Vamos conhecer a Roma Barroca?

O Barroco em Roma se desenvolveu por volta da década de 30 do século XVII e em pouco tempo se tornou o estilo preferido da Igreja Católica e das monarquias, que sentiam a necessidade de construir igrejas barrocas, mosteiros e palácios luxuosos. Aqui você encontrará o roteiro perfeito pela Roma Barroca!

2 4.673

Vamos conhecer a Roma Barroca?

O Barroco é um termo usado pelos historiadores para definir um estilo que se desenvolveu na Itália e na Europa em meados do século XVII. A palavra “barroco” é derivada da junção do substantivo italiano “baroco” (usado pela escolástica medieval para denominar um tipo de racionalismo contraditório) e o adjetivo francês “baroque” (por sua vez proveniente do espanhol “barrueco” e do português “barroco”), indicando uma pérola não esférica, de forma irregular, usada assim com o significado de “bizarro”. Vamos ao nosso Post do dia? Vamos conhecer a Roma Barroca? Fique com a gente e faça o melhor do país da bota! Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Dentre todas as características mais importantes do barroco, a excentricidade é a que mais se destaca – realmente seu termo reflete a perfeição de sua natureza. Este estilo se exprime através de sua extravagância, por ser incomum e fora do convencional. Neste período surge uma vitalidade e uma nova noção de espaço, que ficaram evidentes principalmente na arquitetura: saem as linhas rígidas e entediantes típicas do Renascentismo para dar espaço à tendência curvilínea, ampliando o conceito de infinidade espacial com um efeito especial de claro-escuro. Leia também O que visitar perto de Roma? Os melhores bate-voltas a partir de Roma. e Quais são os principais monumentos turísticos de Roma?

As formas clássicas passam a ser interpretadas com grande vitalidade e fantasia, além disso, abre espaço para os efeitos de perspectiva – a decoração ganha uma importância primordial. O estilo Barroco nasceu por volta de 1600, depois do Renascentismo, e teve suas origens em Roma.

Um pouco da História do Barroco

O Barroco em Roma se desenvolveu por volta da década de 30 do século XVII e em pouco tempo se tornou o estilo preferido da Igreja Católica e das monarquias, que sentiam a necessidade de construir igrejas barrocas, mosteiros e palácios luxuosos. Mais tarde, este estilo se tornou fonte de inspiração para outros artistas como Correggio, Caravaggio, Federico Barocci e, em alguns aspectos, também para Michelangelo Buonarroti. De forma particular, Roma chamou os maiores artistas da época para renovar o centro da cidade. Aconselho esse passeio pelas praças da Roma Barroca, clique aqui para saber mais!

O primeiro promotor do novo estilo artístico foi o Papa Urbano VIII, que queria renovar a cidade, trazendo a ela um grande prestígio. Em 1585, o Papa Sisto V começou a trabalhar na transformação urbana de Roma e Domenico Fontana ficou encarregado de ligar os edifícios religiosos mais importantes da cidade através das ruas principais. Seguindo a linha barroca, os focos da cidade (praças, ruas e monumentos históricos) foram realçados com abóbodas altas e antigos obeliscos egípcios. É impossível caminhar pelo centro de Roma sem trombar com alguma dessas obras-primas da arte barroca.

Conheça as Praças Romanas e os Monumentos

As praças romanas foram as primeiras a serem influenciadas pelo estilo Barroco, é aqui que os artistas começaram a produzir as primeiras alterações. A praça barroca se tornou um instrumento de ideologia política ou de exaltação religiosa, como é o caso da Praça São Pedro em Roma.

Um passeio encantador no coração desta cidade barroca, explorando a Roma cenográfica, que leva a lugares que são símbolos da cidade e do mundo – como a Praça da Espanha (com a sua famosa escadaria, joia do barroco), a Praça Navona, a Fonte de Trevi (demonstração monumental do aqueduto Água Virgem), o Panteão (templo romano dedicado a todas as divindades, transformado em igreja), ou seja, obras-primas únicas no mundo.

1) Vamos conhecer a Roma Barroca? VISITE A PRAÇA NAVONA

Vamos começar nosso passeio pela Roma Barroca passando por uma das praças barrocas mais bonitas: a Praça Navona, que abriga obras-primas de dois gênios do Barroco romano – a Fonte dos Quatro Rios de Bernini e a igreja de Santa Inês de Borromini. Esta praça ocupa o lugar do antigo “Estádio de Domiciano” (o Circo Agonal) que conservou perfeitamente a forma retangular da arena. A Praça Navona (junto com a Fonte dos Quatro Rios de Bernini, o grandioso Palácio Pamphili e a linda igreja de Santa Inês) representa a verdadeira essência do Barroco romano. Grande ponto de encontro, a Praça Navona sempre foi lotada de artistas de rua, pintores e turistas, mas também frequentadas pelos próprios romanos.

Um pouco mais sobre a Praça Navona

Quando visitar o centro de Roma, você não pode deixar de atravessar esta praça! Não sei se é verdade o ditado de que “todas as ruas levam a Roma”, mas com certeza todas as ruas de Roma levam à Praça Navona. Realmente, há vários acessos para esta praça e não é a toa, considerando a importância que a praça teve na história da cidade. As praças romanas foram as primeiras a serem influenciadas pelo estilo Barroco, é aqui que os artistas começaram a produzir as primeiras alterações. COMO ME LOCOMOVER EM ROMA?

Vamos conhecer a Roma Barroca?
Piazza Navona em Roma

2) Vamos conhecer a Roma Barroca? VISITE A PRAÇA ESPANHA

Como não visitar esta outra obra-prima barroca? A Praça da Espanha, com sua escadaria em frente à igreja Santíssima Trindade dos Montes, a Fonte da Barcaça, o memorial dos poetas ingleses Keats e Shelley e muito mais – é sem dúvidas uma das praças mais bonitas e famosas de Roma. A praça é o centro cultural e turístico da cidade do Papa, atraindo artistas e letrados. Ela praticamente manteve as características dos séculos XVII e XVIII (mesmo com as construções dos séculos XIX e XX), apresentada em formato de “borboleta”, com dois triângulos tendo o vértice em comum.

Um pouco mais sobre a Praça Espanha

No centro da praça e aos pés da escadaria, foi construída em memória da enchente do Tibre de 1598, a Fonte da Barcaça. Em 1629, o Papa Urbano VIII encarregou Pietro Bernini (com a assistência de seu filho, Gian Lorenzo) de fazer a fonte, que representa uma barca simétrica e ligeiramente abaixo do nível do chão – invenção para esconder o problema técnico da baixa pressão de água.

Vamos conhecer a Roma Barroca?
Praça Espanha em Roma

3) Vamos conhecer a Roma Barroca? VISITE A PRAÇA SÃO PEDRO

Outro exemplo de praça feita em estilo barroco é a Praça São Pedro, um projeto conduzido por Gian Lorenzo Bernini entre 1657 e 1667. O espaço foi separado por uma praça oval com dois braços oblíquos. A praça é cercada por imponentes colunas dispostas em várias fileiras. O projeto previa também a construção de um terceiro braço, mas nunca foi construído. Nem todas as palavras deste mundo bastariam para descrever a incrível emoção que se sente ao atravessar a Praça São Pedro. Claro, tecnicamente estamos no território do Vaticano, mas não importa… Para admirar esta obra-prima projetada por Bernini, é preciso vir a Roma. Além disso, a Praça São Pedro é com certeza universal, e com suas grandes colunatas abraça todos os fiéis do mundo. SAIBA TUDO SOBRE A BASÍLICA DE SÃO PEDRO!

Vamos conhecer a Roma Barroca?
Praça São Pedro, Cidade do Vaticano em Roma

4) Vamos conhecer a Roma Barroca? VISITE A PRAÇA DA ROTONDA (PANTEÃO)

Vamos agora para a Praça da Rotonda, onde está a estrutura cilíndrica do Panteão, outra obra-prima barroca, caracterizada pela fachada do século XVIII dos edifícios que, em parte, lembram o pórtico construído na antiguidade em frente ao templo. No centro da praça está a fonte projetada por Giacomo della Porta (pupilo de Michelangelo) e esculpida por Leonardo Soriani (1575). No lado esquerdo da praça está o Panteão, um dos monumentos romanos mais famosos pelo estado de conservação, pela grandiosidade e também pela sabedoria arquitetônica – além de sua singular tipologia representada pela estrutura redonda com a cúpula termal e o tradicional pronau no tímpano. QUAIS SÃO OS 20 MONUMENTOS TURISTICOS MAIS VISITADOS DA ITÁLIA?

Vamos conhecer a Roma Barroca?
Panteao em Roma (Fonte: www.travelviaitaly.com)

5) Vamos conhecer a Roma Barroca? VISITE A FONTE DE TREVI

Vamos nos dirigir agora a outra obra-prima: a Fonte de Trevi, provavelmente a mais famosa e espetacular entre as inúmeras fontes de Roma. A fonte do século XVIII, projetada por Nicolò Salvi, é uma junção do classicismo e do barroco, na lateral do Palácio Poli. O tema da escultura é o mar. O destaque da cenografia é a carruagem, em formato de concha, sobre a qual está colocada a grande estátua de Oceano, de Pietro Bracci. Na fonte, a escultura e a arquitetura barroca interpõem entre si e se fundem perfeitamente, formando um fascinante espetáculo de águas. Uma tradição famosa diz que dá sorte lançar uma moeda na fonte de costas, garantindo o retorno à cidade. As moedas, recolhidas diariamente, são destinadas às obras de caridade da Prefeitura de Roma.

Vamos conhecer a Roma Barroca?
Fontana Trevi em Roma

6) Vamos conhecer a Roma Barroca? VISITE O PALÁCIO BARBERINI

Em relação à arquitetura civil, os prédios permanecem o mais fiel possível ao estilo Renascentista. A grande mudança arquitetônica é a do Palácio Barberini, um dos primeiros palácios em estilo Barroco, projetado com uma planta arquitetônica em H e um grande átrio que se estende até a entrada do pátio.

Um pouco mais sobre o Palácio

O Palácio Barberini é um dos palácios mais antigos e mais bonitos de Roma, a construção deste palácio teve início em 1625, modificando e ampliando o palácio anterior da Família Sforza. A modificação foi mandada pelo Papa Urbano VII, Matteo Barberini, sob o projeto de Carlo Maderno. As grandes dimensões do edifício, a grandiosidade das salas, a pompa da decoração e a presença de mobílias importantes até hoje fazem do Palácio Barberini um dos monumentos barrocos mais significativos e majestosos e desde 1949 (data da compra por parte da Prefeitura) é a sede da Galeria Nacional de Arte Antiga de Roma.

Os Mestres Bernini e Borromini

Dos dois grandes mestres (Bernini e Borromini) é possível apreciar os projetos arquitetônicos no Palácio Quirinal, onde se encontram as igrejas de Santo André do Quirinal (de Bernini) e de São Carlos nas Quatro Fontes (de Borromini), uma do lado da outra. Além disso, claro, a Basílica de São Pedro, com a colunata de Gian Lorenzo, mas também em seu interior, onde o artista colocou o famosíssimo Baldaquino, em que as colunas em espiral são um nítido exemplo de arte barroca, a Catedral de São Pedro e os monumentos fúnebres papais.


Como Chegar a Roma?


1) Como chegar a Roma? DE AVIÃO

Ambos os aeroportos de Roma (Ciampino e Fiumicino), pelo fato de estarem na periferia, permitem um bom acesso ao centro da cidade e às divisas.

Leia também nossos Posts Especiais sobre Aeroportos na Itália:

2) Como chegar a Roma? DE TREM

A Estação Central Termini é ponto de partida e chegada de quase todos os trens provenientes da Itália e do exterior. COMO SE LOCOMOVER DENTRO DE ROMA?

Você sabia que a Trenitalia é a principal sociedade italiana destinada à gestão do transporte ferroviário. Saiba aqui “Qual é a diferença dos trens na Itália?“. Compre sua passagem online com antecedência e economize muito, leia o Post “Como comprar uma passagem de trem na Itália?“.


Vai se hospedar em Roma? Então siga nossas dicas exclusivas de Hotéis!!!

Aqui você encontrará gratuitamente indicações de hospedagem para não cair numa furada e não ficar em uma zona distante das atrações na Itália!

A seguir, não deixe de ler nossas dicas e conselhos sobre os bairros de Roma e onde se hospedar. Aqui você encontrará o melhor bairro e o tipo de hospedagem que mais se encaixa no perfil de sua viagem;)

Saiba que reservando dentro do nosso blog através da Booking.com você estará colaborando a manter nosso site e você não pagará nada a mais por isso, pois o serviço de reserva é GRATUITO. Ou seja, sem taxas de reservas ou administrativas, e as reservas podem ser canceladas Gratuitamente.

Hospedagens que aconselho perto do Centro Histórico

Se você é apaixonado pela arte e gostaria de ficar no centro onde poderá se deslocar a pé, assim como ter inúmeras possibilidades de lugares para almoçar/jantar ou lanchar te aconselho a ficar no centro histórico. Podem ser consideradas “centro histórico” as regiões perto da Fonte de Trevi, do Coliseu, do Fórum Romano, Fórum Imperial e da Villa Borghese, da Piazza Spagna e da Piazza Navona. São as áreas mais caras, porém estará próximo de tudo, literalmente!

Se quiser economizar uma ótima opção é o B&B, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se prefere um bom hotel, tenho três opções que gosto muito, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho perto da Região de San Giovanni

Para quem deseja encontrar alternativas mais econômicas em áreas tranquilas, mas ao mesmo tempo perto dos meios de transporte para o centro, sugiro a região de San Giovanni ou do Monti (perto das estações de metrô San Giovanni, Castro Pretorio e Circus Massimo) – que é um bairro mais residencial; portanto, mais econômico e tranqüilo! E com apenas 15 minutos de metrô estará no centro também!

Tenho duas opções de Hotéis que recomendo, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Tenho duas opções de Pousadas que recomendo, clique nos links abaixo e conheça cada uma. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho perto da Cidade do Vaticano

Uma zona interessante para se hospedar e um pouco mais econômica que o centro histórico é a zona do Vaticano (Museus do Vaticano) que está muito bem conectada com tudo.

Tenho duas opções de Pousadas que recomendo, clique nos links abaixo e conheça cada uma. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se prefere um hotel, tenho três opções que recomendo, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho perto da Estação Termini

Para quem prefere ficam em bairros que tenham um bom acesso ao resto da cidade e com um preço melhor, então deve escolher uma acomodação nas intermediações da Estação Termini (de onde parte uma densa rede de meios públicos de transporte, que serve tanto o povo local quanto os turistas).

Tenho 3 sugestões boas de hotel em Termini, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se prefere pousadas tenho 2 sugestões boas, clique nos links abaixo e conheça cada uma. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Hospedagens que aconselho em Trastevere

Para quem prefere “saborear” a Roma autêntica e característica, não há nada melhor que reservar um hotel no Trastevere (nos arredores do histórico rio da cidade), pleno de história e tradições tipicamente romanas, conhecido pelas ruas tortuosas de pedras sampietrini e pelos centros habitacionais em estilo medieval.

O bairro fica no centro histórico e à direta do rio Tevere, em meio a uma paisagem espetacular, onde cada visitante pode observar as inúmeras igrejas e praças (como a de Santa Maria in Trastevere). Além disso, este bairro oferece vários restaurantes locais e cantinas para quem deseja experimentar a típica culinária romana.

Se quiser economizar uma ótima opção é o B&B, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)

Se prefere um bom hotel, tenho duas opções que gosto muito, clique nos links abaixo e conheça cada um. Se gostar da sugestão já faça sua reserva e garanta bons preços;)


Assista esse vídeo e saiba: Como comprar um bilhete de metrô em Roma? Se inscreva em nosso canal e receba mais vídeos com informações e dicas sobre a Itália. Não se esqueça de deixar aquele Like;)


GANHE UM GUIA DE VIAGEM PARA A ITÁLIA!

Clique no botão abaixo e baixe sua cópia gratuita do Guia "Sua Viagem para a Itália".

BAIXAR MINHA CÓPIA DO GUIA!


Conheça nossos outros Guias de Viagem

Ver lista completa

Conclusão

A esta altura podemos dizer que o passeio na Roma Barroca terminou. Um passeio que nos levou a descobrir mais sobre os lugares do Barroco em Roma e nos permitiu conhecer as praças mais elegantes, as “salas da cidade”, em uma época em que se pode facilmente resumir a “briga” entre dois grandes arquitetos do Barroco do século XVII: Gian Lorenzo Bernini e Francesco Borromini. O QUE VISITAR PERTO DE ROMA?

E se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem:)

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?



Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!