Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença?

No coração do Palazzo Pitti, podemos encontrar essa preciosidade italiana: o Jardim de Boboli. Venha com a gente conhecer melhor esse lugar incrível, com história, dicas e informações para visitação!

0 2.214

Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença?

Com 45.000 metros quadrados, o Jardim de Boboli em Florença é um dos maiores parques italianos. O local é um verdadeiro museu ao ar livre onde é possível ver estátuas, fontes e construções belíssimas que contam a história de Florença e da própria região da Toscana. Aqui é também o lugar onde os nobres passavam seu tempo, contemplando a natureza e as belezas desse lugar único! Vamos ao nosso post do dia? Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença? Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Um pouco da História

Os incríveis Jardins de Boboli nasceram com a imponente família Medici e foram projetados por Niccolò Pericoli, conhecido como Tribolo. O projeto inicial era simples, mas no século XVII recebeu novo projeto com uma arquitetura mais complexa. Com o passar dos anos, e após muitas reformas nos séculos XVIII e XIX, o resultado final é visto até hoje. O jardim possui inúmeras estátuas e esculturas, além de uma impressionante vegetação, por isso passa por processos de manutenção e conversação com frequência, mas nada que altere o funcionamento para os visitantes. Leia também Como ir a Florença a partir de Roma?Como ir até Pisa a partir de Florença?

A Origem do Nome

A origem do nome Boboli origina-se, provavelmente, de uma contração popular do sobrenome da família Borgolo ou Borgoli, esse pedaço de terra era deles e essas terras chegaram às mãos de Luca Pitti em 1418, quarenta anos antes de iniciar a construção do prédio que, posteriormente, levou seu nome. Tribolo deixou um projeto para o qual o anfiteatro seria construído a partir da escavação da colina, era ali que seria o primeiro plano da obra e que seria a extensão natural do pátio Ammannati, entre o palácio e o futuro Forte di Belvedere. Leia também Como visitar Florença em um dia? 

1) Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença? CONHEÇA O PALÁCIO E SUA CONSTRUÇÃO

Para a estrutura do Palácio, foi usada pedra forte retirada dessa bacia. Tribolo morreu pouco depois, em 1550, e a direção das obras passou para Bartolomeo Ammannati e, por último, para Bernardo Buontalenti. Uma vista do jardim no final do século XVI é encontrada em uma das lunetas das vilas Medici na série de Giusto Utens (de 1599), já na vila de Artimino e agora preservada na vila de Petraia. Pelas ordens de Cosimo II (1609-1621), o jardim sofreu a mais importante de todas as ampliações e triplicou sua extensão pelas mãos de Giulio Parigi e de seu filho Alfonso, criadores do segundo eixo em direção a Porta Romana, o chamado Viottolone. Saiba mais sobre o Saiba mais sobre o Palácio Pitti aqui!

2) Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença? CONHEÇA O VIOTTOLONE

O Viottolone é uma avenida larga em descida íngreme ladeada por duas fileiras de ciprestes plantadas em 1637. O caminho é decorado com numerosas estátuas, que marcam o eixo secundário do jardim. As estátuas, colocadas milimetricamente perto das interseções com as três avenidas transversais, são antigas e vieram de Roma no século XVIII. O jardim foi aberto ao público, pela primeira vez, embora com as devidas limitações, durante o reinado de Pietro Leopoldo di Lorena e em junho de 2013, o Jardim tornou-se Patrimônio Mundial da UNESCO. Leia também Visitar a Galleria degli Uffizi em Florença?Visitar a Galeria da Academia em Florença?

3) Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença? CONHEÇA A CONFIGURAÇÃO DOS JARDINS

A planta dos jardins tem uma configuração em formato triangular levemente alongada, possui dois declives íngremes e dois eixos quase perpendiculares que se cruzam próximos da Fonte de Netuno, item que se destaca no panorama. A partir daqui desenvolvem-se uma série de terraços, avenidas e caminhos com vistas em perspectiva que possuem estátuas, caminhos belíssimos, clareiras, jardins murados, edifícios e rosas antigas.

4) Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença? CONHEÇA A FONTE DOS MOSTACCINI

A visão do conjunto é cenográfica e de uma beleza surpreendente. Aqui também encontramos a Fonte dos Mostaccini, cuja sequência de cachoeiras constitui um testemunho do século XVII dos antigos bebedouros para pássaros chamariz, usados ​​na prática de aves. Os antigos aquedutos que alimentaram todo o complexo são subterrâneos e uma parte do jardim é dedicada às Camélias, onde é possível se observar várias espécies dessa bela flor, essa coleção começou no século XVII.

Entre 2000 e 2005, o Tepidário da Botânica foi o centro de uma série de intervenções de restauração e limpeza, tanto externa quanto internamente. Em 1790, um obelisco egípcio datado do século 16 .AC. foi colocado no centro do anfiteatro do jardim, ele foi trazido para Roma do Egito pelo imperador Domiciano e colocado no Templo de Isis. Posteriormente, não se sabe ao certo o porquê, ele foi levado para a Vila Medici e colocado no jardim.

5) Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença? CONHEÇA O OBELISCO

O Obelisco é um dos monumentos mais antigos da Toscana e foi construído antes mesmo do nascimento da cultura etrusca, berço da sociedade toscana e de toda a Itália central. Outros itens que chamam atenção no jardim são os limoeiros! Há plantas de todos os tipos e é uma mais linda que a outra! O Jardim dos Cavaleiros também chama atenção por suas pequenas moitas bem cortadas e simétricas.

Os detalhes e vistas do jardim para o Palácio Pitti e vice-versa, são capazes de não nos deixar indiferentes, tamanha beleza que nos proporcionam. A melhor época do ano para visitar essa pequena joia Toscana é, claro, na primavera quando as flores renascem, o verde dos jardim fica ainda mais vivo e o clima ameno completa uma experiência que, com certeza, será única e inesquecível! O contato com a natureza de uma forma tão genuína e a chance de presenciar peças históricas importantes e que contribuíram para a história de Florença e da Toscana, vai te fazer sair de lá com uma sensação de querer sempre voltar, pois seus olhos, com certeza, encontrarão algo novo a descobrir toda vez que retornar a esse lugar mágico!

Informações Úteis



Assista esse vídeo e saiba: Onde comer barato em Florença? Se inscreva em nosso canal e recebe mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Vamos conhecer o Jardim de Boboli em Florença? Florença é uma das cidades mais bonitas e ricas, historicamente, do norte da Itália. É uma cidade para se visitar com calma, com um olhar atento e que nos oferece um incrível detalhe a cada passo. As igrejas, palácios, fontes e jardins, encantam os visitantes e conta um pouco da história desse lugar tão impressionante! O Jardim de Boboli não é exceção: te transporta para uma época antiga de forma discreta, gentil e te guia por caminhos de beleza e valor histórico imensuráveis. Se estiver em Florença não deixe de conhecer os Jardins de Boboli, você vai se surpreender!

E se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!