Conheça o Santuário Madonna della Corona em Verona!

Um dos santuários mais bonitos da Itália fica perto de Verona e do Lago de Garda, mais precisamente em Spiazzi di Ferrara di Monte Baldo. Hoje vamos conhecer o Santuário Madonna della Corona.

0 665

Conheça o Santuário Madonna della Corona em Verona!

O turismo religioso na Itália tem uma grande força, isso porque a Itália abriga alguns dos santuários mais lindos do mundo! Um deles é o Santuário Madonna della Corona, em Spiazzi di  Ferrara di Monte Baldo, perto de Verona. Hoje vamos saber um pouco mais desse lugar fantástico. Vamos ao nosso Post do dia? Conheça o Santuário Madonna della Corona em Verona! Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Com seus 1.500 degraus e a 600 metros acima do nível do mar, o Santuário chama atenção, pois parece estar servindo de apoio para uma imensa montanha de pedra. De uma beleza sem igual, é destino certo para quem quer se surpreender com a fé e com a natureza. Saiba aqui onde se hospedar em Verona!

O Santuário da Coroa é um dos lugares escondidos no coração da rocha Baldo. Há registros que comprovam que os eremitas ligados à Abadia de San Zeno, em Verona, já viviam por aqui por volta do ano 1000.  Há documentos que atestam que na metade dos anos 1200, nesse lugar, já havia um mosteiro e uma capela dedicada a S. Maria di Montebaldo, acessíveis até hoje através de um estreito caminho, que nos “ativa” a adrenalina com a sensação de perigo que a rocha nos apresenta, embora seja um caminho bem seguro! Leia também sobre Planejamento para viajar para a Itália – Consultoria Personalizada e Exclusiva!

A História do Santuário

Uma tradição piedosa colocou o nascimento do Santuário da Madonna della Corona em 1522, mesmo ano em que a escultura venerada teria sido milagrosamente levada, por intervenção angelical, da Ilha de Rodes, que tinha acabado de ter sido invadida pelo exército muçulmano de Solimano II, mas o fato é negado por causa da existência, do santuário atual, retratado em uma pintura do século XIV onde mostra uma Nossa Senhora com Jesus no colo, que foi a primeira imagem venerada na igreja original, e, claro, a que lhe deu o nome.

Entre 1434 e 1437, S. Maria di Montebaldo passou a pertencer aos Cavaleiros de San Giovanni, ou ao Santo Sepulcro, presentes em Verona desde 1362 como um comando de San Vitale e Sepulcro, que mantinham a propriedade do Santuário até sua dissolução por ordem Napoleônica em 1806. O grupo de pedra dos Pietà parece remontar a esse período.

A imagem de Nossa Senhora

A imagem de Nossa Senhora presente ali tem 70 cm de altura, 56 de largura e 25 de profundidade, a estátua é em pedra. A estátua repousa sobre um pedestal com a inscrição “HOC OPUS FECLT FIERI LODOVICUS D CASTROBARCO D 1432”, tradicionalmente considerado como prova de que a estátua foi feita e doada à Coroa em 1432 por Lodovico Castelbarco, proveniente de uma nobre família Rovereto.

A Nova Igreja

Nos quatro séculos de gestão, a Commenda transformou radicalmente a Madonna della Corona, tornando-a um autêntico santuário amplo e acessível, graças ao arranjo da ponte de acesso de madeira no vale (1458) e à construção de uma nova igreja acima daquela que já existia. A “nova” igreja tem 18 metros por 7 ficou ali entre 1490 e 1521.

Durante o século XVI, foram construídas as duas escadas de acesso ainda visíveis: a mais larga, que tem 556 degraus e descia da fonte de Spiazzi – mais tarde denominada “Fonte de Independência”, que ia até a ponte de tília; e outra escada mais estreita, com 234 degraus esculpidos na rocha ao longo do caminho estreito, original, que levava da ponte à igreja. Em 1625, começou a construção de uma igreja nova e maior, 4 metros acima da anterior, que permaneceu incorporada sob o novo presbitério. As obras duraram várias décadas, atingindo o teto em 1664 e finalmente terminando em 1685.

Enquanto isso, as rotas de acesso foram reorganizadas graças à contribuição do comandante Tancredi, um tipo de hotel foi construído em uma cavidade da montanha para atender às necessidades de acomodação dos peregrinos cada vez mais numerosos. A estrutura geral de toda a área do Santuário está documentada em dois preciosos inventários, um de 1724 e outro de 1744, e é perfeitamente visível em uma bela gravura feita em 1750, por Giovanni Antonio Urbani, em nome do reitor Don Giancarlo Balbi.

A Ampliação da Igreja

No final do século XIX, com base em planos do arco, Giuseppe Magagnotti, de Verona, e o Engenheiro Emilio Paor, de Trento, ampliaram a igreja e colocaram ali uma fachada em estilo gótico, adornada com mármore; a conclusão do trabalho foi solenizada em 17 de setembro de 1899 com a cerimônia de coroação da estátua de Nossa Senhora das Dores.

Nos anos seguintes, a fachada e a igreja foram adornadas com estátuas do escultor Ugo Zannoni; em 1921-1922, a torre sineira foi refeita; em 1922, por ocasião do quarto centenário da aparição da estátua de Nossa Senhora das Dores, a estrada foi melhorada e aberta, obra do engenheiro Federici; há também um túnel de acesso ao Santuário, facilitando assim o caminho para os peregrinos. Após a última guerra mundial, de 1946 a 1949, o reitor Don Sandrini a finalizou com base em um projeto do arquiteto Banterle, que nada mais é do que uma extensão da igreja na parte do presbitério.

A demolição e Reconstrução do Santuário

Em 1974, foi confiada ao arquiteto Guido Tisato a tarefa de elaborar um projeto totalmente novo para uma intervenção geral que envolvesse a demolição da Igreja existente, mas que mantivesse a conservação das partes mais significativas, além da ampliação da estrutura, deixando-a um pouco maior. A demolição e reconstrução do Santuário foram realizadas entre 1975 a 1978 e, em 4 de junho de 1978, o Bispo Giuseppe Carraro pôde prosseguir com a benção do novo Santuário e do novo altar. Em 1982, o santuário recebeu o título de “basílica menor” e em 17 de abril de 1988, o Papa João Paulo II visitou a igreja e fez uma oração para Madonna della Corona.

Vamos falar dos Aspectos Artísticos…

Há inúmeras esculturas de Ugo Zannoni presentes no Santuário e, em sua maioria, são feitas de mármore branco de Carrara.  Em 1900, as estátuas representavam San Giovanni Evangelista e Santa Maria Maddalena, visíveis em nichos salientes na fachada, e da Santa Maria das Dores em pé, que agora fica na capela das confissões; já entre 1912 e 1913, a estátua de San Giuseppe e as dos dois santos padroeiros dos Cavaleiros de Malta, Santa Toscana e San Giovanni Battista, os 14 painéis da Via Crucis, foram para os pilares da nave central do Santuário e os painéis de gesso dos sete dores da Madonna, ficavam onde, agora, é uma capela. O Ecce Homo e os dois Anjos em oração são de 1916, e ficavam na capela das Confissões; finalmente, em 1919, pouco antes de sua morte, o alto alívio do encontro de Cristo com sua mãe.

Já os trabalhos de Raffaele Bonente ficam tanto no santuário quanto ao longo da estrada de acesso, e você pode admirar as peças de bronze do arquiteto veronense que são belíssimas! Particularmente original é a “cenografia” na parede rochosa da abside, ao redor da estátua de Pietà, cercada por uma coroa de espinhos e cinco grupos angélicos.

Merecem Destaque

  • O altar frontal com três painéis de bronze representando a Natividade, a Crucificação e o Pentecostes, separados por quatro pilastras dedicadas aos evangelistas; nas laterais dois painéis dedicados à igreja de Veronese, enquanto a parte traseira é dividida em três fundos, nas laterais ficam duas invocações marianas e no centro o coração de Nossa Senhora perfurado por sete espadas;
  • Os 6 castiçais na mesa com os símbolos dos evangelistas e símbolos alegóricos;
  • O painel da Anunciação, colocado no ambo e no púlpito com os símbolos dos quatro evangelistas, os rostos de Abraão, Moisés, Davi e Isaías, e no centro o monograma de Cristo;
  • O tabernáculo, de 1982, com as quatro figuras de bronze representando fé, esperança, caridade e religião;
  • O batistério de 1988, que apresenta oito peixes na parte inferior e os sete dons do Espírito Santo na parte superior;
  • O medalhão comemorativo da visita papal, de 1993, fora do Santuário;
  • As janelas no corredor direito do Santuário, representando os mistérios do Rosário;
  • As esculturas e vitrais que adornam a capela, feitas em 1990;
  • As estátuas de bronze das estações da Via Crucis ao longo do caminho que leva da residência Stella Alpina ao santuário.

Os ex-votos

Ao longo da parede direita do Santuário, há um verdadeiro patrimônio histórico e artístico representado pelo ex-voto: 167 tábuas de tamanhos diferentes, sendo a mais antiga delas de 1547, que representa o milagroso resgate de uma mulher que está prestes a se afogar no Adige, em Verona. No nível histórico, o mais interessante ex-voto é a grande tela doada pela comunidade de Bardolino em 1665, em agradecimento pela graça obtida da chuva, enquanto o mais precioso é um óleo sobre tela representando Cristo na Cruz, pintado em 1724 pelo pintor veronense Antonio Balestra (1666-1740).


Como chegar ao Santuário?


Conheça o Santuário Madonna della Corona em Verona!
Trajeto com o carro de Verona até o Santuário (Fonte Google Maps)

Para chegar ao santuário, você tem três opções.

1) Como chegar ao Santuário? DE CARRO

De carro, pela rodovia A4 Milão-Veneza, saída para Peschiera del Garda e seguindo em direção a Spiazzi (km 38); ou pela rodovia A22 Brenner-Modena, saída em Affi, em direção a Spiazzi (km 20).

Leia também VIAJANDO DE CARRO NA ITÁLIA: EXEMPLOS DE ROTEIROS

Se for alugar um carro não deixe de ler nossos posts na seção Dirigindo na Itália no blog Viajando para Itália. Além de dicas de roteiro de carro, temos tudo sobre sinalizações, pedágios, estradas e muitos mais dicas.

Vai viajar pela Itália de carro?

Não sabe onde alugar o carro? Nós temos um parceiro que pode te ajudar: Rent Cars! Já pensou em alugar um carro na Itália, sem sair de casa, com atendimento em português, pagando em Real, sem cobrança de IOF e ainda poder parcelar em 12x sem juros no cartão? E que tal um desconto de 5% para pagamento à vista? Gostou da ideia? Então clique no banner abaixo Pesquise, compare e escolha! : )

Importante Saber

Se for dirigir na Itália é imprescindível a carteira internacional ou a sua CNH do Brasil com tradução juramentada, O.K.? Se não possuir, não dirija, pois você terá muitos problemas caso seja parado pela polícia italiana! LEIA O POST PRECISO DE CARTEIRA INTERNACIONAL PARA DIRIGIR NA ITÁLIA (PID)?

2) Como chegar ao Santuário? DE TREM

Das estações de trem Peschiera del Garda ou Verona Porta Nuova, continue de ônibus, linha Caprino-Spiazzi. Você sabia que a Trenitalia é a principal sociedade italiana destinada à gestão do transporte ferroviário. Saiba aqui “Qual é a diferença dos trens na Itália?“. Compre sua passagem online com antecedência e economize muito, leia o Post “Como comprar uma passagem de trem na Itália?“.

3) Como chegar ao Santuário? DE CARRO E A PÉ

Ou você pode estacionar em Spiazzi e seguir as indicações para o santuário. Você levará cerca de 20 minutos a pé, por uma estrada asfaltada e em declive, mas bem tranquila. Que tal uma Excursão a pé pelo Santuário Madonna della Corona? Clique aqui para saber mais!


Assista esse vídeo e saiba: Fazer uma viagem perfeita para Itália? Como funciona a consultoria da Ana Patrícia? Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Conheça o Santuário Madonna della Corona em Verona! Um dos santuários mais lindos da Itália merece ser visitado com calma e tranquilidade. Além de ser um lugar que nos enche de paz e nos ajuda a deixar tudo para trás, mesmo que por alguns momentos, é um lugar com uma natureza exuberante e cheio de ar puro. Um lugar, realmente, muito especial!

E se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!