Vamos visitar o Castelo Santo Ângelo em Roma?

O Castelo Santo Ângelo é um destino atípico no panorama histórico-artístico da capital, o castelo, através de uma série ininterrupta de desenvolvimento e transformações que parecem deslizar umas em outras sem solução de continuidade, acompanham por quase dois mil anos os destinos e a história de Roma.

4 2.186

Vamos conhecer o Castelo Santo Ângelo (ou o Mausoléu de Adriano) em Roma?

A história do Castelo Santo Ângelo coincide substancialmente com aquela de Roma e é impossível separar estas duas entidades tão profundamente incorporadas, as mudanças, as revoltas, as misérias e as glórias da antiga cidade parecem refletir-se pontualmente no tamanho maciço que há quase dois mil anos se espelha nas águas do Tibre.


Faça da sua viagem para Itália uma experiência única! Conheça os meus e-books com dicas exclusivas de quem conhece o melhor da Itália!


Um pouco longe da basílica de São Pedro, ao término da Ponte Santo Ângelo, sobre a margem direita do Tibre se ergue o Castelo Santo Ângelo.

Conhecer o Castel Sant Angelo em Roma

O Mausoléu nasce como sepulcro querido do imperador Adriano em uma área periférica da antiga Roma e absolve a esta sua função original até ao 403 d.C., quando foi incluído nas muralhas aurelianas por ordens do imperador ocidental Honório.

A partir deste momento se inicia uma “segunda vida” nas vestes do castelo baluarte avançado além do Tibre para proteção da cidade. Numerosas famílias romanas disputam a posse dela, a cidade, será fortaleza do senador Teofilatto, dos crescêncios, dos Pierleoni e dos Orsini. E é apenas um papa Orsini – Niccolò III – a realizar o Passetto di Borgo, que liga o Vaticano ao castelo, em uma continuidade física e ideal.


VAMOS CONHECER A BASILICA DE SÃO PEDRO?


Em 1367, as chaves do edifício são entregadas ao papa Urbano V, para solicitar o avanço da cúria em Roma desde o exílio de Avinhão. A partir daquele momento em diante, o Castelo Santo Ângelo liga inseparavelmente os seus destinos àquelas do pontífice, que o adaptam a residência na qual refugiar-se nos momentos de perigo.

Graças a sua estrutura sólida e fortificada e à sua fama de intangibilidade, o castelo abriga o Arquivo e o Tesouro do Vaticano, mas vem adaptado também a tribunal e prisão.


Se você deseja viajar para a Itália, siga o canal Viajado Para Itália no YouTube e descubra as melhores dicas para sua viagem ser inesquecível.

Com a mudança de função, o aspecto e a instalação são remodeladas através de uma longuíssima série de intervenções que se desprendem no decorrer de quatro séculos. Novas estruturas se somam àquelas preexistentes, alterando-as, modificando delas a função, uma vez que cancelando-as em um processo de transformação ininterrupta que parecem deslizar uma a outra sem solução de continuidade.


NÃO DEIXE DE IR NO MUSEU DO VATICANO QUE ESTÁ DO LADO DO CASTELO!!


A história longuíssima e variegada do edifício, com as suas mil metamorfoses parecem serem sedimentada no complicado enredo de subterrâneos, ambientes, galerias, escadas e pátios que constituem o atual arranjo do castelo, criando um organismo facetado e complexo, cargo de valências simbólicas e de estratificações históricas.

Visitar o Castel Sant Angelo em Roma

Castelo Santo Ângelo – Museu Nacional

Desde 1925 é sede do Museu Nacional, o Castelo Santo Ângelo abriga coleções de arte e história bem como relíquias do exército italiano em uma moldura monumental restaurada pela ocasião.

A história complexa e estratificada do monumento, reconduzível, portanto, aos três núcleos principais constituídos pelos vestígios romanos do mausoléu imperial, pelo castelo fortificado e pelos apartamentos do papa, constitui tempo, substância e moldura o recurso expoente que vangloria coleções heterogêneas de esculturas, pinturas, descobertas marmóreas, armas, móveis e objetos de proveniência diferente, em parte recuperadas na escavação da rampa helicoidal do mausoléu, em parte cedidas pelo Museu Nacional Romano da Estância Termal de Diocleciano, e em parte adquirida sobre o mercado antiquário.


PASSEIOS EM GRUPO EM LÍNGUA PORTUGUESA NAS PRINCIPAIS CIDADES ITALIANAS? RESERVE AGORA CLICANDO AQUI!


Em alguns períodos do ano é possível percorrer o famoso Passetto di Borgo, uma passagem sobre-elevada e fortificada que liga o Vaticano com o Castelo Santo Ângelo, passando sobre as muralhas do Vaticano. Com esta passagem, que levava do castelo diretamente do Palácio do Vaticano, queria-se permitir ao chefe da igreja, refugiar-se em caso de necessidade dentro do castelo e ao mesmo tempo ter um forte que permitisse um melhor controle do Rione.

A importância estratégica do Passetto emergiu, em maior parte, nos períodos mais obscuros e dolorosos para Roma e para a própria Igreja. De fato, disso se serviu Alessandro VI Borgia, quando no ano 1494 percorreu para encontrar refúgio no castelo durante a invasão de Roma para obra das milícias de Carlos VIII da França.

O Museu – Níveis e percursos de visita

As modificações concedidas no tempo ao edifício, em força dos diversos usos que nos séculos foram feitos dela, definem hoje três tipologias arquitetônicas reunidas em um único monumento, facilmente perceptíveis e distinguíveis em sete níveis.

Aos níveis 1, 2 e 3 se desenvolve o mausoléu, do qual ocorre o acesso ao monumento através do Dromos, o pátio e a rampa helicoidal, até as salas das urnas. Este percurso tem sido reiniciado ao máximo nível de fidelidade histórica. Ao nível 3 da estrutura adriana, sob aquilo que é hoje o “Cortile dell”Angelo”, foram sistematizados, provavelmente em idade medieval, depósitos de grão e óleo. Por debaixo do outro pátio, aquele de Alessandro VI ou do poço, foram criadas por Alessandro VI Borgia, as chamadas “prisões históricas” aquelas pelas quais fugiu Benvenuto Cellini.

O castelo fortificado, repetidamente fortificado entre o XIV e o XVII século e por último restaurado com fortes alforrias e reinícios parciais sucessivos na primeira metade do século XX, constitui a fortificação do segundo nível.

Ao nível 4 se encontram, o Cortile dell’Angelo, o pátio e a capela de Leão X, o pátio com o poço e os quartos adjacentes de Alessandro VI e o aquecedor de Clemente VII. Ao nível 5 se encontram os ambientes renascentistas mais esplêndidos e melhor conservados, os apartamentos privados de Paolo III Farnese, com a galeria que guarda ao norte em direção a via Flaminia e as magníficas salas pintadas por Perin del Vaga, a posição dominante deste nível já tem sido ocupada vinte anos antes pela galeria de Giulio II, com a vista para a ponte e para a cidade; os dois breves passeios entre as galerias, aquele coberto por Pio IV Medici e aquele descoberto por Alessandro VII Chigi.

Ao nível 6, esse também organizado e decorado na restruturação querida pelo papa Farnese, se colocam na biblioteca, a sala do tesouro com seus armários e cofres ( por alguns é considerada a cela do sepulcro do imperador Adriano ) a sala dos Festoni, aquela chamada de Adrianeo e enfim, a Cagliostra, de origem ambiente superior da loja Farnese, após aplicada a prisão por detidos de respeito ( o nome deriva exatamente pela prisão de Cagliostro de 1789 – 91).

Ao nível 7 se encontra ambientes destinados pelo século XVII para abrigar arquivos aos quais não bastava mais o espaço das salas abaixo da “sala redonda”, parte superior extrema da torre de artilharia de idade adriana. A partir da sala redonda se acessa ao Terraço do Anjo, de onde se vê, deveras, toda Roma.

 Conclusões

O Castelo Santo Ângelo é um destino atípico no panorama histórico-artístico da capital. Enquanto todos os monumentos da época romana estão devastados, reduzidos a ruína ou a pedreiras de materiais inúteis de se reciclarem em novos, modernos edifícios, o castelo, através de uma série ininterrupta de desenvolvimento e transformações que parecem deslizar umas em outras sem solução de continuidade, acompanham por quase dois mil anos os destinos e a história de Roma.

Ir no Castel Sant Angelo em Roma

Desde monumento funerário a posto avançado fortificado, de obscuro e terrível cárcere a esplêndida moradia renascentista que vê ativo entre as suas muralhas Michelangelo, de prisão de ressurgimento a museu, o Castelo Santo Ângelo encarna nos solenes espaços romanos, nas poderosas muralhas, nas magníficas salas pintadas, o evento da Cidade Eterna onde passado e presente aparecem indissoluvelmente legados.

O Castelo Santo Ângelo tem, de imediato, numerosas transformações e intervenções, impondo-se na realidade cultural capitolina como polo ativo, em grau de catalisar o interesse dos milhões de visitantes que a cada ano povoam os seus espaços para visitar as fascinantes salas, admirar as suas preciosas coleções de pinturas e manufaturas, gozar das numerosas exposições e amostras temporárias que se seguem na parte interna do castelo durante o ano.

Museu Nacional do Castelo Santo

Ângelo Lungotevere Castello, 50-00.193 ROMA

Horário

terça-feira / domingo 9:00-19:30.

Entrada

Completa € 10,50 * * O preço do bilhete está sujeita a alterações durante as exposições.

Redução de 7,50 € *. Os cidadãos da União Europeia entre 18 e 25 anos, o papel dos professores nas escolas públicas * O preço do bilhete reduzido está sujeita a alterações durante as exposições.

Guia Sua Viagem Para a Italia Gratuito Viajando Para Italia
Onde estamos

O Castelo Santo Ângelo – acessível para o público do Lungotevere – surge sobre a margem direita do rio Tibre, a poucas centenas de metros da Basílica de São Pedro e da Via della Conciliazione. Situado no coração de uma zona da capital particularmente rica em evidências históricas e artísticas de relevo excepcional, mas também sede de numerosos ofícios e exercícios, o castelo se situa nas imediações do Palácio da Justiça e da Praça Cavour – pondo-se de ombros – a poucos minutos de caminho do característico Borgo Pio e das Piazza Risorgimento e Via Cola di Rienzo.

Visitar o Castel Sant Angelo em Roma
Como chegar

Linha metropolitana A: parada Lepanto; parada Ottaviano-San Pietro (8 minutos de caminhada).

Ônibus: linhas 62, 23, 271, 982, 280 (parada Piazza Pia).

Linha 40 (término Piazza Pia).

Linha 34 (parada para di Porta Castello).

Linhas 49, 87, 926, 990 (término Piazza Cavour – parada para Crescenzio).

Linhas 64, 46 (parada Santo Spirito)


Não deixe de ler:

Como Chegar na Itália?

 


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

   Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Itália

  1. Qual é o gasto médio em um dia na Itália?
  2. O que visitar na Itália em 10 dias?
  3. Os dez lugares imperdíveis da Toscana?
  4. As melhores dicas para economizar na sua viagem para Itália?
  5. Aeroportos da Itália? Como chegar no teu hotel? Veneza, Milão, Roma, Florença? Saiba como agora!
  6. O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias nas principais cidades italianas? Conheça itinerários em cada cidade que você vai visitar!
  7. As melhores dicas sobre alimentação na Itália? Vinho? Comida típica em cada lugar?Economizar? Roteiros de enogastronomia? Descubra tudo!
  8. Viagem de carro na Itália: Exemplos de roteiros nas principais regiões italianas!
  9. Quais são os principais monumentos turísticos na Itália? Quais são os monumentos imperdíveis e que você deve colocar no teu roteiro?
  10. Qual é a melhor época para ir para Itália? O melhor período? O clima na Itália?
  11. Saiba tudo sobre o Transporte na Itália? Trem? Carro? Como se deslocar? Comprar passagem de trem? Metro?
  12. Os melhores exemplos de roteiros turísticos na Itália? Monte o seu roteiro seguindo os meus conselhos!

Grande abraço da Itália,

Ana Patricia

4 Comentários
  1. Bruna Wolff Diz

    Oi Ana! A entrada do Castelo é grátis para menores de 18 anos de qualquer nacionalidade?

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Bruna o desconto é somente para pessoas da comunidade européia. 🙁 Grande abraço, Ana Patricia

  2. JOSIANE MEIRY Diz

    Este ingresso tbm se compra online como os demais?

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

BAIXE AGORA MESMO O

E-BOOK GRÁTIS!