Perugia e seus principais monumentos turísticos

A capital de uma das regiões mais bonitas da Itália, Úmbria, a cidade de Perugia é charmosa, histórica e abriga alguns lugares imperdíveis. Vamos conhecer os cinco principais monumentos turísticos de Perugia?

0 118

Perugia e seus principais monumentos turísticos

Perugia é uma cidade medieval cheia de atrações. Com um charme único, é a capital da belíssima região da Úmbria é pra lá que te levo hoje. Vamos conhecer a Perugia e seus principais monumentos turísticos? Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Com quase 170 mil habitantes, a cidade de Perugia, capital da região da Úmbria, é uma cidade magnífica. Cheia de atrações, é uma cidade medieval repleta de história, cultura e belezas imperdíveis. Hoje te levo para descobrir essa cidade esplêndida, famosa também por seu chocolate, Perugia. Que tal fazer um tour gastronômico na Perugia? Clique aqui para saber mais!

Um pouco de história…

Bom, há poucos registros precisos sobre a origem da cidade, mas alguns historiadores afirmam que a cidade nasceu pelas mãos dos aqueus; há quem diga também que a cidade foi fundada por Euliste, o fundador etrusco que também fundou Bolonha. Embora haja algumas teorias, é sabido de que Perugia nasce no território localizado à direita do Rio Tibre, o lado considerado etrusco. Na era etrusca, Perugia tornou-se parte da “dodecápolis“, ou seja, ela fazia parte das doze cidades confederadas da Etrúria que eram: Veio, Cerveteri, Tarquinia, Vucci, Volsini (Orvieto), Chiusi, Vetulonia, Volterra, Cortona, Arezzo e Fiesole. A ideia principal dessa união de cidades era fortalecer alianças comerciais e enriquecer a área, já que o território possui uma excelente posição geográfica. Leia também: Roteiro de 1 dia na Perugia.

Curiosidade…

Perugia é também a cidade do chocolate. A história do chocolate com a capital umbra é algo íntimo e cheio de amor. Tudo começa em 1907, ano em que a famigerada Perugina foi fundada. É na cidade também que acontece a Eurochocolate, uma feira dedicada ao chocolate que acontece sempre em outubro. A cidade apresenta também vários museus dedicados ao alimento dos deuses e, inclusive, um hotel temático, o ChocoHotel.

Quer saber a história do Bacio Perugina? Te conto agora:

La Perugina começou sua produção pensando em um público de luxo, mas em 1922, Luisa Spagnoli (uma das sócias da empresa) notou que os restos de chocolate e avelãs eram jogados fora; para evitar o desperdício, foi criado o Bacio, que se tornou o carro chefe da marca e a lançou para o mundo: em 1939 foi aberta, em Nova York, a primeira loja da marca italiana e, claro, foi sucesso absoluto. Atualmente a empresa é propriedade do grupo Nestlé, mas mantém todas as suas tradições e sabores impecáveis.

Perugia e seus principais monumentos turísticos

E agora, sigamos para nosso passeio por Perugia. Vamos descobrir quais são os monumentos imperdíveis da cidade? Vem comigo!

A Fontana Maggiore

Impossível falar de Perugia e não citar uma das fontes mais famosas do país em forma de bota: a Fontana Maggiore. Localizada no centro da Piazza IV Novembre, encontramos esta belíssima Fontana, símbolo máximo da Perugia medieval. A Fontana Maggiore foi construída entre 1275 e 1278 e teve como base um projeto de Nicola e Giovanni Pisano para receber a água do aqueduto de Monte Pacciano. Eles queriam a fonte com uma escada circular, composta por duas tinas de pedra rosa e branca, encimadas por uma bacia de bronze. Aqui podemos ver três ninfas que sustentam uma ânfora de onde flui a água e a bacia superior repousa sobre pequenas colunas das quais surgem algumas estátuas que representam personagens relacionados com a fundação mítica da cidade; na bacia inferior podemos ver cinquenta painéis que nos apresentam o calendário das obras agrícolas, episódios bíblicos, históricos e mitológicos, e o Guelph (leão) e o símbolo do império (a águia). Há também imagens, nos azulejos, a presença de duas cenas retiradas das fábulas de Esopo (garça e lobo e o lobo e o cordeiro).

O Aqueduto de Perugia

Já que estamos falando de uma fonte, seguimos para falar, ainda, de água! Vamos falar do Aqueduto de Perugia. Este aqueduto surgiu em 1245 e foi uma obra considerada extraordinária já que não usava bombas, e era capaz de levar água a uma cidade tão íngreme e cheia de desníveis como Perugia. Esse aqueduto foi desativado em 1800, por conta de seus custos, mas toda a estrutura ainda é visível e é cheio de beleza. A parte superior é coberta por escadas e defendida por parapeitos, o que nos oferece uma espécie de estrada belíssima e é um dos cartões postais da cidade. A parte mais característica é a que vai da Porta Sant’Angelo (bem perto da Catedral e da Fontana Maggiore) e segue por uma ponte apoiada por uma dezena de vãos com grandes arcos e casas baixas e coloridas.

A Catedral de São Lourenço

Outro ponto imperdível da cidade de Perugia, claro, é a incrível Catedral da cidade, que é dedicada a São Lourenço, um dos padroeiros da cidade. As obras começaram em 1345 e terminaram somente em 1490 – porém é importante citar que, tanto a lateral quanto a fachada principal da igreja, até hoje permaneceram incompletas. No lado de dentro da Catedral, podemos admirar um belo padrão geométrico feitos em losangos de mármore rosa e branco, mas esse padrão decora somente o lado inferior. A fachada principal nos oferece uma bela vista da Piazza Danti e é caracterizada por um portal barroco que data de 1729. A parte interna da igreja é em estilo gótico tardio, nos apresenta três naves da mesma altura e estão divididas por imponentes pilares.

Um pouco mais sobre a Catedral

As decorações dali foram terminadas no século XVIII e, merece destaque: a Deposição de Federico Barocci; o vitral policromado do século XVI, de Arrigo Fiammingo; e o Monumento Funerário em homenagem ao Bispo Andrea Baglioni, realizado por Urbano da Cortona. A Catedral é um local de peregrinação há séculos, pois abriga o Anel que pertenceu a Nossa Senhora, mantido na Capela de Sant’Anello. O anel é protegido pelo Relicário do Santo Anel, que é uma obra do Renascimento italiano, mas o relicário só pode ser visitado duas vezes por ano: em julho e setembro. Na Sacristia, não deixe de observar o ciclo pictórico de Pandolfi (1573-76), que é um belo exemplo de pintura ilusionista barroca. No claustro da Catedral visite o Museu Capitular, que em suas 25 salas abrigam diversas obras da própria catedral e de igrejas da diocese. Ali você vai poder observar uma rica coleção de joias, objetos litúrgicos, manuscritos, pinturas e esculturas do século XI ao XIX. Este museu também leva à área arqueológica da Catedral, onde você pode ver resquícios das cidades etrusca, romana e medieval. Tudo lindíssimo!

A Galeria Nacional da Úmbria

Outra atração imperdível em Perugia é a Galeria Nacional da Úmbria. A Galeria Nacional da Úmbria fica no Palazzo dei Priori, ao longo do Corso Vannucci, desde 1878 e abriga um dos patrimônios artísticos mais completos e ricos de toda a região. Aqui você encontra obras de um período que vai do século XIII até o século XIX e estão organizadas de forma cronológica. No terceiro andar você encontra as obras do século XIII ao XV; no segundo, encontramos obras do século XVI ao XIX e, ao contrário de outros grandes museus italianos, a Galeria Nacional reúne suas obras em um pequeno espaço, ou seja: não requer muito tempo para conhecer tudo.

A Rocca Paolina

Outro ponto imperdível na cidade é a famosa Rocca Paolina. Citada de forma magnífica em um famoso poema de Giosuè Carducci, a Rocca Paolina é uma antiga fortaleza erguida a pedido do Papa Paulo III e foi construída por Antonio da Sangallo, o Jovem. A ideia do Papa era tornar a cidade segura logo após uma invasão romana e, assim, poder proteger Perugia de futuros ataques. Sua construção destruiu mais de uma centena de casas, igrejas e mosteiros, coincidência (ou não!), a maior parte das propriedades era da família Baglioni, uma família a qual o Papa odiava. A Rocca foi símbolo da autoridade papal até 1860, pouco antes de ser demolida após a anexação da cidade do Reino da Itália. Do antigo edifício podemos ver os muros de arrimo e o baluarte que incorpora a Porta Marzia. A parte mais característica ainda visível da Rocca, sem dúvida são os subterrâneos, que passam debaixo de todo o pórtico lateral do Palácio do Governo e nos levam até a Piazza Italia. É uma espécie de cidade dentro da cidade, pois ali você encontra diversas lojas, livrarias e acontecem também diversos eventos culturais.


Mapa da Perugia com seus principais monumentos turísticos

Perugia e seus principais monumentos turísticos
Fonte: Google Maps

Assista esse vídeo em nosso Canal no YouTube e conheça o melhor da bela Itália!!!


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Perugia e seus principais monumentos turísticos – É claro que Perugia nos oferece outras diversas atrações e seria quase impossível colocar todas na nossa lista, mas lembre-se sou consultora de turismo e posso te ajudar a organizar um itinerário incrível por essa cidade cheia de charme, história e cultura. Perugia é o tipo de cidade que vai te encantar! Capaz de nos transportar no tempo, Perugia é elegante, mas mantém sua simplicidade medieval de uma maneira única!

Está inseguro para viajar?

Se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!