passa aos seus arredores, vibrava a estrutura.

Em 1969, para evitar colapsos e que pedaços de mármore se soltassem ainda mais, já que alguns pedaços já havia colapsado nos corredores, a área ao redor do Duomo foi fechada e a linha 1 do metrô precisou diminuir a velocidade quando passava na região. Apesar de parecer concluída, os trabalhos de restauração na Catedral são constantes e contínuos até hoje, mesmo que não sejam vistos pelo grande público.

O Interior da Catedral

O interior da Catedral é dividido em cinco naves e o transepto em três; o presbitério é profundo e rodeado com duas sacristias que se abrem. A nave central é duas vezes mais larga que os corredores laterais e os arcos das abóbadas iluminam o interior de forma difusa e suave.

O Duomo tem 52 pilares que dividem os corredores e sustentam as abóbadas com nervuras pintadas num túnel gótico. Monumentais são os nichos e cúspides com suas estátuas que decoram os pilares ao longo da nave central, o transepto e a abside. O piso, originalmente projetado por Pellegrino Tibaldi, foi iniciado em 1584 e concluído com algumas variações apenas entre 1914 e 1940. É um mosaico complexo de mármores claros e escuros e merecem destaque o mármore preto de Varenna, o branco e o rosa de Candoglia e o vermelho de Arzo (hoje quase completamente substituído pelo vermelho de Verona).

Endereço

Piazza Duomo – Milão.

Horários

Todos os dias, das 08h00 às 19h00.

3) Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão? ESTÁDIO SAN SIRO

Estádio San Siro – Mesmo que você não goste de futebol, uma visita ao antro do futebol milanês é quase obrigatória! O histórico estádio de San Siro (para os torcedores do Milan) ou estádio Giuseppe Meazza (para os torcedores do Internazionale) é referência para a história mundial do futebol. Leia também Vamos visitar o Estádio San Siro em Milão?

Divisão do Estádio

Os dois times dividem o estádio de forma amistosa e tudo começou em 1925, quando o estádio foi construído. O presidente do Milan Piero Pirelli, naquela época decidiu construir um estádio de futebol perto do Hipódromo. Foi ele que pagou toda a construção e, em sua inauguração, o estádio contava com quatro tribunas retilíneas e abrigava até 35.000 espectadores. A inauguração foi no dia 19 de Setembro de 1926 e a partida foi um amistoso entre Milan e Inter: deu Inter! 6 a 3 em cima do Milan! Em 1935, o estádio foi comprado pelo Município de Milão que decidiu aumentar sua capacidade para 55.000 pessoas.

Apesar de ter sido construído pelo presidente do Milan, o estádio não foi construído para o time, por isso, entre 1926 e 1945, o Milan começou a utilizar o estádio como ‘casa’ e era ali que as partidas a mando do time da casa aconteciam! Em 1946, o Inter também não tinha nenhum estádio e por isso passou a utilizar o San Siro para sediar seus jogos ‘em casa’ assim como o rival. Entre 1935 e 1999, os clubes pagavam para utilizar o estádio somente em dias de jogos e em 2000, depois de entrarem num acordo com a Câmara Municipal de Milão, foi decidido que os times seriam os responsáveis pela manutenção do estádio, o que acontece até os dias atuais. O museu é repleto de camisas e taças históricas e o campo, bem cuidado, impressiona!

Endereço

Piazzale Angelo Moratti, 20151 – Milão.

Horários

Todos os dias, das 09h30 às 17h00. O estádio não abre para visitação em dias de jogos.

4) Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão? PINACOTECA DI BRERA

Pinacoteca Di Brera – É, sem dúvida, uma das Pinacotecas mais importantes e famosas da Itália. A Pinacoteca di Brera é uma galeria que reúne obras de arte antiga e moderna, localizada no palácio homônimo. Ela tem um espaço total de mais de 24.000 metros quadrados de superfície e exibe uma das coleções mais célebres da Itália na pintura, especializada em pintura veneziana e lombarda, com peças importantes de outras escolas.

Graças a doações de colecionadores particulares, também propõe um roteiro de exposições que vai da pré-história à arte contemporânea, com obras de artistas do século XX. Em 2014, foi o vigésimo primeiro local italiano mais visitado, com 269.805 visitantes e uma receita bruta total de 882.866,20 euros, enquanto em 2016 aumentou o número de visitantes para 311.311! A Pinacoteca, também chamada de Academia de Belas Artes de Brera, foi fundada em 1776, por decreto da imperatriz Maria Teresa da Áustria e é composta por diversas salas, todas muito bem organizadas.

Endereço

Via Brera, 28 – Milão.

Horários

De terça a domingo, das 08h30 às 19h15. Toda terceira quarta-feira de cada mês acontece o Brera/Musica, vai das 08h30 às 22h15. A Pinacoteca não abre as segundas nem nos dias 1 de Janeiro, 1 de Maio e 25 de Dezembro.

5) Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão? CASTELO SFORZESCO

Castello Sforzesco – Um dos Castelos mais fascinantes da Itália, o Castelo Sforzesco foi construído no século XV por Francesco Sforza, que era Duque de Milão. O Castelo foi erguido sobre os restos de uma antiga fortificação medieval do século XIV que era conhecido como Castello di Porta Giovia (ou Zobia) e que era um dos quatro castelos defensivos do império romano.

Sobre o Castelo

Ao longo dos séculos, entre XVI e XVII, o castelo passou por várias mudanças e era uma das principais cidadelas militares da Europa. Foi restaurado em estilo historicista por Luca Beltrami entre 1890 e 1905 e hoje abriga centros culturais e importantes museus. É um dos maiores castelos da Europa e um dos principais símbolos de Milão, uma vez que faz parte da história da cidade.

Torre del Filarete

A torre central é a mais alta do castelo e é onde fica sua entrada principal. É conhecida como a Torre del Filarete. Foi destruída por uma explosão no início do século XVI e reconstruída no início do século XX. O castelo abriga obras de arte, exposições e eventos variados, principalmente durante o verão. Merece, MUITO, uma visita que deve ser feita com calma, apreciando todos os detalhes dessa construção magnifica!

Endereço

Piazza Castello, 20121 – Milão.

Horários

O Castelo abre todos os dias, das 07h00 às 19h30; os museus funcionam de terça a domingo, das 09h00 às 17h30. De sábado as visitas guiadas acontecem às 15h00; Toda primeira e terceira terça de cada mês a entrada é grátis, a partir das 14h00 e todo primeiro domingo de cada mês a entrada é gratuita o dia todo.

6) Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão? CÓDIGO ATLÂNTICO

Codex Atlanticus – Código Atlântico – “À esquerda, dezesseis armas montadas em um sistema rotativo; à direita, carrinho de mão equipado com um instrumento para medir milhas e carrinho de mão equipado com um instrumento para medir degraus.” É essa a descrição sucinta, objetiva, clara e eficiente de apenas um dos projetos que integra um dos conjuntos de documentos mais famosos de Da Vinci, o Código Atlântico.

Sua Obra

Com doze volumes, a obra tem 1.119 páginas que datam de vários anos, entre 1478 e 1519. O fascínio dessa obra engloba anatomia, astronomia, botânica, química, geografia, matemática, mecânica, projetos tecnológicos, estudos sobre o voo e vários desenhos de arquitetura, provando a genialidade de Da Vinci e nos oferecendo uma verdadeira obra prima. A importância histórica, cultural e artística desse documento, é ainda maior porque contém o testemunho do tempo em que Leonardo esteve em Milão. Por essas e outras razões, o Codex Atlanticus é um dos escritos mais importantes e bem preservados de sua época e cada linha nos dá a clara ideia de como ele já era vanguardista em uma época onde pouco se falava de futuro e tecnologia.

Portas para o Conhecimento

Leonardo da Vinci nos abriu portas e nos ofereceu visões, ideias e projetos importantíssimos, sem contar que foi ele o primeiro a entender, a destacar e a mostrar na prática a relevância de diversos experimentos. Foi ele também que combinou conhecimento e soluções técnicas, afirmando que, juntos, eles podem ser organizados, executados e ainda assim respeitar as regras, ajudando e acrescentando eficiência, precisão e excelência em diversos contextos e em todas as áreas na vida dos Homens.

Endereço

Sala Federiciana, Pinacoteca Ambrosiana – Piazza Pio XI, 2 – Milão.

Horários

De segunda a sexta, das 9h00 às 17h00; não abre nos dias 7 de dezembro e entre os dias 24 de dezembro a 6 de janeiro; também não abre na semana santa. 

Vai se hospedar em Milão? Então siga nossas dicas exclusivas de Hotéis!!!

Aqui você encontrará gratuitamente indicações de hospedagem para não cair numa furada e não ficar em uma zona distante das atrações na Itália!

A seguir, não deixe de ler nossas dicas e conselhos sobre os bairros de Milão e onde se hospedar. Aqui você encontrará o melhor bairro e o tipo de hospedagem que mais se encaixa no perfil de sua viagem;)

Saiba que reservando dentro do nosso blog através da Booking.com você estará colaborando a manter nosso site e você não pagará nada a mais por isso, pois o serviço de reserva é GRATUITO. Ou seja, sem taxas de reservas ou administrativas, e as reservas podem ser canceladas Gratuitamente.

Hospedagens que aconselho nas Regiões de Malpensa e Linate

Vamos começar pelas regiões de Malpensa e Linate, as zonas aeroportuárias da cidade. Linate e Malpensa ficam perto dos dois principais aeroportos de Milão. Ideal para breves estadias e viagens a trabalho e se você estiver com carro.

Se quiser algumas indicações de pousadas e apartamentos, tenho algumas opções que aconselho para economizar, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se preferir hotéis, tenho algumas opções que aconselho com ótimo custo benefício, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho na Região do Duomo

Uma das regiões mais encantadoras é a do Domo, catedral e símbolo da cidade, esta região é perfeita também para quem ama as cafeterias tradicionais, os bares da moda ou para quem sempre procura as novidades e segue as tendências. A região da Praça Duomo é equipada com duas linhas do metrô, que fazem com que esta região seja ainda mais prática para quem se hospeda na cidade.

Se quiser algumas indicações de pousadas e apartamentos, tenho algumas opções que aconselho para economizar, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se preferir hotéis, tenho algumas opções que aconselho com ótimo custo benefício, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho na Região do Centro Histórico

Outra região para se levar em consideração é o Centro Histórico de Milão, um emaranhado de ruas encantadoras. O chamado “quadrilátero da moda”, o lugar ideal para se fazer compras em Milão, com suas famosas ruas: Montenapoleone, Manzoni, via della Spiga e corso Venezia (e as travessas Santo Spirito, Gesù e Borgospesso). Dentro dessa zona podemos também considerar a Zona Brera que é uma outra zona maravilhosa para se hospedar.

Se quiser algumas indicações de pousadas e apartamentos, tenho algumas opções que aconselho para economizar, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se preferir hotéis, tenho algumas opções que aconselho com ótimo custo benefício, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho na Região de Brera

O bairro de Brera é famoso pelas suas butiques da alta moda, pelas exclusivas galerias de arte e pelos bares da moda – fica ao norte da Praça Domo. As ruazinhas características são convidativas para um passeio sem destino. A principal atração é a Pinacoteca de Brera, onde estão expostas obras de arte de valor inestimável – entre elas, as obras-primas de Raffaello e Mantegna. É na região sudeste de Brera que fica o “quadrilátero da moda”. A região é frequentada por VIPs e socialites que gastam horrores nas butiques de marcas como Armani, Valentino e Versace, nos arredores do elegante “Montenapo” (como os milaneses chamam carinhosamente a rua Montenapoleone).

Se quiser algumas indicações de pousadas e apartamentos, tenho algumas opções que aconselho para economizar, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se preferir hotéis, tenho algumas opções que aconselho com ótimo custo benefício, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho na Região de Navigli

Também, o encantador bairro Navigli é uma região bem enérgica, que nos últimos anos tem se desenvolvido bastante. A região “bomba” de bares, cervejarias, restaurantes, padarias e pizzarias e abriga uma das feiras de antiguidade mais aclamadas do Norte da Itália. A agitada vida noturna, as típicas galerias de arte e as ruazinhas características fazem desta região uma ótima escolha para quem deseja se hospedar em Milão e para quem adora curtir a vida noturna.

Se quiser algumas indicações de pousadas e apartamentos, tenho algumas opções que aconselho para economizar, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se preferir hotéis, tenho algumas opções que aconselho com ótimo custo benefício, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho na Região da Estação Central

Outra região de grande concentração de hotéis é a da Estação Central, principalmente se você vier de trem. Nesta região há várias estruturas receptivas e o melhor: para todos os bolsos.  Melhor região para quem pretende fazer bate-voltas a partir de Milão.

Se quiser algumas indicações de pousadas e apartamentos, tenho algumas opções que aconselho para economizar, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se preferir hotéis, tenho algumas opções que aconselho com ótimo custo benefício, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)


Assista esse vídeo e saiba: Como comprar o bilhete da Última Ceia de Leonardo da Vinci? Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Quais são os seis pontos turísticos imperdíveis em Milão? Milão é uma cidade cheia de vida, animada, elegante e, ao mesmo tempo, simples! Não há quem não se apaixone por sua arquitetura, suas belezas, seus museus, Praças e Igrejas. É uma cidade única! E se mesmo assim você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem;)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!