Quais são os melhores passeios de trenzinho na Itália?

O trem é um dos meios de transporte mais antigos do mundo e, aqui na Itália, ele é muito utilizado e há inclusive os famosos trenzinhos, que são históricos, fazem trajetos lindíssimos e você os encontra por todo o país. Vamos saber mais?

0 731

Quais são os melhores passeios de trenzinho na Itália?

Onde estão os apaixonados por trenzinhos aqui? O passeio de trem é delicioso, especialmente se estivermos com crianças, que adoram uma Maria fumaça! Hoje trago para vocês um post bem especial sobre os melhores passeios de trenzinho na Itália. Leia agora nosso post: quais são os melhores passeios de trenzinho na Itália? Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

O trem é um dos meios de transportes mais difundidos na Europa e, claro, na Itália isso não seria diferente. Os trens na Itália estão cada vez mais modernos e a expansão de suas linhas está em constante crescimento, porém, sendo um dos países mais históricos do mundo, a Itália possui também as linhas turísticas, com seus trenzinhos que fazem trajetos lindos, cheios de beleza e te levam para a descoberta de lugares, de fato, incríveis. Para saber tudo sobre trens na Itália, clique aqui!

Projeto Binários Atemporais

A Itália possui um projeto fantástico chamado Binari Senza Tempo (Binários Atemporais, em tradução livre). Como citamos anteriormente, a Itália possui inúmeros passeios com trenzinhos antigos, especialmente nas cidades menores, e é difícil escolher o mais bonito, mas os trajetos que os trens deste projeto cobrem, sem nenhuma dúvida, podem entrar na lista de passeios que valem a pena. Gente: é importante que vocês saibam que alguns trens turísticos, em algumas localidades, NÃO FUNCIONAM O ANO TODO, somente durante o verão.

Para hoje trago cinco, dos dez trajetos mais bonitos de passeios de trenzinho pela Itália. Nesta lista, todos fazem parte do projeto de Binari Senza Tempo e todos eles são trens históricos.

1) LA FERROVIA DEL SEBINO (LOMBARDIA)

Aqui encontramos um pequeno trem e um trem de carga. A construção desta ferrovia foi iniciada em 1874 e concluída em 1876, pela Society for Railways da Alta Itália. Seu objetivo inicial era conectar e facilitar o transporte entre as indústrias de ferro e aço do Lago Iseo com a linha MilãoVeneza; também foi usado para o transporte de calcário de pedreiras de Sebino Brescia que levava o material até a fábrica de cimento de Palazzolo, que foi a primeira construída na Itália para a produção de cal hidráulica. Em 1911 a ferrovia foi resgatada pela Ferrovia do Estado que continuou o serviço de transporte de cargas e passageiros. O tráfego de carga foi abolido em 1966, e em 2014 o trem se tornou exclusivo para transporte de passageiros, se tornando uma linha turística. A linha percorre apenas 10km e vai de Palazzolo sull’Oglio até Paratico Sarnico, fazendo uma parada em Capriolo. Saiba mais sobre a Região da Lombardia aqui!

2) LA FERROVIA DELLA VAL D’ORCIA (TOSCANA)

Com alguns dos panoramas mais lindos, a Ferrovia Val d’Orcia atravessa uma das áreas mais fascinantes da Toscana, passando pelas suaves colinas com vinhas di Montalcino, Siena, e pelas encostas ao norte do Monte Amiata. A ferrovia Val d’Orcia conta com 51,2 km de extensão, e conecta a estação de Asciano, na província de Siena à estação de Monte Antico, na província de Grosseto. A ferrovia foi projetada nos anos 50 para conectar Siena a Grosseto, cruzando o interior da região ao longo dos vales Asso e Orcia, territórios muito importantes com grandes riquezas agrícolas e de mineração.

A linha ficou aberta entre 1865 e 1872, mas durante a Segunda Guerra Mundial sofreu sérios danos que causaram o fechamento do trajeto por anos. O fechamento das minas, o desenvolvimento das rodovias também contribuíram para a decadência da linha, porém, em 1996, a Ferrovia Val d’Orcia foi reaberta para receber passageiros e fazer o trajeto turístico. As estações que compõem o passeio são: Asciano, Trenquada, San Giovanni D’Asso, Torrenieri Montalcino, Monte Amiata, S. Angelo Cinigiano e Monte Antico.

3) LA “TRANSIBERIANA D’ITALIA” (ABRUZZO-MOLISE)

A ferrovia “Transiberiana da Itália” é uma das mais lindas do mundo!  Possui um trecho que fica a mais de 1.000 m de altitude e cruza os bosques do Parque Nacional Majella, além dos famosos planaltos de Abruzzo, que durante as estações mais quentes nos oferecem um panorama esplendido, com um verde vivo e quase poético; durante as estações mais frias: o branco domina de forma majestosa pelas longas extensões brancas de neve vindas com os ventos gelados da Sibéria. A linha é de 1879, e foi ativada em duas fases: a primeira delas em 1892 e a segunda em 1897. O traçado da linha é sinuoso e apresenta inclinações incríveis: desde os 328 m de Sulmona subindo até 1.268 m da estação Rivisondoli-Pescocostanzo; depois desce até 793 m indo de Castel di Sangro, e subindo mais uma vez a 923 m até S. Pietro Avellana; por fim, desce 631 m até Carpinone. Saiba mais sobre Molise aqui!

Fortemente danificado durante a Segunda Guerra Mundial, a linha foi totalmente reativada somente em 1960, mas os passageiros logo o número de passageiros começou a cair, pois a viagem é longa. Entre 2010 e 2011 o serviço foi suspenso e, em 2014, voltou a operar para receber turistas. As estações que fazem parte da linha são: Sulmona, Sulmona Introdacqua, Pettorano Sul Gizzio, Campo di Giove Majella, Palena, Rivisondoli Pescocostanzo, Roccarazo, Alfadena Scontrone, Castel di Sangrio, S. Pietro Avellana, Carovilli, Pescolanciano, Sessano e Carpinone.

4) LA FERROVIA DI MONFERRATO (PIEMONTE)

Com seus belos 45 km ao longo de duas trilhas históricas, que ligam Langhe a Monferrato, a linha é chamada de Castagnole delle Lanze-Asti-Mortara e foi incluída no plano de extensão das ferrovias de 1865, sendo inaugurada em 1870. Por estar longe dos objetivos estratégicos durante as guerras mundiais, não sofreu danos, mas nos anos 70 foi interditada algumas vezes, por inúmeros deslizamentos de terra que ocorreram na área. O problema foi definitivamente resolvido em 1988 com a construção de um viaduto de concreto armado. Por ter poucos turistas, em 2012 a linha foi suspensa, mas voltou com força total em 2018. As estações que compõem o trajeto são: Asti, Isola D’Asti, Motta di Costigliole, Castagnole delle Lanze, Costigiliole d’Asti, S. Stefano Belbo, Canelli, Calmandrana e Nizza Monferrato. Saiba tudo sobre o Piemonte aqui!

5) LA FERROVIA DEI TEMPLI (SICÍLIA)

Uma verdadeira viagem no tempo! A ferrovia dos Templos é a melhor maneira de se chegar até o Vale Dos Templos, em Agrigento, na Sicília. A linha tem 10,1 km de extensão, e liga a estação de Agrigento Bassa até a estação de Porto Empédocle Succursale. Em 1933 foi inaugurada a seção urbana que liga, pelo túnel de San Gerlando, a estação de Agrigento Bassa com a nova estação Agrigento Centrale. Em 2001 foi ativado na via um serviço experimental de passageiros urbanos, apenas aos finais de semana, com parada em Templo de Vulcano. A linha foi reaberta, definitivamente, em 2014 e opera, hoje, apenas serviços turísticos. As estações dessa linha são: Agrigento Bassa, Tempio Vulcano, Porto Empedocle Centrale, Porto Empedocle Succursale.

Algumas dúvidas comuns:

Posso descer nas estações?

Sim! Algumas delas apresentam inclusive, ótimas opções enogastronômicas aos turistas. Mas fique atento aos horários de chegada e partida, O.K.?! Esteja na estação, pelo menos, 20 minutos antes do embarque. Dicas de enogastronomia na Itália!

Os valores são os mesmos para todas as linhas?

Não! Vai depender do trecho escolhido. Leia também nosso post especial sobre o trem Venice-Simplon Orient Express!

Posso embarcar em qualquer estação do trajeto?

Sim! E você paga somente o trecho percorrido.

Preciso comprar os bilhetes com antecedência?

Sim! Alguns trechos realizam a viagem com a venda de passagens somente online; aconselhamos, especialmente se você estiver viajando na alta temporada, a comprar todos os bilhetes com antecedência e estar na estação, pelo menos, 20 minutos antes do embarque!

Dica

  • Para reservas, verificação de itinerário em detalhes, trajetos, horários e mapas, te convido a conhecer o site oficial do projeto citado neste post: Binari Senza Tempo.

Atenção

  • Reforço que nem todas as linhas funcionam o ano todo, por isso verifique a disponibilidade dos trajetos.

Assista esse vídeo e saiba: Passeando com o trenzinho na Calábria: de Rogliano para Cosenza. Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

Quais são os melhores passeios de trenzinho na Itália? Para os apaixonados por trenzinhos, a Itália oferece uma imensa gama de passeios com trens históricos, charmosos e com itinerários incríveis, e em todas as regiões. Basta organizar bem seu itinerário e dedicar um dia para fazer o seu trajeto favorito! É um passeio diferente, interessante e que vai te deixar memórias deliciosas!

Está inseguro para viajar?

E se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!