Vamos conhecer Rovigo no Vêneto?

A cidade, localizada entre dois grandes rios Adige e Pó, talvez seja a capital provincial menos conhecida, mas não deixa nada a desejar às mais famosas. Hoje vamos conhecer a deliciosa Rovigo.

0 781

Vamos conhecer Rovigo no Vêneto?

Capital da Província homônima, Rovigo se apresenta de forma simples, simpática, acolhedora, mas muito refinada. Rovigo fica na região de Vêneto e, com seus ares de cidade de conto de fadas, faz nosso coração balançar. Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Rovigo é uma província e, sua capital homônima, fica na região de Vêneto. Possui cerca de 250 mil habitantes e, ao norte, faz fronteira com as províncias de Verona, Pádua e Veneza; a oeste com a província de Mântua (na Lombardia), e ao sul com a província de Ferrara (na Emília-Romagna), já ao leste, encontramos o mar Adriático. A zona é a da Polesina e é acariciada pela brisa que vem do mar, com um toque dos rios Pó e Adige.

1) Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? VISITE O TEATRO SOCIAL

Começamos pelo Centro Histórico de Rovigo. Facilmente pode ser explorado a pé e a maioria dos monumentos está concentrada perto um do outro. Caminhando por ali, você se depara com as praças mais importantes da cidade, bem como a Piazza Garibaldi, onde você pode ver o belo Teatro Social de estilo neoclássico. Construído entre 1817 e 1819, atualmente o Teatro Sociale acolhe uma popular temporada de apresentações incluindo leituras, óperas, apresentações de danças e muito mais. Hoje, somente a bela fachada e o foyer permanecem do original teatro, pois um incêndio, em 1902, destruiu o belo salão construído, que era praticamente feito todo em madeira para as necessidades acústicas. O teatro foi imediatamente reconstruído, mantendo a fachada neoclássica e o foyer com afrescos, mas o salão foi reerguido em concreto armado, foi testado, e se mostrou ideal para a acústica do local.

2) Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? VISITE AS TORRES DE ROVIGO

Já na Piazza Giacomo Matteotti, o destaque é a Torre Donà, emblema da cidade, e a Torre Mozza; vestígios da antiga fortificação medieval nos dá uma ideia da imponência de tempos atrás. O caminho refaz os vestígios das antigas muralhas e é muito interessante. Os vestígios do Castelo e as torres de defesa, também oferecem a Torre Grimani, famosa por seu leve declive, embora, desta, a parte superior tenha desabado; é também chamada de a torre côncava.

3) Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? VISITE O PALAZZO RONCALE

Siga para a Piazza Vittorio Emanuelle II, onde você encontra a coluna com o Leão de San Marco que lembra a presença da Sereníssima na região. Essa praça é também o principal ponto de encontro da cidade, que é cercada elegantes palácios nobres, como o Palazzo Roncale, do século XVI, com entrada gratuita, mas é necessário fazer reserva, e também acessível como uma visita guiada. O Palazzo Roncale abriga uma coleção de móveis de época, esculturas e tapeçarias e a coleção de artistas do século XX da Fundação da Caixa Econômica de Pádua e Rovigo.

4) Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? VISITE A IGREJA DA BEATA VERGINE DEL SOCCORSO

Algumas igrejas, dentre as tantas presentes na cidade, merecem uma visita. A Igreja da Beata Vergine del Soccorso, também conhecida como Rotonda, é um dos locais de culto mais importantes de Rovigo. A igreja se apresenta em forma octogonal e é fascinante, mas seu interior a verdadeira pérola do lugar. Foi construída para preservar a imagem de Nossa Senhora considerada milagrosa, possui paredes decoradas com afrescos e telas e, de fato, sua beleza impressiona!

5) Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? VISITE A CATEDRAL DE ROVIGO

Imperdível também é a Catedral de Rovigo, que foi construída por volta do ano 1000 e reconstruída em 1461 e 1696. Na verdade, a fachada nunca foi concluída, embora, ao longo dos séculos, muitas vezes se pensou em como poderiam concluir a obra, mas os diversos projetos apresentados nunca se concretizassem. Dedicada a Santo Estevão apresenta uma única parede de tijolo com seu portal do século XIX e uma estátua de Jesus colocada no nicho acima dele. O interior preserva inúmeras obras de arte preciosas, incluindo, no altar do transepto esquerdo, o “Cristo Ressuscitado” de Palma, o Jovem.

6) Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? VISITE A IGREJA DE SAN FRANCESCO E GIUSTINA

Outra igreja que vale a visita é Igreja de San Francesco e Giustina; é uma das principais igrejas de Rovigo e passou por inúmeras reformas ao longo dos séculos. A fachada sofreu alteração pela reestruturação do século XIX, mas assim que você virar a esquina você já avista o traçado românico-gótico deste enorme complexo religioso que datam dos anos 1300 e 1430, além da torre do sino, de 1520. O interior abriga muitas obras de arte preciosas, e chama atenção a “Pietà” de Tullio Lombardo, que fica no terceiro altar, à esquerda.

7) Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? VISITE O PALÁCIO ROVERELLA E OS MUSEUS

Outro belo ponto turístico é o Palácio Roverella. O Palácio é uma das mansões mais bonitas de Rovigo e hoje abriga a galeria de arte moderna da cidade, muito importante para a região de Veneto.  Aqui você encontra a galeria de fotos da Accademia dei Concordi, que organiza prestigiadas exposições contemporâneas. Não deixe de visitar também o Museu dos Grandes Rios. No antigo Mosteiro Olivetano de San Bartolomeu, fica um museu que é perfeito para visitar se você estiver com crianças. O Museu dos Grandes Rios está repleto de maquetes e instalações multimídia que contam a região Polenisa e apresenta material desde a Idade do Bronze até Renascimento.

O que visitar nos arredores de Rovigo?

A área Polesina é uma região histórica entre o Adige e o Pó até o Delta do Adriático e que hoje está inteiramente incluída na província de Rovigo. Você encontra também muitos canais e pequenos vales, que foram construídos pela República de Veneza durante seu domínio. As estradas que cruzam essas planícies são construídas nas margens e seguem o curso sinuoso dos cursos de água. Uma dica: faça o percurso de bicicleta.

Parque Natural do Delta do Pó

O Parque Natural do Delta do Pó fica dividido entre as províncias de Ferrara e Rovigo, e é o orgulho da região.

Fratta Polesine

Outro lugar muito encantador em Fratta Polesine, a 15 km de Rovigo, é a Villa Badoer, um Patrimônio Mundial da UNESCO e uma das mais belas vilas da região.

Sacca degli Scardovari

Para vistas inesquecíveis, visite Sacca degli Scardovari que é a maior lagoa formada pelas águas do Pó. Além da lagoa, você encontra locais de recuperação de terras com ruínas e casas de fazenda imersas em uma planície esplendida! DICA: coma os mexilhões fritos! São imperdíveis!

A cidade de Adria

A cidade de Adria é outro local perto de Rovigo que merece destaque! Seu antigo centro histórico acompanha a evolução do Delta do Pó garantindo o comércio fluvial na época grega e romana, e protegeu a cidade das invasões bárbaras. Hoje é a porta de entrada para o Parque Natural do Pó.

Rosolina Mare

Um dos lugares mais turísticos da área é Rosolina Mare. Fica na foz do Pó e ‘encara’ o Mar Adriático. A lagoa Caleri é um local privilegiado para observar aves migratórias e sedentárias, incluindo os belos flamingos rosados. É aqui que você encontra as aldeias mais bonitas do Vêneto, sem sombra de dúvida.

A História de Rovigo

Antiga, o primeiro documento sobre a cidade data de 24 de abril de 838, onde Rovigo é definido em latim como uma vila, a Villa Rodigo que, naquela época, era uma aldeia rural. Em 920, o bispo de Adria Paolo Cattaneo mandou erguer uma fortificação nas margens do Adigetto, transferindo para lá a sede do bispado. Esta primeira fortificação foi concluída em 954 e, depois, foi seguida pela construção das muralhas durante o período Este, entre os séculos XII e XV.

Vamos conhecer Rovigo no Vêneto?
ROVIGO ANTIGA: 1754 – Fonte: Acervo do Comune di Rovigo.

Um pouco mais da História de Rovigo…

O domínio Este de Rovigo, que durou por quase três séculos, foi oficializado pelo Sacro Imperador Romano Henrique VI em 1194, com o Conde Azzo VI e depois com Obizzo II d’Este. Posteriormente, o território foi disputado pela República de Veneza que, no século XV, começou a se expandir. Durante a Guerra do Sal, os venezianos entraram em Rovigo no ano de 1482 e ali ficou até o período franco-austríaco (1797-1866). A presença dos antigos venezianos, etruscos e depois romanos é certa, ainda que a fundação remonte ao século 19, e não faltam provas desta importante presença: a torre do castelo, hoje conhecida como torre Donà, com 66 metros de altura, é uma das mais altas torres medievais italianas, foi quase certamente a torre de alvenaria mais alta da sua época.

Durante seu domínio, a República de Veneza queria impressionar e deixar sua marca. Para isso construiu a Piazza Maggiore (a atual Piazza Vittorio Emanuele II), a torre cívica e a coluna com o Leão de San Marco, que datam de 1519. No início do século XIX, logo após a queda da República de Veneza e o estabelecimento do domínio francês, Rovigo foi renovado e ganhou impulso social e cultural, se tornando essa cidade incrível que conhecemos hoje! DICA: Para acessar o mapa para impressão, clique CLIQUE AQUI!


Mapa com as atrações de Rovigo

Vamos conhecer Rovigo no Vêneto?
Fonte: Comune di Rovigo

Assista esse vídeo e saiba: Fazer uma viagem perfeita para Itália? Como funciona a consultoria da Ana Patrícia? Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Vamos conhecer Rovigo no Vêneto? A cidade não é grande, mas agrada quem a visita e oferece várias opções de passeio entre praças, igrejas, museus, torres e portas medievais, Rovigo vai conquistar seu coração. E se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!