Burrata o tradicional queijo da Puglia

A Burrata é deliciosa, cremosa, leve e hoje vamos saber um pouco mais sobre esse queijo tão único!

0 670

Burrata o tradicional queijo da Puglia

A Burrata é um dos queijos mais famosos da Itália. Desembarcou no Brasil com força total em 2013 e caiu nas graças do povo devido à sua leveza, sabor e textura únicos! A Burrata é típica da região da Puglia e hoje vamos saber mais sobre essa joia em forma de queijo. Vamos ao nosso post do dia? Burrata o tradicional queijo da Puglia. Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Antes de tudo: o que é a Burrata? A Burrata é um queijo fresco feito com leite de vaca de textura em pasta, cremosa e com um formato arredondado. Sua aparência externa é semelhante à da mozzarella e sua consistência é suave, com um sabor bem característico: fresco, delicioso. Leia também Vamos conhecer as 10 melhores vinícolas da Puglia?

A Criação da Burrata

A criação da burrata é o resultado da sábia arte láctea da Apúlia, em particular à cidade de Andria. Diz-se que em uma antiga fazenda, nas primeiras décadas do século passado, Lorenzo Bianchino inventou a burrata de Andria. Tudo teria começado por causa de uma forte nevasca, que o impediu de transportar. Para não perder sua produção, ele precisou pensar rápido e encontrar uma maneira de utilizar o leite para evitar um possível prejuízo. Assim, o leite, com o passar das horas, se transformou em um creme naturalmente e, seguindo o conceito de produção da mantéche, (invólucros utilizado para fazer manteiga), ele tentou fazer um produto fresco com o mesmo princípio e assim teria nascido a Burrata. O Sr. Bianchino pensou em misturar os resíduos do processamento dos filados de massa com um pouco de creme e embrulhar tudo em um invólucro também feito de filata de massa: estava feito! O sabor foi surpreendente e agradou quem o provou. Leia também Quais são os 10 lugares imperdíveis da Apúlia?

A Stracciatela

O conjunto de creme e “filamentos” de pasta fiada do leite é chamado stracciatella. A stracciatela deriva dos métodos de preparação do queijo e é feito à mão, para que a massa não fique compactada. O peso do queijo varia de 100 a 1000 gramas e apresenta uma aparência branca. A consistência do “recheio” é de uma massa desgastada e esponjosa imersa no creme, extremamente cremosa. A forma é de uma bolsa redonda, com um fechamento apical característico. O aroma oferece toques agradáveis de lática fresca ou cozida, manteiga e creme, em uma mistura de cheiros muito agradável. Seu sabor é de notas doces, com toques de sala e um pouco ácido, tudo muito bem equilibrado.

Conheça as Etapas da Produção da Burrata

A burrata é produzida durante todo o ano, e o método estritamente artesanal envolve as seguintes etapas:

Aquecimento do leite

A produção de Burrata começa com a pasteurização do leite cru na caldeira a uma temperatura que pode variar entre 35 ° e 37 ° C

Acidificação

O leite é fermentado naturalmente com fermentos selecionados, enxerto de leite ou soro; pode-se também utilizar ácidos alimentares industriais, como ácido cítrico ou láctico para que se obtenha um pH em torno de 6,1-6,2.

Coagulação

Com a adição de coalho, a intenção é que a coagulação do leite se dê em alguns minutos. Após a coagulação, a coalhada é dividida para se obter grãos do tamanho de uma avelã. Após o intervalo necessário, segue-se um período de descanso para que o soro de separe naturalmente e para que a coagulação incorpore o sabor levemente ácido que é uma das características desse queijo.

Fiação

Depois do período de maturação, logo após a coagulação, a coalhada é centrifugada com água fervente, e, caso necessário, é nessa hora que entra o sal.

Formação e Resfriamento

Quando trabalhada adequadamente, a massa do queijo deve ser reduzida em tiras, para depois ser resfriada em água e depois “desgastada”, formando uma massa esponjosa que, quando misturada com o creme líquido, será o recheio do Burrata. A parte restante da massa é forjada em sacos que são preenchidos com a mistura previamente preparada e moldadas. Depois, a forma é selada – com cuidado para não romper a película – com água fervente e/ou amarrada ao pescoço com fios. Depois deve levar, imediatamente, um choque térmico de água para que fique na forma pretendida.

Salga

A fase de salga pode ocorrer por imersão em salmoura após o resfriamento ou em pasta durante a fiação. Depende muito de quem a prepara e não há um modo “correto”: o processo, tanto durante quanto depois, deixa o queijo com um sabor incrível.

Embalagem

A Burrata é embalada com um pré-embrulho característico, colocada em sacos plásticos para alimentos, embrulhado em papel plastificado e amarrado no ápice com hastes de ráfia para uso alimentar; pode ser também fechada a vácuo. O tamanho de cada embalagem pode variar entre 100 e 1000 gramas e, depois de pronto, o queijo dever ser armazenado a uma temperatura entre 4 ° e 6 ° C. A embalagem também pode ser feita em bandejas, onde o queijo é imerso no liquido de acordo com determinação do Ministério da Agricultura Italiano.

Em novembro de 2016, a Burrata di Andria obteve o reconhecimento da indicação geográfica protegida (IGP) por parte da União Europeia. A produção é permitida em todo o território regional, mas o leite de vaca com o qual é produzido deve atender a certas características organolépticas. O IGP também exige que algumas fases de produção sejam estritamente reguladas. O selo IGP da produção é protegido pelo Consórcio Burrata di Andria.

Bom saber

Várias variantes deste queijo estão incluídas na lista de produtos agroalimentares italianos tradicionais, os famosos P.A.T, do Ministério de Políticas Agrícolas e Florestais Agrícolas (Mipaaf), com os seguintes nomes: Burrini e búfala burrata (Campânia); Buffalo burrata (Lácio) e Burrata (Apúlia). Mas são o mesmo estilo de queijo.

Na culinária ela é utilizada em diversos pratos: pizzas, massas, com pão – como antepasto, temperada com azeite, e até mesmo sem nenhum acompanhamento, a não ser uma boa taça de vinho. Por falar em vinho, o melhor vinho para harmonização com a Burrata é o Primitivo di Manduria, um vinho tinto DOC, delicioso, produzido em Taranto.

Onde fazer Degustações?

Veja minhas dicas e conselhos para você fazer uma degustação.


Assista esse vídeo e saiba: Como planejar a sua viagem para Itália? Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)

GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Burrata o tradicional queijo da Puglia. Versátil, a Burrata é um dos queijos mais democráticos do mundo. Não é difícil de agradar aos paladares mais exigentes, pois é um queijo extremamente saboroso, mas leve ao mesmo tempo, e é fácil de combiná-lo com diversas preparações e frios. E se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!