Coronavírus na Itália: viajar sim ou não?

O que preciso saber para viajar, ou não, para a Itália durante esse período? Aqui você encontrará informações atuais, úteis e de fontes seguras da Itália! Assim você poderá pensar melhor se deve ou não viajar para a Itália nesse período passageiro.

12 15.189

Coronavírus na Itália: viajar sim ou não?

O Coronavírus se espalhou pelo mundo com uma velocidade assustadora, mesmo não sendo um dos vírus mais letais existentes na atualidade, o que mais assusta é o fato de ser um vírus que não é fácil de cuidar, porém, não é impossível e, embora tenha feito milhares de vítimas, muitos se curaram e tantos outros nem apresentaram sintomas do vírus, mesmo estando infectados. Hoje vamos fazer uma geral na atual situação italiana em relação ao já famoso Covid-19. Vamos ao nosso post do dia: Coronavírus na Itália: viajar sim ou não? Fique com a gente e se mantenha informado aqui no Viajando para Itália.  Leia também nosso novo Post: O que fazer em casa no período de quarentena?

Notas

  • O objetivo do nosso post não é criar alarmismo, e sim manter a todos informados por fontes seguras diretamente da Itália! Nosso post traz informações importantes e necessárias para que você possa tomar a melhor decisão sobre viajar ou não para a Itália nos próximos meses.
  • As informações desse post foram atualizadas em 02 de Abril de 2020.

Importante Saber

  • Com as medidas severas do governo italiano e com a chegada da primavera e o verão se aproximando, estamos tentando ser otimistas de que tudo tende a melhorar, pois há maior circulação de ar nos lugares que, hoje – por causa do frio – ficam fechados.
  • Existe uma movimentação dos guias de turismo e dos próprios turistas que estão viajando, eles estão postando as notícias da situação em tempo real na Itália. Caso você queira seguir esse movimento para se manter informado siga as hashtags das principais cidades italianas: #romerightnow – #milanrightnow – #florencerightnow.
  • As informações contidas nesse post podem sofrer alterações, pois a Itália está constantemente atualizando medidas e informações, por isso, estaremos atualizando – sempre que possível – tudo através do nosso instagram. Se informe aqui: instagram.com/viajandoparaitalia

1) Coronavírus na Itália: viajar sim ou não? LEIA O DECRETO E SE MANTENHA INFORMADO

Determinação do Governo Italiano

Bom, na noite do dia 11/03/20 o primeiro ministro italiano Giuseppe Conte, anunciou um novo decreto com validade até 25 de Março, porém novas medidas já foram tomadas para conter o Coronavírus. A situação não estará normalizada na metade de abril. O decreto atual está em vigor até dia 13/04 e, muito provavelmente, será prorrogado por mais 15 dias (pelo menos). As informações que chegam em relação à Itália nesse momento para o mundo, são as informações que temos também. Não há previsão de normalização. Ainda teremos que ficar em casa, porém foram liberadas curtas caminhadas perto de casa, óbvio, sempre seguindo a regrinha de não aglomerar! No mais pessoal: tudo na mesma os locais permanecem fechados.

Boas notícias?

Temos também! Apesar dos números ainda serem altos, os casos estão diminuindo. Mesmo que seja um número pequeno, é de grande significância para a Itália. O pico já passou, e estamos no final da primeira fase de contenção, amanhã entraremos na segunda e, provavelmente, dia 13, entraremos na terceira fase! Estamos bem confiantes, vai dar tudo certo!

Reforçando

A quarentena funciona muito bem, portanto – vocês aí no Brasil – permaneçam em casa, O.K. ?!? Se proteja! Proteja sua família! Proteja sua sociedade! Vamos ficar bem, mas precisamos nos unir!

Está PROIBIDA a abertura dos seguintes estabelecimentos:
  • Cabeleireiros, centros de beleza, lojas, bares, restaurantes, pubs e shoppings, além de todos os estabelecimentos considerados ‘não prioritários’, ou seja, que não prestem serviços básicos. Entrega em domicílio de comida e outros itens é permitida.
  • Podem funcionar, sempre respeitando os decretos anteriores: postos de gasolina, farmácias, serviços públicos essenciais, incluindo transporte e escritórios públicos; fábricas, atividades dos setores agrícola, zootécnico e agro-alimentar, incluindo as cadeias de suprimentos que oferecem bens e serviços com relação a essas atividades, como açougues, supermercados e padarias; editoras, bancas de jornal e tabacarias também poderão funcionar.

Segundo o premier, “se os números continuarem a crescer, o que não é de forma alguma improvável, isso não significa que teremos que nos apressar em lançar novas medidas. Não teremos que correr cegamente em direção ao abismo. Teremos que ser claros, responsáveis”.

Ele ainda acrescentou: “também indicarei um comissário delegado para fortalecer a resposta das estruturas hospitalares: ele terá amplos poderes (…) e trabalhará para fortalecer, acima de tudo, a produção, a distribuição de equipamentos para terapia intensiva e sub-intensiva. O comissário será Arcuri, que coordenará tudo com o Dr. Borrelli”.

Os últimos decretos, ainda válidos, você encontra logo a seguir:

Hoje o quadro é de CONTROLE SEVERO NA ITÁLIA, TODA A ITÁLIA FOI CONSIDERADA ZONA VERMELHA ATÉ O DIA 03/04/20! PODENDO SER PRORROGADO!!! Leia a seguir Decreto Italiano na íntegra sobre o COVID-19.

Decreto Italiano na Íntegra sobre o COVID-19

Entenda como a Itália estava dividida antes

Antes do Decreto a Itália estava dividida em quatro partes antes do decreto: zona vermelha (ver lista abaixo); a zona amarela (províncias de Pesaro-Urbino e Savona); as províncias de Bergamo, Lodi, Piacenza e Cremona; e, por fim, o resto do território nacional.

Zona Vermelha

A situação está sendo extremamente bem monitorada e as autoridades de saúde estão agindo muito rápido em caso de alarme. As informações passadas à população são claras e precisas e, continuadamente, atualizadas de maneira muito eficiente. Domingo foi confirmada a ampliação da Zona Vermelha nos seguintes locais (toda a região da Lombardia) que depois se estendeu a toda Itália:

  • Modena e provincia (Emilia-Romagna)
  • Parma e provincia (Emilia-Romagna)
  • Piacenza e provincia (Emilia-Romagna)
  • Reggio Emilia e provincia (Emilia-Romagna)
  • Rimini e provincia (Emilia-Romagna)
  • Pesaro e provincia (Marche)
  • Urbino e provincia (Marche)
  • Veneza e provincia (Veneto)
  • Padova e provincia (Veneto)
  • Treviso e provincia (Veneto)
  • Asti e provincia (Piemonte)
  • Alessandria e província (Piemonte)

Zona Amarela

As medidas são: eventos e competições esportivas suspensos, no entanto, o decreto permite que as competições sejam realizadas a portas fechadas, ou seja, sem público. Todos os eventos “não comuns”, incluindo eventos culturais, recreativos, esportivos e/ou religiosos – o que inclui cinemas, teatros, discotecas etc. também estão suspensos. A abertura dos locais de culto será condicionada e será necessária a adoção de medidas organizacionais para evitar aglomerações de pessoas. As escolas permanecerão fechadas.

Os museus serão abertos com a condição de que seja organizada a entrada de pessoas em pequenos grupos. Bares e restaurantes poderão realizar os serviços com a condição de atender apenas clientes nas mesas e os clientes terão que ficar a, pelo menos, um metro de distância um do outro; haverá também uma limitação do acesso dos visitantes às instalações hospitalares.

Províncias de Bergamo, Lodi, Piacenza e Cremona

Os grandes shoppings centers devem fechar durante os finais de semana. Academias, centros esportivos e SPAS permanecerão fechados na Lombardia e na província de Piacenza.

Resto do Território Nacional

As medidas de prevenção são publicadas de acordo com a necessidade. Álcool gel passa a fazer parte de itens obrigatórios para a higiene das mãos e serão disponibilizadas em prédios da administração e locais abertos ao público. Os prefeitos informarão aos cidadãos como funcionarão as instalações comerciais. As empresas de transporte público tomarão medidas extraordinárias de higienização e, nos procedimentos competitivos, serão tomadas medidas para reduzir os contatos entre os envolvidos. Qualquer pessoa que retorne da China ou da zona vermelha italiana deve notificar as autoridades sanitárias do local.

Para acompanhar os dados e o mapa do contágio do coronavírus na Itália
 clique aqui! e/ou clique aqui

2) Coronavírus na Itália: viajar sim ou não? INFORME-SE SOBRE AS COMPANHIAS AÉREAS E PACOTES DE VIAGENS

Em relação às companhias aéreas que realizam voos saindo do Brasil, pedimos que se informe com a sua companhia aérea o quanto antes, é importante verificar se houve ou não mudanças.

Política de cancelamento de voos no Brasil

De acordo com o PROCON as cias aéreas no Brasil (bem como agências de viagem), têm obrigação de negociar uma alternativa com consumidor, como uma restituição imediata do valor pago ou disponibilização de outras opções de viagens. Mas, se o turista tiver adquirido um pacote ou um produto diretamente de empresas com sede na Itália, as regras brasileiras não se aplicam e possíveis cancelamentos/reembolsos/alteração de datas, devem ser tratadas diretamente com a empresa que prestou o serviço. Minha dica PROCURE O PROCON, se informe!!!

Cancelamento dos pacotes de viagens, cruzeiro e voos…

A frustração de não viajar mais vem acompanhada do risco de prejuízo e a discussão de quem deve arcar com ele numa situação imprevisível e de força maior pode gerar acordo mais também conflitos. Segundo o vice-presidente da Comissão Direito do Consumidor OAB/SP, Arthur Rollo a situação é de negociação, pedindo adiamento da viagem, ou mudança do destino ou devolução (cada lado perderá seu percentual). Se ambas as partes não chegarem a um acordo a questão irá parar no Poder Judiciário e nem sempre será agradável para ambos os lados.

Saiba aqui como solicitar reembolso de bilhetes de trem Itália com a Italo!
Saiba aqui como solicitar reembolso de bilhetes de trem Itália com a Trenitalia!

3) Coronavírus na Itália: viajar sim ou não? MANTENHA-SE INFORMADO SOBRE AS ORIENTAÇÕES DO GOVERNO ITALIANO

Se você decidir viajar depois do período do decreto siga todas as orientações do governo italiano: o que é recomendado para os viajantes?

  • Esteja vacinado contra a gripe sazonal por, pelo menos, duas semanas antes da viagem para facilitar o diagnóstico em caso de sintomas.
  • Evite visitar mercados de alimentos frescos de origem animal e animais vivos, evite o contato com pessoas com sintomas respiratórios e lave as mãos com frequência.
  • Se uma pessoa desenvolver sintomas respiratórios (tosse, dor de garganta, dificuldades respiratórias) enquanto estiver em áreas de risco na Itália, NÃO VÁ AO HOSPITAL. Ligue para 112 (ou 118) e informe as autoridades.
  • Sempre reforçando: lave bem as mãos por, pelo menos, 20 segundos; evite tocar boca, olhos e nariz; evite aglomerações; cubra boca e nariz quando for espirrar ou tossir utilizando lenço descartável e o jogue no lixo imediatamente.

Para outras informações sobre o coronavírus leia também nossos Posts:

Movimentação pelo País

Conforme previsto no último decreto a movimentação pelo país pode ser feita somente em três casos e sempre com a auto declaração de saúde:

  1. Motivos de trabalho comprovados e justificados;
  2. Motivos de saúde; e
  3. Caso de extrema necessidade, como emergências comprovadas.

Nas estações de trem que ainda estão abertas, fronteiras e ônibus que cruzem a fronteira entre uma região e outra, para cidadãos italianos e turistas, também há a necessidade de preencher uma auto declaração de saúde que deverá o motivo do deslocamento e poderá ser verificada com um rápido controle sanitário pelas autoridades. Reforçamos que o transporte público pode ser utilizado, mas dentro dos meios, também é necessário respeitar a distância de um metro de distância dos outros passageiros.

Atenção

  • Dê informações precisas! Em caso de falso testemunho há sanções como prisão de até três meses e multa de 206 reais.

Auto Declaração para Deslocamento

Para quem precisa se deslocar na Itália, você pode encontrar o modelo de auto declaração no link abaixo. E lembre-se de que você precisa justificar o motivo da viagem e tem que renová-la a cada deslocamento.

www.interno.gov.it/sites/default/files/allegati/modulo_autodichiarazione_10.3.2020.pdf

4) Coronavírus na Itália: viajar sim ou não? A DECISÃO É SUA!

Fica a seu critério! Infelizmente não podemos dizer com precisão como estará a situação na Itália nos próximos meses, assim como o Brasil, pode ser que tudo seja contido rapidamente e pode ser que a situação se agrave. Evidente que esperamos que esse problema seja contido o mais rápido possível, não só na Itália, mas no mundo todo, porém é impossível ter uma previsão do que pode acontecer nas próximas semanas. Acompanhe as notícias, observe seu estado de saúde de tome sua decisão. Tenha certeza de que você sabe qual é a melhor opção para você e sua família/amigos. Aqui queremos o seu bem estar.

  • Lembro novamente: com a chegada da primavera e o verão se aproximando, todos estão bem otimistas de que tudo tende a melhorar, pois há maior circulação de ar nos lugares que, hoje – por causa do frio – ficam fechados.
  • Na China, país onde tudo começou os números trazem um alento. As boas novas é que o país teve o menor número de novos casos num único dia desde que a doença surgiu.

Nosso Cuidado com você 

Não tome decisões precipitadas! Lembre-se de que com a entrada da primavera, tudo tende a melhorar. Estamos acompanhando as notícias, alertas e informações para manter nossos clientes e leitores a par de toda a situação.  O governo italiano pediu aos turistas que tenham compreensão no caso dos aeroportos, estações de trem ou outros acessos que necessitem ser fechados repentinamente, ou se no caso, o funcionamento de tudo fique mais lento. O governo italiano está fazendo o seu melhor na contenção do vírus, mas precisa da ajuda de todos – locais e turistas – para que suas medidas sejam efetivas.

FONTES: Ministério da Saúde Italiano, Ansa, Corriere Della Sera, La Stampa, La Repubblica.

Conheça um pouco mais do Covid-19

O Covid-19 se espalhou pelo mundo com a velocidade da luz, mas o que aconteceu? Por que chegamos a esse ponto? Como está a Itália no meio desse furacão? O que diz o ministério da saúde italiano? Enfim, vamos falar um pouco sobre o vírus, como se prevenir e vamos te dar algumas alternativas caso você decida prosseguir viagem para Itália diante de toda a situação.

Afinal: o que, de fato, é o Covid-19?

Os Coronavírus, batizado de Covid-19 (palavras reduzidas para Corona, Vírus e Doença – com o ano do primeiro caso registrado) são uma grande família de vírus conhecidos por causar doenças que variam de um simples resfriado a doenças mais graves, como a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers) e a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars). Eles são vírus de RNA (Ácido Ribonucleico) de cadeia positiva, com aparência de coroa (dai o nome de ‘corona’) sob um microscópio eletrônico. O novo Coronavírus (nCoV) é uma nova cepa de Coronavírus que nunca foi identificada anteriormente em humanos. Foi chamado também de Sars-CoV-2 (anteriormente 2019-nCoV), e foi identificado em Wuhan, na China, em dezembro de 2019.

O que o diferencia de uma gripe comum?

A principal diferença entre o Coronavírus e a gripe “normal” já conhecida, é que em 20% dos casos, o Coronavírus apresenta sintomas que podem ser considerados graves, e que exigirão tratamento médico, sendo que, em alguns casos, é necessária a internação do paciente. Mas é importante lembrar que o vírus é mais comum em pessoas idosas, crianças e pessoas que já tenham problemas respiratórios ou doenças crônicas. Os sintomas em uma pessoa saudável, especialmente adultos, são – geralmente – leves, porém não devem ser ignorados.

O grande problema do Covid-19 é que ele NÃO é um vírus fácil de cuidar, mas como dissemos: não é impossível e há muitos casos de cura. Para tornar a situação ainda mais complexa do que a de uma gripe, há dois fatores adicionais: a ausência de uma vacina que permita proteger a população e sua capacidade de facilitar o desenvolvimento de uma pneumonia por parte do infectado, sendo que pode ser uma pneumonia viral ou não viral, e sim bacteriana, o que pode comprometer o tratamento.

Fake News

Alguns veículos de comunicação disseram que há uma “versão italiana” do vírus: NÃO É VERDADE! O vírus é o mesmo registrado em várias partes do mundo e, por isso, é importante que os governos tenham um excelente plano de contenção do vírus, embora não seja um trabalho fácil, pois é praticamente impossível saber, com exatidão, com quantas pessoas um infectado teve contato.

Qual é a forma de contágio?

A principal forma de contágio são as gotículas de saliva das pessoas infectadas, como tosse e espirros, além de contatos pessoais diretos (beijos) e contato com as mãos, ou seja, mãos que “receberam” espirros ou tossidas e não tenham sido higienizadas. Por isso é importante evitar tocar boca, nariz e olhos. Os primeiros sintomas como febre alta persistente por mais de dois dias, dor no corpo, tosse seca e dificuldade para respirar, podem surgir em até 14 dias após o contágio.

O que é a quarentena? E o isolamento?

A quarentena é um período de observação para casos suspeitos e dura cerca de 14 dias, que é o tempo que o vírus demora para começar a manifestar os sintomas, além dos exames que comprovam a presença do vírus ou não. Já o isolamento é realizado para evitar que o paciente passe o vírus para mais pessoas e pode ser feito, também, em casa quando o caso apresentar sintomas leves.

É importante manter o paciente em um quarto individual e ventilado e ficar a, pelo menos, um metro de distância de outras pessoas; se possível, utilizar máscaras de proteção. Lembrando que as máscaras de proteção são aconselhadas para quem esteja com algum problema respiratório e deve ser trocada a cada 2 horas! É aconselhável também não receber visitas, evitar circular em áreas comuns da casa como banheiro, sala e cozinha, lavar as mãos, não compartilhar toalhas, roupa de cama, copos, talheres ou qualquer outro item que possa ter tido contato com a saliva do paciente, tossir e espirrar em lenços descartáveis, higienizar bem as mãos e usar álcool gel.

Como posso me prevenir?

Evitando lugares fechados com grandes aglomerações, lavando as mãos por 20 segundos sempre que voltar da rua, ou tocar em superfícies públicas (corrimão, portas de elevador, etc); evitar levar mãos ao nariz, boca e olhos quando estiver na rua; utilizar álcool gel frequentemente sempre que não puder ter acesso à água e sabão; manter-se hidratado e se alimentar bem, para aumentar a imunidade.


Assista esse vídeo e saiba: Posso mudar a data do bilhete de trem na Itália? Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

O objetivo do nosso post não é criar alarmismo, e sim manter a todos informados por fontes seguras diretamente da Itália, até porque torcemos para que, logo, tudo esteja mais tranquilo (estão trabalhando para isso), porém lembre de estar sempre atentos as notícias e ao nosso Instagram, pois estamos atualizando as informações de acordo com as notas oficiais dos órgãos de saúde italianos responsáveis por essa questão.

Se você ainda tem a intensão de vir a Itália no futuro, podemos juntos, fazer um roteiro alternativo para você! Não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!