Cinco museus imperdíveis em Florença

Berço do Renascimento italiano, a capital da região de Toscana, Florença, é um paraíso para os amantes dos museus, mas cinco deles merecem destaque especial. Vamos saber quais são?

0 37

Cinco museus imperdíveis em Florença

Florença é um antro cultural para os apaixonados por museus. A capital da Toscana nos oferece uma infinidade de museus incríveis, mas cinco deles precisam entrar no seu itinerário. Vamos saber mais? Aqui no Viajando para Itália você realiza a viagem dos seus sonhos!!! Conheça também nossa Seção Hospedagens na Itália – Dicas para suas Férias!

Nossa Introdução

Quando falamos de Florença, capital da região da Toscana, falamos de arte, cultura, e é claro: museus! Muitos museus e todos incríveis! Com tantas opções, muitas vezes, é difícil escolher qual deles conhecer, porém, se possível: conheça todos! Tenha certeza de que você não vai se arrepender!

Evidente que é praticamente impossível escolher o melhor, o mais bonito e, ou, o mais completo dos museus de Florença, no entanto, alguns deles são IMPERDÍVEIS, mesmo!



Com isso podemos notar que, de fato, Florença respira história. Sem mais delongas, vamos saber quais são os cinco museus imperdíveis de Florença. 

1 – Cinco museus imperdíveis em Florença: Galleria Uffizi/Palazzo Pitti/Galleria Palatina

Sem dúvida a Galleria é um dos museus mais celebrados de Florença e, arrisco a dizer, um dos mais incríveis de toda a Europa. É, na verdade, um complexo de museus MARAVILHOSO! A Galeria Uffizi foi construída entre 1560 e 1580 por Giorgio Vasari a pedido de Cosimo I de Medici, o primeiro Grão-Duque da Toscana.

Na época foi erguido para ser um escritório de magistrados, juízes, técnicos e comerciantes de Florença e, com a morte de Vasari, em 1574, o projeto ainda não estava concluído. Assim, Bernardo Buontalenti e Alfonso Parigi, o Velho, receberam a missão de finalizar o edifício.

Florença
Galleria Uffizi

O andar superior tornou-se uma galeria privada para a família governante e seus convidados, e, hoje, o museu abriga inúmeras coleções históricas. O local só foi aberto publicamente em 1769 ganhando status de museu. O local apresenta 50 salas e uma das obras mais famosas expostas ali é “O nascimento de Vênus”, de Botticelli.

Outras obras encontradas ali são de Leonardo da Vinci, Michelangelo, Rafael, Ticiano e Caravaggio.

Ali você encontra também o Palazzo Pitti, que é um museu dentro de outro museu! Imperdível! Dica de ouro? Não faça essa visita com pressa!

  • Horários: de terça a domingo, das 9h às 18h50. Não abre as segundas, véspera de Ano Novo, dia 1º de maio, e Natal.
  • Tempo de visita: de duas horas a um dia.
  • Onde fica? Piazzale degli Uffizi, 6.

2 – Cinco museus imperdíveis em Florença: Galleria dell’Accademia

Porque um clássico é um clássico! A Galeria dell’Accademia ocupa salas do século XIV que faziam parte do antigo hospital de San Matteo e do antigo convento de San Nicola di Cafaggio.

Tudo começou com o Grão-Duque Pietro Leopoldo di Lorena, que fundou a Academia de Belas Artes com uma grande coleção para estudantes. Já no final do século XVIII, essas salas foram reformadas para abrigar o museu que seria dedicado a Michelangelo. É aqui que você encontra uma das maiores obras de arte do mundo todo: Davi, de Michelangelo.

Ela foi esculpida entre 1501 e 1504 e, originalmente, era para fazer parte da decoração externa da Catedral de Florença. Tendo se tornado um verdadeiro símbolo de compromisso entre o Estado florentino e a liberdade e independência; também foi um marco simbólico para a queda dos Medici, em 1494.

Davi, a obra prima de Michelangelo, representa energia, vigor e coragem, e sua anatomia é perfeita. Dizem que, após realizar a obra e finalizá-la, Michelangelo bateu no joelho da mesma e disse: “só falta falar para ser humano!”, tamanha a perfeição dos detalhes. É, de fato, impressionante!

CURIOSIDADE: o bloco de mármore onde foi esculpido Davi foi extraído da pedreira de Fantiscritti, em Carrara. O bloco passou por diversas mãos antes de chegar a Michelangelo, e possui 5,50 metros de altura.

  • Horários: de terça a domingo, das 9h às 18h00; Não abre as segundas, véspera de Ano Novo, dia 1º de maio, e Natal.
  • Tempo de visita: entre 1 e 2 horas.
  • Onde fica? Via Ricasoli, 58/60.

3 – Cinco museus imperdíveis em Florença:  Palazzo Vecchio

Erguido em 1299, os florentinos decidiram construir um palácio para reunir em um só lugar os órgãos governamentais da república. A ideia era ter um edifício que representasse o poder.

Assim, Arnolfo di Cambio, o arquiteto do Duomo de Florença e da igreja de Santa Croce, iniciou esta construção nas ruínas dos antigos Palazzo dei Fanti e Palazzo dell’Esecutrice di Giustizia, no coração da Piazza della Signoria.

Conheça o Palazzo Vecchio em Florença
Palazzo Vecchio

Cosimo I de ‘Medici ordenou uma reforma geral e uma nova decoração do palácio durante o século XVI, pois tinha a intenção de morar ali e, assim, o Palácio ganhou a atual forma que podemos admirar hoje.

Quando Cosimo I de Medici mudou sua residência para o Palazzo Pitti, o Palazzo Ducale foi renomeado de Palazzo Vecchio e servia como sede para os escritórios do governo.

Para facilitar seu acesso, Cosimo ordenou a construção de um corredor que ligasse o Palazzo Pitti aos escritórios administrativos, que hoje é a Galeria Uffizi, e com o Palazzo Vecchio para poder ir de um lugar a outro com conforto e privacidade. O nome desse corredor? Corredor Vasari.

O Corredor Vasari é uma passagem que cruza o Arno na Ponte Vecchio. Ao longo do caminho, há diversas pinturas de artistas italianos dos séculos XVII e XVIII. As pequenas janelas na parede do corredor permitem observar discretamente as pessoas na rua, mas também desfrutar de vistas inéditas da cidade.

Hoje o Palazzo Vecchio é sede do Museu da Criança, dos escritórios da Câmara Municipal e da famosa Sala del Cinquecento que, atualmente, mantém seu uso original, e abriga audiências e eventos especiais.

IMPERDÍVEL: suba os 233 degraus que levam ao topo da torre do Palácio! A vista daqui é panorâmica e MAGNÍFICA! A visão da cúpula do Duomo é IMPRESSIONANTE!

  • Horários: de sexta a segunda, das 15h00 às 20h00. Não abre as terças, quartas e quintas-feiras.
  • Tempo de visita: entre 1 e 4 horas.
  • Onde fica? Piazza della Signoria.

Visita guiada pelo Palazzo Vecchio

Clique aqui e compre seu ingresso através de um site em língua portuguesa!

4 – Cinco museus imperdíveis em Florença: Cappelle Medicee

As Capelas Medici são parte do complexo da Basílica de San Lorenzo. Aqui há os túmulos de 50 membros da família mais poderosa da história de Florença, os Medici.

Dentro das Capelas Medici você pode visitar a Nova Sacristia de Michelangelo e a Capela dos Príncipes de Buontalenti. A construção da Nova Sacristia teve início em 1521 e foi desenhada por Michelangelo a pedido dos papas Medici, Leão X e Clemente VII.

Cappelle Medice

Quando os Medici foram expulsos de Florença, em 1527, as obras foram interrompidas e só foram retomadas em 1531, quando Michelangelo trabalhou até 1534, quando tudo parou de novo, pois ele foi convocado para trabalhar na cúpula da Basílica de São Pedro e na Capela Sistina, em Roma.

Por esse motivo, a obra foi concluída por Giorgio Vasari e Bartolomeo Ammannati. Merece destaque a esplêndida Cappella dei Principi, que é a mais elegante e luxuosa de todas.

  • Horários: de segunda a domingo, das 8h15 às 13h50. Não abre no segundo e no quarto domingo do mês; primeira, terceira, quinta segunda-feira do mês; Ano Novo, dia 1º de maio, e Natal.
  • Tempo de visita: entre 1 e 2 horas.
  • Onde fica? Piazza di Madonna degli Aldobrandini, 6.

Reserve agora!

5 – Cinco museus imperdíveis em Florença: Museo del Bargello

Museo Nazionale del Bargello (Pixabay)

Esse é o primeiro museu nacional italiano e, assim, foi estabelecido por decreto real em 1865. Abriga vários artigos da coleção Medici, peças de conventos e mosteiros, e artigos de doadores privados.

O museu abriga uma das maiores, mais lindas e completas coleções de arte renascentista italiana além de algumas preciosidades de Donatello, Luca della Robbia e Benvenuto Cellini.

O edifício apresenta três andares e é difícil escolher o mais lindo. O edifício é um palácio medieval e foi erguido como residência do Capitão do Povo, depois do Prefeito de Florença e, finalmente, do Capitão da Justiça.

Durante o século XIV serviu como prisão e, após uma reforma completa, o Museu Bargello nasceu oficialmente em 1865, como dissemos anteriormente.

  • Horários: de segunda a domingo, das 8h00 às 13h50. Não abre nos 2º e 4º domingo do mês; 1º, 3º, 5º segunda-feira de cada mês; 1º de janeiro, 1º de maio, e 25 de dezembro.
  • Tempo de visita: aproximadamente 2 horas.
  • Onde fica? Via del Proconsolo, 4.

Reserve agora!


Como pudemos observar, Florença nos apresenta cultura, história e museus fantásticos. Logo,  se possível não deixe de visitar nenhum deles, mas seja qual for o eleito para você dedicar seu tempo, tenha uma certeza: você vai se apaixonar!


Assista esse vídeo em nosso Canal no YouTube e faça uma viagem perfeita para Itália!



CONCLUSÃO

Florença vai muito além do Duomo e de sua esplêndida cúpula. Visitar os museus de Florença é uma experiência única, riquíssima de história e inesquecível.

Está inseguro para viajar?

Se você se sentir inseguro ou não tem tempo, e precisa de ajuda para organizar sua viagem, não hesite em me procurar ! Vou adorar ajudar você a realizar sua tão sonhada viagem para a Itália. E como posso fazer isso? Continue lendo esse post até o fim e você entenderá como facilitamos a sua vida e a sua viagem.

O meu post te ajudou? Se sim, não deixe de colocar o seu comentário abaixo, mas se ainda tem dúvida basta deixar o teu comentário abaixo que te respondo, O.K.?

Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália



Os melhores conteúdos do Viajando para a Itália!