Itinerário de carro na Sicilia?

É a viagem ideal para descobrir a Sicília em máxima liberdade, conhecendo às localidades de maior interesse histórico, artístico e paisagístico, um tour completo para colher a beleza da ilha pelos litorais às regiões internas.

4 5.003

VIAJANDO DE CARRO NA ITÁLIA: A SICILIA!

Itinerário na ilha siciliana

Uma semana em Sicília com carro

Olá! Partecipo da revista Mala para Dois como convidado especial, não deixe de ler o meu primeiro post Uma viagem segura, conselhos para quem vai pela primeira vez”: a Itália!! E os posts da seção: Viagem de carro na Itália: … onde a a cada mês estarei escrevendo e dando um exemplo de um tour de carro em uma região Itália. Gostaram da idéia? Então não deixem de me seguir!!


LEIA O POST DO MÊS PASSADO: VIAJANDO DE CARRO NA ITÁLIA: A CALÁBRIA!

A NOSSA MATÉRIA SOBRE A SICILIA ESTÁ NA REVISTA MALA PARA DOIS DE SETEMBRO!!


Vamos começar?

É a viagem ideal para descobrir a Sicília em máxima liberdade, conhecendo às localidades de maior interesse histórico, artístico e paisagístico, um tour completo para colher a beleza da ilha pelos litorais às regiões internas, pelas cidades de artes aos pequenos vilarejos, uma região de descoberta, conhecer e viver através de um leque de etapas, que espaçam, segundo os desejos e as exigências de cada um, entre natureza, história e tradição.

Será uma semana itinerante, durante as quais sentir-se livres para seguir o percurso segundo o ritmo e o instinto do viajante.

 

cefalu

O tour prevê partida e chegada em Palermo.

Este nosso itinerário prevê etapas históricas, artísticas e naturais na bela ilha de Sicília, com partida de Palermo, alugando um carro até o aeroporto. Visitaremos Palermo, Trapani, Agrigento, Ragusa, Catania, Siracusa, Taormina e de volta a Palermo.

Cefalu, Sicily
Depois de haver comunicado qualquer informação interessante, sobre esta bela ilha não nos resta mais nada que iniciar a nossa viagem.

1° dia: Palermo

Iniciaremos a nossa viagem dedicando uma inteira jornada a esta esplêndida cidade, Palermo que conheceremos mais de perto. De certo escolher o carro também tem os seus problemas, pois Palermo é frequentemente congestionada pelo tráfego, mas conseguiremos tranquilamente superar o obstáculo tráfego.

A cidade governada por diversos povos estrangeiros como os fenícios, os romanos, os bizantinos, os normandos fizeram com que a Sicília fosse uma mistura de costumes e identidade, características que a tornam, ainda mais fascinante e interessante, e também a arquitetura e o patrimônio refletem esta mistura de culturas.

cattedrale palermo
Iniciamos visitando a capital siciliana partindo da catedral, uma das obras mais características da cidade, importante monumento arquitetônico que engloba esta estratificação de estilos. Posta na mais antiga área sagrada de Palermo, se mostra sobre um vasto plano sistematizado pelo arque-bispo Simone di Bologna em 1452, onde surgia uma igreja bizantina que os árabes haviam transformado em mesquita e os normandos haviam restituído ao culto cristão. Interessante é também parar sobre o relógio solar, posta no pavimento em frente ao altar maior.

The Cathedral of Palermo is an architectural complex in Palermo (Sicily, Italy). The church was erected in 1185 by Walter Ophamil, the Anglo-Norman archbishop of Palermo and King William II's minister, on the area of an earlier Byzantine basilica. The present neoclassical appearance dates from the work carried out over the two decades 1781 to 1801, and supervised by Ferdinando Fuga.
The Cathedral of Palermo is an architectural complex in Palermo (Sicily, Italy). The church was erected in 1185 by Walter Ophamil, the Anglo-Norman archbishop of Palermo and King William II’s minister, on the area of an earlier Byzantine basilica. The present neoclassical appearance dates from the work carried out over the two decades 1781 to 1801, and supervised by Ferdinando Fuga.

O relógio solar é constituído por uma faixa metálica com comprimento de 21,812 metros do pé do gnômon extraído de uma nave lateral, aos lados do relógio, em um painel de mármore multicolor, estão representados os doze signos zodiacais.


Se você deseja viajar para a Itália, siga o canal Viajado Para Itália no YouTube e descubra as melhores dicas para sua viagem ser inesquecível.


Então aconselho prosseguir para Via Vittorio Emanuele e visitar o Palácio dos Normandos, a Capela Palatina (imperdível) e o claustro de San Giovanni degli Eremiti que se encontra nas proximidades do claustro, para após finalizar a manhã com um passeio a uma das famosas feiras de Palermo, Ballarò, cheia de gritos, frutas, peixes, o coração de uma cidade viva, com os perfumes e euforia a mandar e desmandar, onde se pode parar para provar as especialidades sicilianas. A tarde se sai dali para passar na Casa Professa, em direção aos quatro cantos e Fontana Pretoria, e as igrejas da Martorana e de São Cataldo.

E obviamente não deixe de Visitar o Duomo de Monreale que é fantástico!

Duomo di Monreale - la facciata

A este ponto aconselho pernoitar em um B&B ou em um hotel da cidade, repousar-se para estar leves e prontos para um novo dia.

2º dia: reserva do nômade, Trapani, 107 km

Hoje na visita de manhã aconselho a reserva do nômade, belíssimo passeio pelo campo na natureza e próximo ao mar, após uma das várias enseadas naturais.

Conhecer Trapani

A tarde se dirige a Trapani, a cidade circundada pelo mar e protegida pelo monte Erice, viagem no centro da cidade, jantar e depois noitada nos locais lotados da cidade, pernoite na zona de Trapani.

3° dia: Segesta, Selinunte, Agrigento, 268 km

Partindo de manhã cedo de Trapani em direção a Agrigento, onde chegaremos ao entardecer, porque durante o trajeto faremos visita também a Selinunte e Segesta.


Por que conhecer o Vale dos Templos em Agrigento?


Belíssimo é o templo de Segesta, magnífico exemplo de estilo dórico em ótimo estado de conservação. Não menos é o teatro grego escavado na rocha que provavelmente remonta à metade do V século. Em eterna competição com Segesta está Selinunte.

Conhecer Segesta na Sicilia

Uma das zonas mais interessantes é certamente a acrópole, onde reinam os poderosos restos dos numerosos templos de ordem dórica e de fortificações em precipícios sobre o mar com um efeito deveras fascinante. Deixados os carros no parque de estacionamento em frente a entrada, nos encaminhamos àquela que um tempo era o coração pulsante da cidade. Após ter almoçado, prosseguimos em direção a Agrigento. É uma das mais antigas cidades de Sicília, junto com Siracusa. A posição da cidade é panorâmica, se veem, a poucos quilômetros, o mar, os templos, as escavações e os outros monumentos antigos.


Guia Sua Viagem Para a Italia Gratuito Viajando Para Italia


Em Agrigento podemos visitar um dos lugares mais fascinantes do mundo, O Vale dos Templos, para inebriar-se da magia e da história de uma das mais importantes evidências da história antiga de Sicília, com dez templos em ordem dórica, várias necrópoles e numerosos outros restos do V século a.C., todos em um estado de conservação única. Vos aconselho de pernoitar em um hotel na região de Agrigento.

famous greek temple at agrigent - sicilia - italy
famous greek temple at agrigent – sicilia – italy
4° dia: Praça Armerina, Ragusa, Km 102

Sicília oferece uma aglomeração de locais para se visitar, que espaçam entre natureza, história e tradição, de fato, hoje a nossa viagem será rica destes elementos. Depois de se ter feito um abundante café da manhã prosseguimos a nossa viagem em um dos locais espetaculares ricos em arte e história, Piazza Armerina, a qual nos empenharemos a manhã toda.

piazza-armerina Fonte deepinsicily.com

Piazza Armerina é a célebre comuna da província de Enna, o elemento principal que catalisa a atenção de cerca de 600.000 turistas cada ano, é constituído, pela celebérrima Villa del Casale, maravilhoso lugar sem tempo, esta magnífica vila patronal romana, rica em mosaicos e história, beleza e passado, datada entre o III e o IV século d.C. Depois de se ter visto a Villa del Casale, nos encaminhamos ao centro para parar em um restaurante típico para após prosseguir a Ragusa.


Ragusa: uma preciosidade siciliana!

Chega-se de tarde em Ragusa, cidade barroca, declarada patrimônio pela Unesco, por sua preciosa evidência da arte barroca.

A cidade é subdividida entre a parte superior moderna e aquela inferior, chamada Ragusa Ibla, surgida pelas ruínas da antiga cidade e reconstruída, após o terremoto, segundo o antigo reajuste medieval. Interessante é, além dos vários palácios e igrejas, o castelo de Donnafugata.

Ragusa

Ao contrário de quanto o nome possa fazer pensar, não se trata de um verdadeiro e próprio castelo medieval, mas de uma suntuosa moradia nobre ao tardar do XIX século.

O nome do castelo é provavelmente de origem árabe, pelo nome dado à localidade, a lenda narra que a princesa Bianca di Navarra, aprisionada pelo conde Bernardo Cabrera, senhor do condado de Modica, conseguiu fugir através dos túneis que conduziam no campo circunstante o palácio, portanto, por esta razão Donnafugata. Acredito também que por hoje não resta mais nada que jantar e pernoitar em um hotel da cidade de Ragusa.

5° dia: Noto, Siracusa, Ortigia, 230 km

Hoje o nosso itinerário prevê a cidade de Noto, esplêndido fruto do barroco siciliano, na província de Siracusa, surge nas proximidades do Monte Alveria. Ponto de entrada do seu centro histórico é a belíssima porta Ferdinandea, atravessando se percorre o centro Corso Vittorio Emanuele que marca entrada ao salão da cidade, ao longo do qual surgem um de frente ao outro, os dois edifícios mais importantes da cidade e que merecem uma visita, como o Palazzo Ducezio, pequena joia da arquitetura civil, e a esplêndida catedral dedicada a San Niccolò. Entusiasmados pela Noto barroca, chegamos ao momento de retornar e continuar em Siracusa, cuja fama é ligada a sua história grega, quando era uma das pólis mais importantes e poderosas do Mediterrâneo.

Visitar Noto em Sicilia
Em Siracusa devemos admirar as belezas de época barroca como a Cattedrale della Natività di Maria Santissima, a Chiesa di Santa Lucia alla Badia e ao teatro grego. Encerramos o passeio admirando a esplêndida Ortigia.


O que conhecer em um dia em Siracusa?


A ilha de Ortigia foi o primeiro núcleo habitado de Siracusa. A ilha de Ortigia é o coração pulsante de toda a cidade, somente um quilômetro quadrado e também um fascinante cofre de tesouros e de belezas naturais que nos surpreendem. Templos, castelos, antigas moradias aristocráticas e igrejas barrocas que determinam o fascínio da pequena ilha dedicada a Ártemis. Aconselha-se de pernoitar em uma hospedagem domiciliar em Siracusa.

The ancient greek theatre of Syracuse in Sicily, Italy
The ancient greek theatre of Syracuse in Sicily, Italy

POR QUE CONHECER SIRACUSA?


6º dia: Siracusa

O dia inteiro para continuar com a visita a Siracusa.

Duomo di Siracusa
Catedral de Siracusa
7º dia: Catania, Etna, Caltagirone, 190 km

Estamos juntos no penúltimo dia de nossa viagem. Hoje visitaremos Catania famosa pelo seu barroco, Piazza Duomo, a mais comumente chamada Piazza dell’Elefante, que se encontra ao fim da via Etnea, uma estrada perfeitamente reta, em direção ao Etna, que corta a metade da inteira cidade.


O que conhecer em Catania?


Nesta praça se encontra, justamente, a catedral dedicada a Sant’Agata, padroeira de Catania, e o monumento ao elefante, símbolo da cidade e emblema de Catania.

Duomo de Catania

O elefante negro de lava, chamado pelos cataneses também de ‘Liotru’, remonta a época romana e carrega em suas costas um obelisco egípcio. Não podemos deixar de visitar a Via Crociferi talvez a estrada mais bela da Catania do XVIII e patrimônio da Unesco, no qual surgem igrejas de notável importância histórica e arquitetônica. Depois de ter feito um lanche rápido, nos dirigimos em direção ao Parco Nazionale dell’Etna, o maior vulcão da Europa, com os seus 3.340 metros de altura. O trajeto dura cerca de 15 minutos e uma vez chegados em cima do Etna, o espetáculo é absolutamente fascinante.

Conhecer o etna na sicilia

Se você prefere fazer as coisas mais tranquilamente, te aconselho dormir em Catania, se prefere ver mais cidades, pode ir para Caltagirone, grande centro da província de Catania.


As belezas do Etna: vamos visitar o Etna?


Uma figura importante na história da cidade é representada por Don Luigi Sturzo, prefeito durante quinze anos, fundador da Scuola di Ceramica, que ainda hoje leva a cabo um desempenho de primordial importância para as novas gerações de artesãos cerâmicos. Caltagirone tem portanto tantas outras coisas que a tornam famosa, como de exemplo a célebre e espetacular escadaria de S. Maria del Monte, que além de despertar maravilha pelo seu comprimento e declividade, tem todas as elevações dos graus inteiramente recobertos de finíssimas maiólicas que merecem ser visitadas.

Ao fim de tarde se janta onde precisa e aconselho a reserva em uma hospedagem domiciliar em Caltagirone.

8º dia: Taormina, Palermo, km 259

Estamos chegando ao fim de nosso itinerário, hoje visitaremos Taormina, e no final do dia partiremos para Palermo.

Última etapa do nosso itinerário é a mundana Taormina, desde séculos meta de viajantes e turistas, amada por artistas e escritores. Dada a sua posição (200 sobre o nível do mar) é comparada a um esplêndido terraço que leva o relance pela vertente do mar jônio àquele do vulcão Etna.

conhecer Taormina,
Taormina é famosa por seus becos com lojas de moda, o seu teatro grego, a espetacular vista que oferece sobre o mar jônio e a famosa Ilha Bela.

Aqui o turismo é ativo todos os anos e é facilitado não somente pela beleza cultural e naturalista típica da cidade mas também por um bom sistema receptivo e recreativo e pelo típico calor siciliano.

No decorrer dos séculos, a cidade tem sempre sido uma grande meta turística que há também abrigado também algumas personalidades célebres, por Guglielmo II di Germania, numerosos escritores como Goethe, Maupassant, D. H. Lawrence, A. France, Oscar Wilde, Brahms.


DICAS SOBRE TAORMINA?


Taormina é considerada a mais desejada localidade de estadia siciliana. Das gloriosas antiguidades, conservadas no silêncio de suas estradas, o monumento mais insigne sem dúvida é o teatro greco-romano. Não obstante as devastações, esta estrutura é de certo uma das melhores conservadas do gênero, depois o teatro de Siracusa.

Durante a tarde, partida para Palermo onde no dia seguinte deixaremos o carro na concessionária e retornaremos à vida cotidiana.

DICA: Vai viajar pela Itália de carro? Não sabe onde alugar o carro? Nós temos um parceiro que pode te ajudar: Rent Cars! Já pensou em alugar um carro na Itália, sem sair de casa, com atendimento em português, pagando em Real, sem cobrança de IOF e ainda poder parcelar em 12x sem juros no cartão? E que tal um desconto de 5% para pagamento à vista? Gostou da idéia? Então clique no banner abaixo Pesquise, compare e escolha! : )

Terminando, caro leitor, podemos dizer que:

Sicília é uma das pérolas do sul da Itália. A natureza parece ter destinado a esta terra as suas maiores maravilhas: montes, colinas, e sobretudo o mar, que com as suas incríveis cores, a transparência das águas e a beleza das suas profundidades distingue-se de outros mares. Não nos esqueçamos, pois, a espetacularidade dos vulcões, alguns dos quais mais adormecidos como o Etna e o Stromboli. Um fascínio acrescentado se deve também pelas preciosas evidências arqueológicas que relatam as antigas origens da Trinacria (original nome de Sicília), pelos tantos monumentos, testemunho de uma arte que soube forjar-se no decorrer dos séculos.

Remains of an ancient Greek temple of Heracles (V-VI century BC), Valley of the Temples, Agrigento, Sicily. The area was included in the UNESCO Heritage Site list in 1997
Remains of an ancient Greek temple of Heracles (V-VI century BC), Valley of the Temples, Agrigento, Sicily. The area was included in the UNESCO Heritage Site list in 1997

Como chegar em Sicília

De avião
Em Sicília se chega de avião pelos aeroportos internacionais Falcone e Borsellino (Palermo), Fontanarossa (Catania), V. Florio (Trapani – Birgi).
De Palermo, Catania e Trapani partem voos aéreos para as ilhas de Lampedusa e Pantelleria.

De trem
A infraestrutura ferroviária em Sicília se estende complexivamente por cerca de 1350 km de linhas.

QUAL É A DIFERENÇA DOS TRENS NA ITÁLIA?

De carro
As autoestradas ligam Palermo com Catania (A 19), Palermo com Messina (A 20), Messina com Catania (A 18) e Palermo com Mazara del Vallo e Trapani (A 29). Eficiente a restante rede de estradas distinta em percursos velozes, estradas estatais e provinciais, ideais para desfrutar da melhor paisagem.

Próximo mês o nosso itinerário será dedicado a maravilhosa região da Sardenha com as suas famosas localidades como Olbia, Porto Cervo, Palau, S. Maria Teresa di Gallura, Arcipelago della Maddalena, Castelsardo, Stintino, Capo Caccia, Alghero Bosa, S’Archittu, Penisola del Sinis , Orgosolo, Orosei …

VIAJANDO DE CARRO NA ITÁLIA: EXEMPLO DE ROTEIROS

Não deixe de me seguir:)

E boa viagem!!!

Veja a revista de Set. aqui!

 Até o proximo post!! “

Visite o site do nosso parceiro e siga todas as matérias das revistas ( você poderá abaixar gratuitamente) que são super especiais e conheça e faça parte da comunidade de Mala para Dois!

O próximo mês te espera: Viajando de carro na Itália: A Campania! 🙂

Espero que isso tenha sido útil para você!


Não deixe de ler:

Como Chegar na Itália?


Uma Ajuda Extra para sua Viagem para a Itália

Seguro Viagem Para Italia Viajando Para Italia Aluguel de Carro na Italia Viajando Para Italia Onde Ficar na Italia Viajando Para Italia
O Seguro Viagem é obrigatório e mais barato do que você imagina. Ainda mais com nosso bônus. Quer viajar pela Itália de carro mas não sabe onde alugar um? Nós temos a solução para seu problema. Garanta sua hospedagem em site confiável e renomado, sem sustos em sua viagem.

 

   Mala Levar Vinho da Italia para Brasil Viajando para Italia Consultoria Para Viagem Para Italia Viajando para Italia
Passeios em Grupo em toda a Itália e com Compra de Bilhetes antecipada economizando tempo e dinheiro. Que tal uma mala para você levar os melhores vinhos italianos para sua casa no Brasil? Conheça mais essa facilidade. A sua Viagem dos Sonhos para a Itália pede um serviço diferenciado, com excelência e dentro do seu orçamento.

Os Melhores Conteúdos do Viajando Para Itália

  1. Qual é o gasto médio em um dia na Itália?
  2. O que visitar na Itália em 10 dias?
  3. Os dez lugares imperdíveis da Toscana?
  4. As melhores dicas para economizar na sua viagem para Itália?
  5. Aeroportos da Itália? Como chegar no teu hotel? Veneza, Milão, Roma, Florença? Saiba como agora!
  6. O que fazer em 1, 2, 3 ou 4 dias nas principais cidades italianas? Conheça itinerários em cada cidade que você vai visitar!
  7. As melhores dicas sobre alimentação na Itália? Vinho? Comida típica em cada lugar?Economizar? Roteiros de enogastronomia? Descubra tudo!
  8. Viagem de carro na Itália: Exemplos de roteiros nas principais regiões italianas!
  9. Quais são os principais monumentos turísticos na Itália? Quais são os monumentos imperdíveis e que você deve colocar no teu roteiro?
  10. Qual é a melhor época para ir para Itália? O melhor período? O clima na Itália?
  11. Saiba tudo sobre o Transporte na Itália? Trem? Carro? Como se deslocar? Comprar passagem de trem? Metro?
  12. Os melhores exemplos de roteiros turísticos na Itália? Monte o seu roteiro seguindo os meus conselhos!

Grande abraço da Itália,

Ana Patricia

 

 

4 Comentários
  1. Luiz Carlos Pavan Diz

    Olá Ana,
    Seu post está muito bom. Perfeito para quem quer conhecer a Sicília de carro, como estou pensando.
    Mas gostaria que você esclarecesse uma dúvida: Já se sabe que o transito em Palermo é caótico. Mas como é dirigir pelo interior da ilha (suponho que fácil), e principalmente, como proceder para chegar ao centro das cidades do percurso e nos hotéis, que (certamente) são medievais, de transito restrito e de difícil acesso e estacionamento?
    Como vocês enfrentaram o problema?
    Grato.
    Luiz Carlos

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Querido é sempre importante usar o GPS, no Gps geralmente avisa onde tem areas que não pode entrar com o carro, de resto, cada cidade é diferente, esse tipo de informação você vai ter sempre diretamente com o hotel, mas de qualquer forma eu aconselho sempre para quem viaja com o carro de não pegar nunca hotel no centro das cidades.. sempre melhor ficar fora do centro e ir para o centro a pé (tantas vezes as cidades medievais são pequenas) ou com um transporte público ou até mesmo um taxi.. Um grande abraço, Ana

  2. Helena Diz

    Fantástico!
    Muito obrigada por todas as informações.
    Dá vontade de ir a correr para todos os lugares!!!

    1. Ana Patricia Da Silva Diz

      Verdade!:)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.